• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2015.tde-10082015-115539
Documento
Autor
Nome completo
Carolina Faria Pires Gama Rocha
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Chelini, Marie Odile Monier (Presidente)
Lantzman, Mauro
Pimenta, Olívia de Mendonça Furtado
Título em português
Avaliação comportamental e endócrina do nível de estresse de cães participantes de intervenções assistidas por animais
Palavras-chave em português
Cães
Comportamento
Estresse
Interação assistida por animais
Resumo em português
Interações assistidas por animais (IAA) podem possuir objetivos cognitivos, físicos, psicossociais, comunicativos e educacionais para o ser humano, e consistem na incorporação de animais em intervenções terapêuticas ou atividades assistidas. Atualmente a literatura fornece algumas evidências de que a inclusão de cães no tratamento de humanos pode ter impactos positivos sobre a saúde tão física quanto mental dos mesmos. São pouco questionados, porém os efeitos sobre o participante animal: a idéia geral é que estas são boas atividades para os cães envolvidos. Este estudo visa elaborar o perfil dos cães participantes de IAAs na cidade de São Paulo, analisando sua adequação à função, e investigar os efeitos da participação das intervenções assistidas por animais sobre seu bem estar, a partir de análises comportamentais e da determinação dos níveis de cortisol salivar desses animais, avaliando o estresse ao qual são submetidos durante as sessões. Participaram do estudo 16 cães que haviam sido previamente aprovados para trabalho em IAAs pelas organizações responsáveis. O trabalho contou com duas fases. Na primeira foram aplicados dois questionários e dois testes padronizados, efetuados na casa do tutor, com o objetivo de traçar o perfil de temperamento e também obter dados sobre a reação endócrina a um estressor padronizado para cada um dos cães. A segunda fase teve como objetivo investigar o comportamento e a reação endócrina dos cães durante sessões de IAA em quatro instituições de saúde, com três tipos diferentes de pacientes: idosas moradoras de lares com déficits cognitivos diversos, crianças e jovens com autismo severo e crianças moradoras de abrigo em situação de vulnerabilidade social. Em cada instituição foram filmadas três sessões de IAA de cada um de quatro cães com diferentes assistidos. Foram analisados 5 minutos de cada uma das 48 sessões de IAA filmadas, sendo codificados 23 comportamentos descritos na literatura como denotadores de estresse. Também foi coletada uma amostra de saliva dos cães participantes imediatamente antes e após cada sessão de IAA para dosagem da concentração de cortisol salivar a partir do método de enzimaimunoensaio. Os resultados dos testes, da frequência e duração dos comportamentos e as medidas de concentração de cortisol salivar foram analisados estatisticamente. Para os comportamentos foi verificada se havia diferença significante entre a frequência e duração para as quatro situações experimentais, para o tempo de treinamento, para a instituição e para as concentrações de cortisol se havia diferença significante para as medidas da casa e das IAAs, e também antes e depois da sessão. Apesar da análise estatística dos comportamentos não indicar diferenças significantes na frequência e/ou duração dos mesmos entre a situação controle e as sessões de IAAs, a não ser referente ao comportamento de deitar com a cabeça apoiada, que foi significativamente maior na interação na casa do tutor, a análise estatística da concentração de cortisol mostrou que, além da concentração nas IAAs já no início ter sido mais alta do que na casa, aumentou mais ainda durante a sessão de IAA enquanto diminuiu na sessão de interação livre na casa do tutor na presença de pessoa desconhecida. Além disso, os resultados encontrados a partir do teste C-BARQ indicaram que apenas 16% dos cães deste estudo não apresentam problemas comportamentais. Em contraste, 38% receberam bandeiras duplas, que indicam que estes animais, para as categorias comportamentais específicas, receberam uma pontuação menos favorável do que ao menos 90% dos cães da amostra. Os resultados do teste de sociabilidade indicam grande heterogeneidade da amostra e muitos animais com pouca vontade de entrar em contato com pessoas estranhas, indicando falhas na seleção dos animais. Os resultados do estudo trazem muitas informações relevantes, que não haviam sido avaliadas por trabalhos anteriores, sendo importantes para a realidade das IAAs brasileiras já que sugeriram um aumento de estresse nas sessões de IAA. Em conjunto com as questões comportamentais detectadas pelos testes comportamentais, os resultados sugerem uma inadequação das condições em que as IAAs são praticadas no nosso ambiente, indicando uma inadequação potencialmente prejudicial ao bem estar dos animais coterapeutas. Medidas preventivas como educação contínua dos condutores e supervisão das interações devem ser tomadas para resguardar a segurança dos cães participantes
Título em inglês
Behavioral and endocrine evaluation of stress levels in dogs participants in animal assisted interactions
Palavras-chave em inglês
Animal assisted intervations
Behavior
Dogs
Stress
Resumo em inglês
Animal assisted interactions (AAI) may have cognitive, physical, psychosocial, communicative and educational objectives to the human participant, and consist in the incorporation of animals in therapeutic interventions or assisted activities. At present, the scientific literature provides some evidence that the inclusion of dogs to treat humans can have positive impacts on their physical and mental health. The effects on the animal envolved are, however, not questioned: the general idea is that these are good activities for the participant dogs. This study aims to elaborate the profile of dogs participants in AAI in the city of São Paulo, analysing their suitability for the role, and from the analysis of behavioral and salivar cortisol levels, investigate the effects of the participation in IAAs on their wellbeing, avaluating the stress which they are subjected during the sessions. Participated in the project 16 dogs who had been previously approved by the responsible organizations to work in AAIs. The project was carried on two phases. In the first phase two questionnaires and two padronized tests were applied, performed in the dog owners home, in order to trace the temperament profile and also to get information on the endocrine response to a standardized stressor for each of the dogs. The second phase aimed to investigate the behavior and endocrine response of the dogs during the AAI sessions in four health institutions, with three types of patients: elderly female nursing homes residents with diverse cognitive deficits, children and youth with severe autism and children living in a shelter home in vulnerable situation. Three AAI sessions were filmed in each institution for each of the four dogs, with different assisted humans. Five minutes of each of the 48 filmed sessions were analysed, and 23 behaviors described in the literature as related to stress were decoded. Dogs saliva samples were also collected immediately before and after each AAI session for measurement os salivary cortisol concentration by the enzyme immunossay method. The results of the tests, frequency and duration of behaviors, and salivar cortisol concentrations were statistically analysed. For the behaviors it was checked if there was significant difference between the frequency and duration 20 for the four experimental situations, for training time, the institution and cortisol levels if there was significant difference to the measures of the owners house and AAIs, and also before and after the session. Despite the statistic analyse hadnt indicated significant diferences in the frequency and/or duration of the behaviors between the control situation and the AAI sessios, unless refering to the behavior of lying with its head on the ground, that was significantly higher in the interaction in the owners home, statistical analysis of the salivar cortisol levels showed that, beyond the AAI levels have been higher than the houses level alredy in the beginning of the session, it increased even more during the AAI session, while decreased in the free interaction session in the owners house in the presence of an unfamiliar person. Moreover, the results of the C-BARQ test indicated that only 16% of the dogs in this study dont present behavioral problems. In contrast, 38% of the dogs received double red flags, that indicate that these animals, in relation to specific behavioral categories, received a less favorable punctuation than 90% of the sample. The results of the sociability test indicate high heterogeneity of the sample and several animals with little will to have contact with unfamiliar people, indicating flaws in the animals selection. The results of the study bring several relevant informations, that hadnt been evaluated by previous works, being important to the current brazilians AAI situation, since they suggested an increase of the dogs stress during the AAIs sessions. Together with the behavioral issues detected by the tests, the results suggest an inadequacy of the conditions under which AAIs are practiced in our environment, indicating an inadequacy potentially detrimental to the animals wellbeing. Preventive measures such as continued education of the conductors and supervision of the interactions must be taken to protect the security of the participant dogs
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
rocha_me.pdf (2.37 Mbytes)
rocha_me_parcial.pdf (538.98 Kbytes)
Data de Liberação
2017-09-01
Data de Publicação
2015-09-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.