• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2012.tde-08112012-145400
Documento
Autor
Nome completo
Larissa Laskovski
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Simao, Livia Mathias (Presidente)
Fujisawa, Dirce Shizuko
Guimarães, Danilo Silva
Título em português
Por que ir a fisioterapia? um estudo microgenético de expectativas de pacientes e adesão ao tratamento
Palavras-chave em português
Adesão ao tratamento
Construtivismo semiótico-cultural
Fisioterapia
Neurofuncional
Psicologia
Resumo em português
A presente pesquisa situa-se na interface entre áreas de psicologia e fisioterapia e foi construída a partir de reflexões sobre aspectos que interferiam a ida ou não ida de pacientes às sessões de fisioterapia. Muito do sucesso na reabilitação de indivíduos com desordens neurológicas requer, além da participação dos familiares e equipe multidisciplinar, a vontade de melhorar do próprio paciente. Portanto, para o continuado replanejamento do tratamento na busca de efetiva melhora da qualidade de vida dos indivíduos é necessário para o fisioterapeuta conhecer sobre as inquietações, desejos e expectativas desses pacientes. Nesse sentido, os objetivos deste trabalham foram: 1) Investigar as razões que levam o paciente a frequentar a fisioterapia; 2) Compreender o que o fisioterapeuta representa para o paciente em tratamento, bem como o processo de empatia, que se constrói na relação fisioterapeuta-paciente; 3) Investigar as tensões geradas pela ruptura de expectativas do paciente e do fisioterapeuta, 4) Analisar a temporalidade dos processos de relação do paciente consigo e com os outros (o fisioterapeuta aí incluído); 5) Identificar os valores positivos e negativos atribuídos pelos pacientes às experiências consigo mesmo e com os outros (o fisioterapeuta aí incluído). A pesquisa seguiu os pressupostos do Construtivismo Semiótico-Cultural em Psicologia, e, nesse sentido, a fisioterapia foi tomada como um espaço para ação simbólica de indivíduos que têm o desejo de superar um problema; as atividades de fisioterapia são parte das ações em direção ao desejo que se quer alcançar e o fisioterapeuta é um dos outros com quem o indivíduo está em constante interação. Nos procedimentos metodológicos foram realizadas entrevistas com quatro pacientes, previamente selecionados, que faziam fisioterapia em uma clínica de reabilitação multidisciplinar. As entrevistas foram gravadas, em dois momentos distintos, durante a realização dos exercícios de uma das sessões de fisioterapia. Os dados obtidos foram analisados pelo método microgenético, o qual busca investigar o processo de construção de conhecimento do indivíduo em face de situações novas que ele experimenta e que o desestabilizam e pode capturar novidades que emergem no processo. Nas sessões, em interação com o fisioterapeuta, cada participante apresentou construções simbólicas particulares sobre suas ações nas sessões de fisioterapia. A temporalidade foi determinante nos processos simbólicos dos participantes porque favoreceu a organização das transformações, integrando-as em suas memórias da condição anterior e em seus desejos, medos e expectativas quanto ao futuro. Os resultados das análises revelaram diversificadas maneiras de cada paciente atribuir significado para o aspecto do tempo no seu percurso na fisioterapia, trazendo implicações para o programa terapêutico. O profissional pode estimular ou inibir a vontade de participação do paciente no tratamento, a depender de suas ações e metas serem coordenadas ou não com as ações e metas do outro. Como consequência, há incentivo para vontade do paciente em participar da fisioterapia porque constata que as ações do profissional e do tratamento estão voltadas para suas metas. Em síntese, buscou-se com este trabalho, em sua interdisciplinaridade, ampliar possibilidades teórico-metodológicas do construtivismo semiótico-cultural em psicologia e da fisioterapia
Título em inglês
Why should they attend to Physical Therapy? A microgenetic study of expectations of patients and the adherence to the treatment
Palavras-chave em inglês
Neurofunctional
Physical Therapy
Psychology
Semiotic-cultural constructivism
Treatment adherence
Resumo em inglês
This present study is based on the interface between psychology and Physical Therapy fields and was built from analyzed aspects which would interfere with the patients´ decision on whether or not to go to Physical Therapy sessions. The rehabilitation success of the patients with neurological disorders comes not only from the family support or from the caretakers and multidisciplinary healthcare team but mostly from the patients´ own desire to get better. Therefore, to continue the treatment process and the search of an effective result for a better quality of life, it is necessary that the physiotherapist look for a deep understanding and also become aware of the patients´ expectations, wishes and conflicts. In this way, the goals of this paper were: 1) to investigate the reasons by which the patients go, or decide to attend the Physical Therapy sessions; 2) to comprehend which role does the physiotherapist play for the patient, regarding the empathy process that is shaped in their relationship; 3) to investigate the tensions which have arisen from the expectations ruptures coming of both sides; 4) to analyze the temporality within the process of the patient with himself/herself and the others (he Physical Therapy is included here); 5) to identify positive and negative values addressed by the patients to the expectations within himself or herself, and with the I other relationship. (the physiotherapist is again included).The study followed the basis of the semiotic - cultural constructivism in Psychology and in this effect, Physical Therapy was taken as a symbolic action field of individuals who have desire or will to overcome a difficult situation. The Physical Therapy activities are part of the actions toward the desires which are aimed and the physiotherapist is part of the others who the patient is constantly interacting with. In the methodological procedures, interviews were made with four patients previously selected, who attended to Physical Therapy sessions in a multidisciplinary rehabilitation clinic. The interviews were recorded in two different moments, while the exercises were being done. The results obtained with the interviews were analyzed using the microgenetic method, which aims to investigate the developing process of knowledge of individuals who are bound to encounter new life situation that are experienced and it might bring some instability and also novelties to them. Through the sessions, while interacting with the physiotherapist, each participant came up with particular symbolic constructions about their actions in the sessions. The temporality was determined in the symbolic process of the participants because has helped to organize the transformations, by way of integrating their former condition memories and in their wishes, fear, and expectation towards the future. The results of the analyzes revealed many ways of addressing meaning regarding to the timing, in the course of the treatment, bringing implications to the therapeutic program. The professional is able to entice or even to make the patient loose his or her desire to continue and keep going on treatment. This desire will depend on how the physiotherapist could lead his or her aims in accordance to the ones of the others. As a consequence, there is an incentive towards the patients´ desire in taking part of the sessions, due to recognition that the attitudes of the physiotherapist are streamlined with their same aims. In summary, this work, in its interdisciplinary, theoretical and methodological possibilities to expand the semiotic-cultural constructivism in psychology and Physical Therapy
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-12-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.