• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2018.tde-06022018-104130
Documento
Autor
Nome completo
Janiele Pereira da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Otta, Emma (Presidente)
Bueno, Odair Correa
Helene, André Frazão
Morini, Maria Santina de Castro
Título em português
Forrageamento de Pachycondyla striata Smith, 1858 (Hymenoptera: Formicidae: Ponerinae) em ambiente urbano
Palavras-chave em português
Ambiente urbano
Aprendizado
Competição
Estratégia de forrageamento
Forrageamento solitário
Poneromorfas
Recrutamento por tandem running
Tomada de decisão
Resumo em português
As formigas se adaptam as diferentes situações que encontram no seu ambiente em parte por apresentarem flexibilidade comportamental. Um exemplo é o uso de mais de uma estratégia durante a exploração de um recurso alimentar. No caso da Ponerinae Pachycondyla striata, as formigas podem forragear solitariamente ou fazer recrutamento por tandem running. Apesar desta espécie estar presente em diversas áreas verdes em ambiente urbano, pouco se sabe sobre o seu comportamento durante o forrageamento nessas áreas. Por isso, o objetivo deste trabalho foi analisar as estratégias de forrageamento e os comportamentos de P. striata em ambiente urbano. O estudo foi realizado em um jardim da Cidade Universitária (USP, campus Butantã). No local foram observadas 96 formigas de 12 colônias. Como iscas alimentares foram usadas proteína (atum) e carboidrato (maçã com mel) em duas quantidades (3g e 7g) e em duas distâncias do ninho (0,5 m e 4,0 m). Durante 90 minutos foram registrados: as estratégias de forrageamento; os comportamentos das forrageadoras; as interações com espécies competidoras; o tempo de trajeto entre o ninho e a isca. Verificou-se que o forrageamento solitário foi a principal estratégia, sendo utilizada por todas as forrageadoras e que a atividade solitária aumentava quando o alimento próximo ao ninho era proteína. O recrutamento foi realizado por 81% das forrageadoras, mas as formigas perderam o contato em 27% dos recrutamentos. As chances de uma forrageadora recrutar eram maiores em três situações: quando o alimento era proteína; estava perto do ninho; e a umidade do ar era alta (70% UR). Cerca de 72% das forrageadoras tiveram competição nas iscas, sendo a competição interespecífica mais frequente que a intraespecífica. Durante as interações com as competidoras, as forrageadoras apresentaram, principalmente, comportamento agressivo. Quanto ao tempo de trajeto, o forrageamento solitário era percorrido em menos tempo que o recrutamento, independente da distância. Por fim, verificou-se uma correlação negativa entre a ordem das viagens e o tempo do trajeto em ambas as distâncias e estratégias de forrageamento. Conclui-se que os dados coletados neste trabalho reforçam a prevalência do forrageamento solitário como principal estratégia da espécie e também trazem novas informações, como a tomada de decisão baseada no tipo do alimento, a variação na atividade de forrageamento devido a fatores abióticos, as interações competitivas no ambiente urbano e o aprendizado individual e social entre as forrageadoras
Título em inglês
Foraging of Pachycondyla striata Smith, 1858 (Hymenoptera: Formicidae: Ponerinae) in environment
Palavras-chave em inglês
Competition
Decision making
Foraging strategy
Learning
Poneromorph
Recruitment by tandem running
Solitary foraging
Urban environment
Resumo em inglês
The ants adapt to different environmental contexts exhibiting behavioral flexibility. An example of behavioral flexibility is the use of more than one foraging strategy. In the case of Ponerinae Pachycondyla striata, the ants can forage solitarily or recruit and guide nestmates to a food sorce by tandem running. This species is found in various green areas in urban environment, but little is known about its foraging behaviour in this area. The aim of this research was to analyze the foraging strategies and the behaviors of P. striata in urban environment. The study was performed in a garden of the University City (USP campus Butantã). At this site we observed 96 ants of 12 colonies. As feeding baits were used protein (tuna) and carbohydrate (apple with honey) in two quantities (3g and 7g) and at two distances from the nest (0,5m and 4,0m). During 90 minutes we registered: the foraging strategies; the behaviors of the foragers; the interactions with competing species; and the travel time from the nest to the bait. It was found that the solitary foraging was the main strategy used by all the foragers. The solitary foraging activity was especially frequent when protein was close to the nest. The recruitment was performed by 81% of the foragers, but the ants lost contact in 27% of the recruitments. The frequency of recruitment increased in three foraging contexts: when the food was protein; was close to the nest; and with high air humidity (70% UR). About 72% of the foragers found competitors at the baits, and interspecific competition was more frequent than intraspecific competition. The foragers presented during the interactions with the competitors, mainly, aggressive behavior. Traveling time during solitary foraging foraging went through in less time that recruitment, regardless the distance. Lastly, it was verified a negative correlation between the traveling order and the traveling time at both distances and foraging strategies. Our data lead us to conclude that the solitary foraging is the main strategy of P. striata, adding new information as the decision making based on food characteristics, the variation in foraging activity due to abiotic factors and the competing interactions in urban environment and individual and social learning between ants
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Liberação
2020-02-19
Data de Publicação
2018-02-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.