• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2015.tde-29092015-173657
Documento
Autor
Nome completo
André Prado Nunes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Morato, Henriette Tognetti Penha (Presidente)
Bertolla, Márcia Helena da Silva Melo
Cury, Vera Engler
Sá, Roberto Novaes de
Scarcelli, Ianni Regia
Título em português
O estágio de atendimento nos anos iniciais: experiência com plantão psicológico
Palavras-chave em português
Currículo de ensino superior
Fenomenologia existencial
Plantão psicológico
Resumo em português
A partir de 2007, o Projeto de Atendimento em Plantão Psicológico do Laboratório de Estudos em Fenomenologia Existencial e Prática em Psicologia (LEFE-PSA/IPUSP) disponibilizou estágio a estudantes a partir do segundo ano do curso. Esta investigação buscou conhecer a experiência de quatro plantonistas que iniciaram o seu primeiro estágio de atendimento em plantão no terceiro semestre do curso. Entrevistas individuais foram realizadas, de modo a constituírem relatos sobre este momento de formação. Como percurso metodológico, buscou-se inspiração na fenomenologia hermenêutica e na analítica do sentido como via para explicitação de saberes e impasses que surgiram nas narrativas colhidas sobre plantão. Por um lado, os relatos revelaram como o plantão se organizou para cuidar deste estudante: o atendimento era realizado com psicólogos e colegas dos últimos semestres, sendo supervisionados em grupo, além de haver aulas sobre fenomenologia existencial e aconselhamento psicológico. Por outro lado, o projeto mostrou como cada estagiário, a partir de seus questionamentos, conduziu-se de modo singular ao longo de pelo menos um ano de estágio, outro requisito para ser entrevistado. Neste sentido, evidenciou-se que o plantão contempla múltiplos dizeres e posicionamentos dos estudantes como possibilidade de propiciar um aprender pela experiência (ação). Em busca de descobrirem-se psicólogos, os estagiários disseram dos desafios e impasses encontrados neste modo de aprender, remetendo-os à crise de identidade profissional, à perspectiva fenomenológica existencial e também às limitações da própria instituição no qual este projeto de extensão ocorre. Convocados pela atenção psicológica dos supervisores, os saberes dos plantonistas mostraram-se incorporados em seu agir, sendo difícil falar sobre, mas surgindo nas reflexões sobre situações de atendimento, conversas e supervisões contadas. Neste sentido a formação surgiu como formar-ação, pela aprendizagem significativa como via privilegiada de constituição do saber de ofício do psicólogo. Assim, a investigação destacou a relevância deste estágio ocorrer nos semestres inicias pelo modo como estagiários apresentaram uma compreensão pertinente de plantão nesta perspectiva. Por essa via, manifesta-se a urgência da clínica-escola contemplar projetos de estágio que, simultaneamente, diferenciem-se dos tradicionais treinamento, observação e aplicação de técnicas, contemplando serviços que atenção às demandas da clientela, em sua amplitude
Título em inglês
Psychological practicum by early years students: experience through psychological attendance
Palavras-chave em inglês
Curriculum
Existential phenomenology
Practicum
Professional formation
Psychological attendance
Resumo em inglês
Since 2007, the project of Psychological Attendance, from the Phenomenological Existential Studies and Practice in Psychology Laboratory (LEFE-PSA-IPUSP), initiated such a practicum to students from the second year of the Psychology Course. The present investigation intended to explore and comprehend how four of those students experienced such practicum. Individual interviews were taken in order to obtain oral testimonies about that moment in their graduation formation. The methodological path was based on proposals of the hermeneutic phenomenology and the analytics of sense as a way to present knowledge and difficulties discovered according to the students narratives about Psychological Attendance. By one hand, they revealed how that practicum is organized to take care of the student: to be with a client, the freshmen students were accompanied by colleagues from final semesters or by psychologists and supervision happened in group, besides attending counselling psychology and existential phenomenology classes. On the other hand, the project showed itself as singular for one year, allowing the students narrative for this investigation. It was possible to comprehend how the psychological attendance opened to the participants many possibilities to learn through experience, by learning in action: they expressed challenges and difficulties in this path, mainly emphasizing the professional crisis identity, the existential phenomenological perspective and the limits of the educational institution for such extension project. At the same time, by the supervisors careful psychological attention, the students referred how they incorporated such knowledge in their acting by their reflexions about the experiences at the supervisions as well as with clients. It revealed the possibility of significative learning in action as pertinent to comprehend the meaning of psychologists attention, even when the practicum occurs for Psychology freshmen students. They expressed how the psychological attendance experience in such perspective is important by allowing them to know about the psychological action. Therefore, this investigation points to the urgency to changes in the curriculum of Psychology courses in order to contemplate projects that open new possibilities to the traditional practicum, directing them to the real students and clients actual needs
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
nunes_do.pdf (919.61 Kbytes)
Data de Publicação
2015-10-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.