• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2018.tde-27072018-104844
Documento
Autor
Nome completo
Natália Rodovalho Garcia Menescal
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Leme, Maria Isabel da Silva (Presidente)
Boruchovitch, Evely
Lomonaco, Jose Fernando Bitencourt
Paula, Fraulein Vidigal de
Polydoro, Soely Aparecida Jorge
Título em português
Instrumentos de aferição da autorregulação da aprendizagem em universitários
Palavras-chave em português
Autorregulação da aprendizagem
Ensino Superior
Escalas de avaliação
Instrumentos de mensuração
Resumo em português
O tema da autorregulação tem sido discutido em diversos contextos e por diferentes abordagens teóricas, visto que a capacidade de autorregulação é um dos principais recursos do organismo humano, pois permite a gerência dos próprios comportamentos, pensamentos e sentimentos, visando à consecução de metas pessoais. No campo educacional, os alunos autorregulados assumem a responsabilidade pessoal por regular e dirigir a sua aprendizagem em termos metacognitivos, motivacionais e comportamentais. Isso tem influência no desempenho e na qualidade da aprendizagem. Diante da importância da autorregulação da aprendizagem e do número de instrumentos que objetivam mensurar esse processo, foi realizado o presente estudo. Na primeira etapa buscou-se identificar e descrever as escalas de avaliação da autorregulação da aprendizagem, nacionais e internacionais, com tradução e validação para estudantes universitários brasileiros. Posteriormente, na segunda etapa objetivou-se analisar as evidências de fidedignidade do Learning and Study Strategies Inventory LASSI (Weinstein, Schulte & Palmer, 1987) e da Escala de Competência de Estudo ECE (S&H) (Almeida & Joly, 2009), bem como examinar as evidências de validade convergente de correlações entre os dois instrumentos. Além disso, por meio dos dados coletados, propôs-se caracterizar a autorregulação da aprendizagem em uma amostra de estudantes do Ensino Superior. Para identificar os instrumentos de mensuração da autorregulação da aprendizagem em universitários, foi realizada uma busca na literatura científica de pesquisas que tenham investigado a aprendizagem autorregulada e as variáveis relacionadas. Nesse processo, foram descritos seis escalas de avaliação do tipo Likert. Desses instrumentos, três são mais antigos, construídos nos anos inciais de investigação sobre o tema e os outros três são mais recentes, elaborados na primeira década do século XXI. Sobre a segunda etapa do estudo, a amostra foi composta por 257 alunos do curso de Psicologia de instituições de ensino, públicas e particulares, do estado do Maranhão. As análises psicométricas do LASSI e da ECE (S&H) totais indicaram fidedignidade apropriados para o uso no contexto brasileiro. Por outro lado, não foram assegurados bons índices de fidedignidade para dois fatores da ECE (S&H), portanto, sugere-se que estudos futuros identifiquem sua estrutura, por meio de análises fatoriais exploratórias e confirmatórias. Ambos os instrumentos apresentaram bom nível de validade convergente de correlações. Os participantes da pesquisa relataram o uso de estratégias de estudo e de aprendizagem e foram encontradas correlações significantes, positivas e negativas, entre a autorregulação da aprendizagem e as variáveis faixa etária, sexo e instituição de ensino. Os achados do presente estudo foram discutidos à luz da literatura da área. Ademais, foram apresentadas as limitações e as propostas de futuras pesquisas. Espera-se que este trabalho possa contribuir para a melhor compreensão da autorregulação da aprendizagem, desperte o interesse de pesquisadores a prosseguirem com as investigações, e que direcione futuras pesquisas na área
Título em inglês
Instruments to measure self-regulated learning for university students
Palavras-chave em inglês
Evaluation scales
Higher Education
Measuring Instruments
Self-regulated learning
Resumo em inglês
Self-regulation has been discussed in several contexts and by different theoretical approaches, once the capacity to self-regulate is one of the main resources of the human being because it allows the management of ones own behaviors, thoughts and feelings aiming at the achievement of personal goals. In the educational field, self-regulated students assume the personal responsibility to regulate and guide their own learning in the metacognitive, motivational and behavioral aspects. This influences performance and quality in learning. Due to the importance of self-regulated learning and the number of instruments aimed at measuring this process, this study was conducted. The first phase was the search to identify and describe the main Brazilian and validated international assessment self-regulated learning scales for university students. To do so, a search was conducted in the scientific literature about self-regulated learning and related variables. In this process, six Likert type scales were described. Of these instruments, three are older, built in the initial years of research on the subject and the other three are more recent, elaborated in the first decade of the 21st century. Then, in the second phase the objective was to analyze the evidences of reliability of the Learning and Study Strategies Inventory - LASSI (Weinstein, Schulte & Palmer, 1987) and Study Competence Scale - ECE (S&H) (Almeida & Joly, 2009), as well as to examine the convergent evidences of validity of correlations between both instruments. Moreover, through the data collected, it was proposed to characterize self-regulated learning in a sample of 257 Psychology students from private and public higher education institutions of Maranhão State. The psychometric total analysis of LASSI and ECE (S&H) showed proper reliability for use in the Brazilian context. However, two factors of ECE (S&H) did not have good index of reliability, therefore, it is suggested that future studies identify its structure, through exploratory and confirmatory factor analyzes. Both instruments presented good level of convergent validity of correlations. The participants of this research reported good study and learning strategies and positive and negative significant correlations were found between self-regulated learning and variables age, sex, and educational institution. The findings in the present study were discussed according with the literature in the field. Furthermore, some limitations and suggestions for future research were presented. It is expected that this work may contribute for a better comprehension of self-regulated learning, to raise the interest of researchers to move on with investigations and to provide future research in the field
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-08-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.