• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2014.tde-25112014-113728
Documento
Autor
Nome completo
Ana Clara Hermogenes Costa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Morato, Henriette Tognetti Penha (Presidente)
Mattar, Cristine Monteiro
Scarcelli, Ianni Regia
Título em português
Entre aprender e ensinar, supervisão de campo: possibilidade de palavras para ser, pertencer e multiplicar na atenção psicológica
Palavras-chave em português
Fenomenologia existencial
Plantão psicológico
Prática psicológica em instituições
Supervisão de campo
Resumo em português
Em 2007, a partir de um pedido da diretoria do Hospital Universitário da Universidade de São Paulo (HU-USP) ao Laboratório de Estudos e Prática em Psicologia e Fenomenologia Existencial (LEFE-PSA/IPUSP) por cuidado psicológico para as equipes de saúde do Pronto Socorro e Unidade de Terapia Intensiva, nasce o projeto de Atenção Psicológica nessa instituição. Diante deste pedido, um grupo composto por estagiários da graduação, supervisor de projeto e supervisor de campo adentrou o hospital pela perspectiva da cartografia clínica com objetivo de conhecer a demanda a partir dos atores institucionais. Mostrou-se emergente a necessidade de atenção psicológica não apenas para aos profissionais de saúde, mas aos demais atores da instituição (pacientes, familiares, vigilantes, auxiliares de serviços gerais, etc.). Neste contexto, surge o Plantão Psicológico como proposta interventiva. O plantão configura-se como um espaço de cuidado a partir da disponibilidade do plantonista colocada a serviço daquele que demanda por cuidado; é uma experiência clínica que se diferencia de outras modalidades pela peculiaridade de seu setting terapêutico ser a atitude clínica do plantonista: a sede do próprio plantão permite essa atenção acontecer nos mais diversos espaços e com duração variada. Essa experiência coloca os alunos em contato com uma realidade profissional de uma área ainda em construção quanto ao lugar do psicólogo como profissional de saúde no contexto hospitalar. A pesquisa ora apresentada volta-se para a supervisão de campo como prática clínico-pedagógica, buscando, por meio das experiências daqueles que participaram deste projeto e da Fenomenologia Existencial como via de significação, compreender o sentido de supervisão de campo no campo quanto ao cuidado com a formação clínica de psicólogos dentro de uma perspectiva que trabalha a ação psicológica em moldes não tradicionais da Psicologia. Pelo revisitar da experiência em entrevista reflexiva coletiva foi possível compreender a supervisão de campo como espaço de cuidado e elaboração inicial do sentido sentido no experienciar clínico, viabilizado pela relação entre plantonista e supervisor de campo no acontecer de um aprendizado em duas vias: plantonista que se aprende plantonista e supervisor de campo que se aprende supervisor de campo
Título em inglês
Field supervision between learning and teaching: possibility for words to be, to belong and to multiply at psychological attention
Palavras-chave em inglês
Existential phenomenology
Field supervision
Psychological attendance
Psychological practice at institutions
Resumo em inglês
In 2007, the direction of the University Hospital of the University of São Paulo (HU-USP) asked to the Laboratory of Phenomenological Studies and Psychological Practice (LEFE-PSA/IPUSP) psychological care for Emergency and Intensive Care Unity health team. It started the Psychological Attention project: a group composed by graduation students, field supervisor and project supervisor began to know the hospital through a cartographic perspective with the objective to better understand the institutional actors demand. It revealed an emergent necessity for psychological attention not only for the health staff but also for patients, their families, security team. The Psychology group started Psychological Attendance as an intervention practice. It refers to offer a care space by the psychologists disposition before those who need it. It implies a different clinical experience from other modalities by the particularity of its therapeutic setting: the clinical attitude, presented in any moment and for the time needed at any institution space, makes the psychologist as his own setting. Such an experience allows the students to confront a new professional reality yet in construction in respect to the psychologists locus as a health professional in a hospital context. Therefore, the present research turns to the field supervision as a clinical and pedagogical experience. It explores the narrative of those who have participated as students, trying to comprehend them as a possibility to signify the meaning of field supervision in the field to take care of future psychologists clinical formation in a nontraditional way of psychological action. Through the existential phenomenology perspective, it realized a coletive reflexive interview as a mean to comprehend the students experience with the field supervision as a care space to elaborate the felt meaning of their clinical experiencing. It showed how this mode of supervision contributes for a significative learning by both involved in such a relationship: the student learns to be a clinical attender and the supervisor learns to be a field supervisor
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
costa_me.pdf (1.97 Mbytes)
Data de Publicação
2014-11-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.