• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.47.2016.tde-22022016-183718
Documento
Autor
Nombre completo
Camilla Teresa Martini Mazetto
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2015
Director
Tribunal
Souza, Maria Thereza Costa Coelho de (Presidente)
Barthélémy, Cathérine Françoise
Lerner, Rogerio
Rocca, Cristiana Castanho de Almeida
Semer, Norma Lottenberg
Título en portugués
A criança com autismo: trajetórias desenvolvimentais atípicas à luz da teoria piagetiana da equilibração
Palabras clave en portugués
Autismo
Cognição
Desenvolvimento
Trajetórias
Resumen en portugués
Os Transtornos do Espectro do Autismo (TEA) refletem alterações neurológicas das funções psicológicas que se desenvolvem durante os primeiros anos de vida. Estudos atuais apontam uma prevalência crescente, relacionada com as mudanças dos critérios diagnósticos. As alterações nosológicas evidenciam a variabilidade de expressões clínicas, que compõem um continuum de quadros diversos, com evoluções particulares. A pesquisa toma a perspectiva da psicopatologia desenvolvimental, e estuda os mecanismos gerais de desenvolvimento psicológico aplicados a um contexto atípico de desenvolvimento. O desenvolvimento cognitivo e socioemocional típico tende a uma construção hierárquica, relativamente homogênea, guiada por uma equilibração progressiva. No autismo parece haver uma heterogeneidade no desenvolvimento das funções cognitivas e sociais. Observam-se atrasos mais ou menos significativos, estagnação ou regressão em determinadas funções, evocando uma perturbação fundamental da regulação da atividade sensório-motora. Uma das hipóteses desse desenvolvimento particular, é a de um distúrbio da regulação do conjunto das atividades da criança. O objetivo geral é apresentar uma leitura conceitual, apoiando-se na teoria piagetiana da equilibração, sobre trajetórias de desenvolvimento de crianças com autismo, a partir de indicadores clínicos fornecidos pela Bateria de Avaliação Cognitiva e Socioemocional (BECS). A pesquisa conta com duas partes de coleta de dados, e uma parte teórica. Na primeira, apresenta o estudo comparativo do desenvolvimento cognitivo e socioemocional de um grupo de crianças com autismo (N= 20) e um grupo de crianças típicas (N= 20). Na segunda, descreve a trajetória de quatro casos ilustrativos de crianças com autismo acompanhadas ao longo de 18 meses, com avaliações sucessivas a cada seis meses. Os resultados indicam que crianças com autismo mesmo mais velhas apresentam um funcionamento psicológico próprio às primeiras etapas de estruturação cognitiva, centrada nas aquisições sensório-motoras. Quanto à hipótese da heterogeneidade desenvolvimental característica do autismo, foram notadas similitudes entre os processos típicos e atípicos, sendo que a heterogeneidade é uma característica das etapas mais inicias de desenvolvimento, em ambos os contextos. Por outro lado, crianças com autismo apresentaram níveis de socialização e de atenção conjunta bastante abaixo daqueles apresentados pelo grupo de crianças típicas, com sinais de maior habilidade para o desenvolvimento cognitivo. A leitura conceitual dos casos sugere a preservação dos mecanismos gerais da equilibração majorante, com ampliação gradual do desenvolvimento global. A heterogeneidade pode assim traduzir um processo positivo de desenvolvimento, apoiando-se nos desequilíbrios como fonte para regulações e reequilibrações, tanto no contexto típico quanto atípico. Entretanto, no caso de crianças com autismo, as trajetórias apresentam características particulares, com maior estabilidade para a ampliação das construções cognitivas, e fragilidade inicial para a consolidação das habilidades socioemocionais
Título en inglés
The child with autism: atypical developmental trajectories in light of Piagets equilibration theory
Palabras clave en inglés
Autism
Cognition
Development
Trajectories
Resumen en inglés
The Autism Spectrum Disorders (ASD) reflect neurological impairments of psychological functions that develop during the first years of life. Recent studies point to an increasing prevalence, related to changes in diagnostic criteria. The nosological changes demonstrate the variability of clinical expressions, which make up a continuum of different frames, with particular evolutions. This research takes the perspective of developmental psychopathology and studies the general mechanisms of psychological development applied to an unusual context of development. The typical cognitive and social-emotional development tends to a hierarchical construction, relatively homogeneous, guided by a progressive equilibration. In autism there appears to be heterogeneity in the development of cognitive and social functions. Significant or milder delays, stagnation or regression in certain functions are observed, evoking a fundamental disturbance in the regulation of sensory-motor activity. One hypothesis of this particular development is a disorder of the child's activities regulation. The overall goal is to present a conceptual study, based on Piaget's equilibration theory and on clinical indicators provided by the he Social Cognitive Evaluation Battery for Children with Autism (SCEB), regarding developmental trajectories of children with ASD. The research has two parts of data collection, and a theoretical part. The first part presents a comparative study of cognitive and socio-emotional development of a group of children with autism (N = 20) and a group of typical children (N = 20). The second part describes the trajectory of four illustrative cases of children with autism accompanied over 18 months, with successive evaluations every six months. The results indicate that even older children with autism show a psychological functioning that corresponds to earlier stages of cognitive structuring, focused on sensorimotor acquisitions. As for the hypothesis of characteristic developmental heterogeneity in autism, similarities between typical and atypical contexts of development were noted, and that heterogeneity is a feature of the initial stages of development, in both contexts. On the other hand, children with autism showed socialization levels and joint attention well below those presented by the group of typical children, with signs of greater ability for cognitive development. The conceptual reading of the cases suggests the preservation of the general mechanisms of equilibration, with gradual expansion of global development. The heterogeneity can thus translate a positive development process, drawing on the imbalances as a source for adjustments and rebalance, in both typical and atypical contexts. However, for children with autism, the trajectories have particular characteristics, with greater stability for the expansion of cognitive structures, and initial weakness to the consolidation of socio-emotional skills
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
mazetto_do.pdf (1.55 Mbytes)
Fecha de Publicación
2016-03-02
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2018. Todos los derechos reservados.