• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2012.tde-21092012-112003
Documento
Autor
Nome completo
Conrado Schlochauer
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Leme, Maria Isabel da Silva (Presidente)
Lacaz, Carlos Eduardo Martins
Lomonaco, Jose Fernando Bitencourt
Oliveira, Marta Kohl de
Trevisan, Leonardo Nelmi
Título em português
Um estudo exploratório sobre a autodireção da aprendizagem em ambientes informais
Palavras-chave em português
Adulto
Aprendizagem
Desenvolvimento Humano
Educação não formal
Resumo em português
Esse trabalho teve como principal objetivo investigar o processo de aprendizagem autodirigida em aprendizes adultos com formação universitária. Destaca-se a relevância de se identificar modalidades autônomas e intencionais de aprendizagem adulta, a fim de se atingir os objetivos propostos pela UNESCO relacionados à aprendizagem ao longo da vida em um ambiente de mudanças constantes e profundas do ponto de vista social, cultural, ambiental e econômico. O trabalho procura identificar, de modo específico, a incidência de projetos de aprendizagem com características autodirigida, o perfil do aprendiz e as características do projeto, a ocorrência de aprendizagem informal e não-formal e a influência das crenças de autoeficácia e da motivação intrínseca na aprendizagem dirigida. Foram utilizados dois instrumentos: o protocolo de entrevistas para estudo de projetos de aprendizagem de Allen Tough e o Appraisal of Learner Authonomy (ALA), desenvolvido por pesquisadores da Regent University, que mensura as crenças de autoeficácia para a aprendizagem autônoma. Os resultados encontrados demonstram que todos os participantes realizaram projetos de aprendizagem nos doze meses anteriores à realização da entrevista (média = 8,9 projetos/ano). A maioria dos aprendizes adultos (97,9%) realizou pelo menos um projeto por meio da aprendizagem autodirigida, sendo que mais de metade do grupo (68,1%) realizou mais projetos de aprendizagem autodirigidos do que heterodirigidos, apresentando o que denominamos tendência à autodireção (TA). As crenças de autoeficácia não se relacionaram de modo significante com nenhuma das variáveis estudadas. Os participantes com TA realizaram 83,6% de seus projetos em ambientes informais e demonstraram motivação intrínseca em 86,2% dos projetos realizados. Apresentamos um modelo relacionado sobre o aprendiz adulto autodirigido, a autodireção da aprendizagem, as crenças de autoeficácia e a motivação intrínseca
Título em inglês
An exploratory study about the self-direction of learning in informal settings
Palavras-chave em inglês
Adult
Human Development
Learning
Non-formal Education
Resumo em inglês
This work aimed to investigate the process of self-directed learning in adult learners with a university degree. We emphasized the importance of identifying intentional and autonomous methods of adult learning in order to achieve the objectives proposed by UNESCO relating to lifelong learning in a profound and constant change environment from social, cultural, environmental and economic point of view. This study seeks to identify, specifically, the incidence of learning projects with selfdirected features, the profile of the learner and the project features, the event of informal and non-formal learning and the influence of self-efficacy beliefs and internal motivators in taught education. Two instruments were used: the interviews protocol for the study of learning projects by Allen Tough and the Autonomy Appraisal of Learner (ALA) developed by researchers at Regent University, which measures selfefficacy beliefs for autonomous learning. The results show that all participants were involved in learning projects in the twelve months prior to the interview (mean = 8.9 projects/year). Most adult learners (97.9%) had at least one project by means of selfdirected learning, and more than half of the group (68.1%) performed more selfdirected learning projects than hetero-directed, presenting what we call a trend to self-direction (TA). The self-efficacy beliefs did not relate with the studied variables significantly. Participants with LD held 83.6% of their projects in informal settings and demonstrated intrinsic motivation in 86.2% of the projects. We present a related model about self-directed adult learner, the self-direction of learning, self-efficacy beliefs and internal motivators
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
schlochauer_do.pdf (3.01 Mbytes)
Data de Publicação
2012-10-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.