• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Thiago de Almeida
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Lomonaco, Jose Fernando Bitencourt (Presidente)
Assumpcao Junior, Francisco Baptista
Bitencourt, Renato Nunes
Caetano, Luciana Maria
Cazeiro, Ana Paula Martins
Título em português
O conceito de amor: um estudo exploratório com uma amostra brasileira
Palavras-chave em português
Amor
Conceito
Formação de conceito
Resumo em português
Estudar cientificamente o amor é uma árdua tarefa em razão de dificuldades metodológicas e impropriedades conceituais intrinsecamente relacionadas a este tipo de investigação. Pelo fato de ser um conceito tão familiar, muitos supõem que os pesquisadores da área estão de acordo sobre o que constitui o amor e como se pode mensurá-lo. Mas, isto não é o que de fato ocorre. Afinal, o que é o amor? O amor, enquanto um fenômeno psicológico tem condições de ser cientificamente estudado pela psicologia? O presente estudo se propôs a estudar o amor de uma forma menos subjetiva e teve como objetivos: (1) identificar as características mais comumente atribuídas e/ou associadas à palavra amor por sujeitos brasileiros de diferentes idades e condições sociais e (2) verificar se há diferenças estatisticamente significantes em função das variáveis: gênero, faixa etária e grau de escolaridade. Participaram desse estudo 600 sujeitos (390 mulheres 65%; 209 homens 34,83%), com média de idade de 23,82 anos, distribuídos em sete grupos de acordo com a cidade de origem da coleta e o grau de escolaridade dos participantes. Na etapa de coleta, realizada de forma coletiva, aos participantes foi solicitado que fizessem livres associações acerca do estímulo AMOR, em 90 segundos. De posse do material coletado, todas as respostas dos participantes foram digitadas, separadas e tabuladas. Posteriormente, foram criadas 14 categorias, que foram avaliadas independentemente por cinco juízes escolhidos pelo proponente desse estudo. Para este estudo, a confiabilidade das respostas entre os juízes foi de 92,5 %, indicando uma alta concordância entre os conteúdos das categorias. Os dados foram estatisticamente analisados pelo Teste Kruskal-Wallis e pelo Coeficiente de Correlação de Spearman. A análise dos resultados permitiu verificar que: (1) com o passar do tempo, as pessoas vão associando mais o amor a representações positivas e menos a aspectos românticos, familiares e às amizades; (2) as mulheres associam mais do que homens o amor, relacionado à amizade, à família, aos animais e como uma fonte de emoções, atitudes e comportamentos positivos; (3) quanto maior o grau de escolaridade dos participantes, mais eles vão associando o amor a aspectos positivos. Os resultados foram analisados e discutidos de acordo com a teoria de conceitos denominada visão teórica
Título em inglês
The concept of love: an exploratory study through a brazilian sample
Palavras-chave em inglês
Concept
Concept formation
Love
Resumo em inglês
Study love scientifically is a hard task because of methodological difficulties and conceptual improperties intrinsically related to this type of investigation. Because it can be considered such a familiar concept, many researchers agree about what is love and how it can be measured. But, this is not what actually occurs. After all, what is love? Is it, as a psychological phenomenon, capable of being scientifically studied by psychology? The present study aims to study love empirically and had as objectives: (1) to identify the characteristics most commonly attributed and / or associated to the word love by Brazilian people of different ages and social conditions, and (2) to check if there are differences statistically significant according to the variables: gender, age group and school level. A total of 600 people (390 women - 65%, 209 men - 34.83%) participated in this study, with the mean age of 23.82 years, distributed in seven groups according to the city of origin of the collection and the school level of the participants. At the collection stage, held collectively, participants were asked to make free associations about 'LOVE' in 90 seconds. With the collected material, all participants' answers were typed, separated and tabulated. Subsequently, 14 categories were created, later independently evaluated by five judges chosen by the proponent of this study. For this study, the reliability of the answers among the judges was 92.5%, indicating a high agreement between the contents of the categories. The data were statistically analyzed by the Kruskal-Wallis test and the Spearman Correlation Coefficient. The results were discussed according to the theory of concepts called theoretical vision. The analysis of the results shows that: (1) as time goes by, people associate love more with positive representations and less with romantic ones, family and friendship aspects; (2) women associate, more than men, love related with friendship, family, animals, as a source of positive emotions, attitudes and behaviors; (3) the higher level of education of the participants, make them associate love with positive aspects
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Liberação
2019-09-20
Data de Publicação
2017-09-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.