• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2006.tde-19122006-095928
Documento
Autor
Nome completo
Hilda Rosa Capelão Avoglia
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Custodio, Eda Marconi (Presidente)
Duarte, Walquiria Fonseca
Ramos, Aidyl Macedo de Queiroz e Perez
Souza, Audrey Setton Lopes de
Vizzotto, Marilia Martins
Título em português
Avaliação psicológica: a perspectiva sócio-familiar nas estratégias complementares à prática clínica infantil
Palavras-chave em português
avaliação psicológica
dificuldades escolares
escolas
família
psicodiagnóstico
Resumo em português
A avaliação psicológica da criança destaca a importância do estudo da dinâmica familiar que, embora imprescindível, não encerra em si o universo das relações com as quais a criança se vincula. Estudos sobre a avaliação psicológica, especialmente a partir do modelo compreensivo, apontam à necessidade de se considerar a integração de aspectos intrapsíquicos, familiares e sociais. A análise dos aspectos sócio-ambientais, apesar de relevantes diante da queixa escolar, mostra-se pouco sistematizada. O presente estudo teve como objetivos identificar e comparar os processos psicodiagnóstico de crianças com idades entre 7 e 10 anos, com queixa escolar em dois momentos históricos distintos, 1983 e 2001 e descrever e propor estratégias complementares à prática diagnóstica, como a Visita Domiciliar e a Visita Escolar. Para a comparação histórica foram analisados 164 prontuários de clientes atendidos em uma Clínica-Escola, em termos de freqüência absoluta (fa) e freqüência relativa (fr). Destes, 116 (70,73%) foram de casos atendidos em 1983 e 48 (29,23%) referiam-se a 2001. O procedimento utilizado na segunda etapa contou com a análise qualitativa de seis estudos de caso envolvendo a queixa escolar, nos quais foram descritas as Visitas Domiciliar e Escolar. Os resultados da análise documental indicaram que, apesar do crescente desenvolvimento das técnicas e procedimentos para o diagnóstico psicológico, poucas mudanças ocorreram num período de 18 anos, no que se refere à seqüência do processo, aos instrumentos utilizados e ao número de sessões, num período de 18 anos. Observou-se o predomínio da avaliação focalizada na criança e em suas dificuldades. Estes dados subsidiaram a proposição de estratégias complementares, como a visita familiar e a escolar, que sustentadas pelo raciocínio clínico, atingiram a dimensão do social. Assim, a totalidade dos casos apresentados ilustrou como o uso das visitas poderia contribuir fornecendo dados para uma leitura diagnóstica mais contextualizada, e conseqüentemente para o embasamento da entrevista devolutiva, adequando-a a realidade da criança, da família e da escola. A utilização desses procedimentos, não substituiu, nem prevaleceu sobre outros recursos, tampouco se constituiu num procedimento padrão, cabível a qualquer tipo de queixa. Mas, em conjunto com as demais técnicas, possibilitou ampliar a compreensão diagnóstica por meio da observação direta dos espaços de significação da criança com queixa escolar.
Título em inglês
Psychological evaluation: the social and family perspective on complementary strategies for the clinic practice of children
Palavras-chave em inglês
family
psychodiagnosis
psychological assessment
school difficulties
schools
Resumo em inglês
The psychological evaluation of the child stresses the importance of studying the familiar dynamics as an indispensable procedure, though it does not confine in itself the whole universe of relationships linked to the child. Studies on psychological evaluation, particularly the ones based on a comprehensive model, point to the need of considering the integration of psychological, familiar and social aspects. However, the analysis of social and environmental aspects regarding child’s difficulties in school is scarcely systematized, in spite of its importance. This study examined cases of psychodiagnosis of children with school difficulties aged between 7 and 10, in two different periods of time, in 1983 and in 2001. It aimed to describe and propose strategies complementing diagnostic procedures, as the Home Visit and the School Visit. In order to proceed to a historical comparison, the study analyzed 164 files of a School-Clinic, in terms of absolute and relative frequencies, of which 116 ((70,73%) were from 1983, and 48 (29,23%) from 2001. Following, the study did qualitative analysis of six cases of child’s difficulties in school, in which the Home Visits and School Visit proceedings are described. The results of the files analyses showed that, in spite of the growing development of techniques and other resources for the psychological diagnosis, few changes have occurred in a period of 18 years, concerning proceedings, tools and numbers of sessions. It was noticed the preponderance of an evaluation focused on the children and their difficulties only. The data substantiated the proposal of additional strategies as the Home Visit and the School Visit, thus reaching a social dimension enriched by the clinical reasoning. The totality of the cases presented showed how the visits could contribute with valuable information for a more contextualized diagnostic reading, and also for a more sustained return interview, making it more suitable to the reality of the child, the family and the school. The adoption of these proceedings did not replace, nor did it prevail over other resources. Also, these proceedings do not constitute a standard tool to be used in any kind of school complaint. But, together with the other proceedings, they helped to broaden the diagnostic understanding by allowing the direct observation of the spaces of significance for the child with school difficulties.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
TeseHilda.pdf (693.34 Kbytes)
Data de Publicação
2007-01-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.