• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2008.tde-15122008-164948
Documento
Autor
Nome completo
Gláusa de Oliveira Munduruca
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Souza, Audrey Setton Lopes de (Presidente)
Andrade, Arthur Guerra de
Antúnez, Andrés Eduardo Aguirre
Dunker, Christian Ingo Lenz
Zilberman, Monica Levit
Título em português
Contribuição para o estudo da constituição psíquica de mulheres alcoolistas
Palavras-chave em português
Alcoolismo
Constituição do sujeito
Mulheres
Psicanálise
Psicodignóstico
Teste de Rorschach
Resumo em português
Este estudo investiga a constituição psíquica de mulheres alcoolistas, procurando ampliar a compreensão de seu modo de funcionamento psíquico, a fim de auxiliar aqueles que trabalham com essa população. Utiliza como instrumentos a prova de Rorschach e a análise de entrevistas. Os sujeitos são 15 mulheres dependentes de álcool, encaminhadas por seus respectivos psiquiatras. Buscando elementos comuns, encontramos alterações significativas no modo de adaptação intelectual à realidade externa, marcado por estereotipias e submissão às imposições do meio, possivelmente decorrentes da necessidade de aprovação, ao mesmo tempo em que demonstram indiferença em relação ao outro, como se não sentissem afeto pelo outro e nem registrassem o afeto do outro, o que evidencia indiferenciação. O modo genérico e superficial de adaptação, a dispersão da fala, a turbulência afetiva, a não fixação e não retenção das experiências são aspectos que dificultam a criação e a inscrição de marcas significantes para além do ser alcoolista. O universo fantasmático encontra-se presente, mas não integrado na dinâmica psíquica, havendo tendência a se negarem as próprias fantasias. O uso excessivo de álcool parece favorecer e manter a alienação do sujeito, na medida em que reforça o mecanismo de negação deixando as fantasias desalojadas psiquicamente. No que tange à sexualidade, pensamos o álcool como uma metonímia do homem (: álcool/garrafa/pênis/homem/pai) que desliza e se sustenta a partir de fantasias que trazem em seu cerne o significante devastação. Concluímos que a dependência de álcool pode eclodir na histeria, na neurose obsessiva e na psicose, sendo necessário um estudo mais aprofundado da função do uso de álcool em cada uma das estruturas psíquicas.
Título em inglês
A contribution to the study of the psychic constitution of alcoholic women
Palavras-chave em inglês
Alcoholism
Constitution of subject
Psychoanalysis
Psychodiagnosis
Rorschach test
Women
Resumo em inglês
This study examines the psychic constitution of alcoholic women and seeks to broaden the comprehension of their psychic functioning in order to assist those who work with this population. The study uses the Rorschach test and interview analysis as assessing instruments. The participants are 15 alcohol-dependent women who have been referred to us by their own psychiatrists. In search of common elements, we have found significant alterations in the intellectual mode of adaptation to external reality, characterized by stereotypies and submission to environmental impositions that probably derive from a need of approval. These characteristics also demonstrate indifference towards the other, as if the patients did not feel any affection for them and did not register the affection received from them. This fact displays undifferentiation. The generic and superficial adaptation mode, speech dispersion, affective turbulence, non-fixation and non-retention of experiences are aspects that hinder the creation and inscription of significant marks that go beyond the alcoholic individual. Even though the phantasmic universe is present, it is not integrated into the psychic dynamics and the subjects present a tendency of denying their own fantasies. The excessive use of alcohol seems to favor and maintain the subject's alienation as the negation mechanism is reinforced and the fantasies are psychically displaced. As for sexuality, we think of alcohol as a metonymy for man (: alcohol/bottle/penis/man/father) with a flowing meaning that is supported by fantasies that carry the signifier devastation in their core. As a conclusion, we state that alcohol dependence may culminate in hysteria, obsessive neurosis and psychosis; however, a deeper study on the function of alcohol use in each of the psychic structures is still necessary.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
munduruca_do1.pdf (123.68 Kbytes)
munduruca_do2.pdf (746.46 Kbytes)
Data de Publicação
2009-01-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.