• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2015.tde-14072015-082645
Documento
Autor
Nome completo
Ana Cristina da Silva Amado
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Crochik, Jose Leon (Presidente)
Kohatsu, Lineu Norió
Matos, Olgaria Chain Feres
Sass, Odair
Silva, Pedro Fernando da
Título em português
A instrumentalização na formação de professores e o eclipse da formação cultural: a pseudoformação na licenciatura 
Palavras-chave em português
Formação cultural
Formação de professores
Instrumentalização
Pseudoformação
Resumo em português
A formação de professores constitui-se como uma preocupação, especialmente pelo fato de ser um processo que forma formadores de outros. Neste âmbito, observa-se que os cursos de licenciatura têm feito parte de um extenso processo de expansão do ensino superior no Brasil, marcado essencialmente pelo aumento das instituições privadas e por condições que demonstram uma diminuição no tempo de formação, além da presença da racionalidade técnica na forma de valorização da instrumentalização dos alunos/futuros professores. Considerando os diversos olhares e críticas que geram extensa produção a respeito, não apenas a realidade política e seus resultados, mas compreende-se também a importância de verificar a visão dos atores presentes neste processo de formação. Na produção de conhecimento sobre a formação docente, diversos pontos são apontados, mas sempre por um olhar político diante da realidade institucional. Considerando também esta análise como importante e fundamentando-a no olhar da Teoria Crítica da Sociedade, especialmente na Teoria da Pseudoformação, buscou-se aqui apresentar questões a partir da visão de professores e alunos e a forma como estes consideram e avaliam a formação dos professores, nos cursos de licenciatura. Com o objetivo de discutir a formação e como ela ocorre nas diversas instituições, além de identificar a instrumentalização no âmbito educacional em geral e na formação de professores em particular, como uma oportunidade de compreender o contexto em detrimento da formação cultural como possibilidade de emancipação, este trabalho foi realizado. As hipóteses deste estudo foram: 1) se a organização da educação, assim como a da cultura, passou a ser industrial (administrada), reduzindo o reconhecimento do caráter da contradição e da dialética, a formação deixou de ser formação para a resistência e converteu-se em pseudoformação; 2) a ideia de que no contexto educacional brasileiro os alunos das universidades públicas estão mais propensos a uma formação para a emancipação em virtude das condições objetivas que marcam seus cursos e todo seu processo de formação inicial; e 3) a própria legislação e as políticas educacionais interferem na formação. Neste sentido foram realizados, além do levantamento bibliográfico e revisão teórica, 46 entrevistas, sendo 30 com alunos de cursos de licenciatura em Geografia e História e 16 com professores dos mesmos cursos; destes, 11 alunos e 5 professores eram vinculados à instituição privada, 10 alunos e 6 professores à instituição pública e 9 alunos e 5 professores à instituição confessional. Foram realizadas estas entrevistas e organizadas as respostas em categorias definidas posteriormente. Conclui-se que a formação atual é caracterizada pela pseudoformação, em todas as instituições pesquisadas, tanto pelas condições objetivas que não permitem a experiência e a formação cultural quanto pela própria interferência institucional que tem favorecido a precarização. Os alunos das instituições, pública e confessional, pesquisadas têm a possibilidade da experiência, mas têm dificuldades de refletir sobre ela e acabam sacralizando a formação; enquanto que os alunos da instituição privada não têm acesso às possibilidades formativas e têm as condições de formação precarizadas e reduzidas
Título em inglês
The instrumentalization of the formation of teachers and the eclipse of cultural formation: the pseudo-formation in the teaching training degree
Palavras-chave em inglês
Cultural Formation
Formation of teachers
Instrumentalization
Pseudo-Formation
Resumo em inglês
The formation of teachers arouses a concern, especially because it is a process that forms people who will form others. It has been observed in this sense that the teaching training courses have been part of a lengthy process of the expansion of Higher Education in Brazil, essentially shown in the increase of private institutions of this one beyond the presence of technical rationality through the instrumentalization valuation of the students/future teachers. Considering the various looks and criticisms that expand extensive production about, not only the political reality and its results, but it has been understood the importance of checking the perspective of the actors present in this process of formation. Several points have pointed out the teacher formation in the production of knowledge but always through a political look in front of the institutional reality. Considering this analysis also as an important one and supporting it with the Critical Theory of Society, especially in Theory of Pseudo-Formation, it has aimed to present questions from the point of view of the teachers and from the students and to present the way they have considered and evaluated the formation of the teachers in the teaching training courses. This research has been carried out with the goal of discussing the formation and how it occurs inside the institutions, and of identifying the instrumentalization in the educational setting in general and particularly, in the formation of the teachers, as an opportunity for understanding the context over the cultural formation as a possibility of emancipation. The hypotheses of this doctorate thesis have been: 1) if the organization of the education, as well as of the culture, has become industrial (something administered, managed), reducing the recognition or the character of contradiction and dialectic, the formation no longer is a formation towards resistance and turned into pseudo-formation; 2) the idea that in the Brazilian context, the students from public universities have more tendency to a formation towards emancipation due to the favorable conditions that are a fact in their courses and all their process of the initial formation; and 3) its own prevailing legislation and the educational policies interfere in the formation. Seen in this terms, it has been carried out 46 interviews besides the theoretical and literature reviews, i.e., 30 interviews with students of the teaching training courses of Geography and History and 16, with teachers of the same courses; being, 11 students and 5 teachers who worked at the private institution, 10 students and 6 professors, at the public one and 9 students and 5 professors at the Christian Confessional institution. These interviews have been conducted and the answers have been organized in categories defined afterwards. It has been concluded that the current formation is characterized by pseudo-formation in all institutions researched, as to the favorable conditions that do not allow the experience and the cultural formation, as to its own institutional interference that has favored the precarization. The students from the public and the Christian confessional institutions have the possibility of the experience but they face difficulties to reflect upon it and they turn the formation sacred, while the students from the private institution do not have access to the possibilities of formation and have precarious and reduced conditions of formation
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
amado_corrigida.pdf (2.28 Mbytes)
Data de Liberação
2017-07-19
Data de Publicação
2015-07-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.