• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2016.tde-08082016-141928
Documento
Autor
Nome completo
Fernanda Araujo Cabral
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Crochik, Jose Leon (Presidente)
Bueno, José Geraldo Silveira
Kohatsu, Lineu Norió
Sass, Odair
Silva, Luis Guilherme Galeão da
Título em português
Investigação do potencial de desenvolvimento do preconceito em crianças pequenas
Palavras-chave em português
Desenvolvimento humano
Escala F
Preconceito
Teoria crítica da sociedade
Resumo em português
Esta pesquisa foi realizada com o objetivo de investigar como crianças com idade entre três e quatro anos reagem a situações cotidianas, durante o brincar, apresentando manifestações potencialmente preconceituosas. Para tanto se propôs adaptar a escala do fascismo (escala F) para situações que representam o cotidiano de forma lúdica, o que permitiu identificar elementos que denotam o preconceito já em crianças. A pesquisa foi realizada em uma escola da rede privada de ensino do município de São Paulo, com crianças de idades entre três e quatro anos, com as quais o pesquisador realizou um momento de observação lúdica no qual as crianças interagiram livremente com bonecos que representavam diferenças entre cor de pele e de presença ou ausência de deficiência, e um momento de aplicação de situações problema representadas de forma lúdica e que tiveram a intenção de avaliar os aspectos investigados na escala F. Os sujeitos da pesquisa também estiveram divididos em agrupamentos de crianças que estudavam com crianças com deficiência em sala de aula e agrupamentos que não estudavam, com o objetivo de identificar possíveis diferenças no padrão de respostas dada a relação com a inclusão da criança com deficiência no ambiente escolar. Os resultados avaliados a partir do referencial da Teoria Crítica da Sociedade apontaram para a uma baixa pontuação numa escala de manifestação de atitudes que denotam o preconceito em crianças com idade entre três e quatro anos e pode-se concluir que essa idade é um momento propicio para se aplicar intervenções com vistas a minimizar os efeitos do preconceito, embora indique a continuidade de pesquisas sobre a formação do preconceito que incluam o elemento lúdico em crianças desta faixa etária
Título em inglês
Investigation on the potential development of prejudice on small children
Palavras-chave em inglês
Critical social theory
F-scale
Human development
Prejudice
Resumo em inglês
This research aims at investigating how three- and four-year-old children react to everyday situations, during play time, showing potentially prejudiced behavior. We propose adapting the fascist scale (F-scale) to everyday situations represented in a ludic way, which allowed us to identify prejudiced elements in children. This research was developed in a private school in São Paulo, with three- and four-year-old children. During the study, the researcher observed the children as they played with dolls (which could have different skin tones, presence or absence of malformation) and as they were presented with problematic situations in order to be analyzed based on the F-scale. The subjects of the research were also divided into two groups those who had classmates with special needs and those who did not. Our objective was to identify possible differences in the response pattern regarding the inclusion of children with special needs in the classroom environment. The results were analyzed based on the Critical Social Theory, pointed to a low score on a manifestation scale of attitudes that denotes prejudice in three- to four-year-old children. We might conclude that, at this age, it is a favorable moment to intervene aiming at lessening prejudice effects. Moreover, it also indicates that research on prejudice formation along with ludic elements should continue to be done with children of that age
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
cabral_corrigida.pdf (1.13 Mbytes)
Data de Publicação
2016-08-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.