• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2015.tde-07082015-114724
Documento
Autor
Nome completo
Ana Karina Amorim Checchia
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Souza, Marilene Proenca Rebello de (Presidente)
Andre, Marli Eliza Dalmazo Afonso de
Kalmus, Jaqueline
Silva Junior, Joao dos Reis
Viégas, Lygia de Sousa
Título em português
Contribuições da psicologia escolar para formação de professores: um estudo sobre a disciplina psicologia da educação nas licenciaturas
Palavras-chave em português
Ensino superior
Formação de professores
Licenciatura
Pedagogia
Psicologia escolar
Resumo em português
Nesta pesquisa, embasada teoricamente em uma perspectiva crítica em Psicologia Escolar, fundamentada no pensamento marxista, visamos investigar contribuições da Psicologia Escolar para a formação inicial de professores, tendo a disciplina Psicologia da Educação como expressão de discussões relativas ao processo de escolarização, proferidas neste campo do conhecimento. Nesse sentido, indagamos: que contribuições a Psicologia Escolar oferece atualmente para a formação de professores? De que modo reflexões realizadas no campo da Psicologia Escolar, que apresentam como foco de análise o processo de escolarização, estão presentes em discussões realizadas na disciplina Psicologia da Educação? O trabalho de campo envolveu a realização de: a) entrevistas individuais com docentes de duas disciplinas de Psicologia da Educação, ministradas em cursos de Licenciatura em Pedagogia e demais Licenciaturas, oferecidas na Faculdade de Educação em uma universidade pública no Estado de São Paulo, e com os coordenadores destes cursos; b) entrevistas em grupo com estudantes de tais disciplinas; c) observação às aulas destas disciplinas, durante um semestre letivo. Foi possível identificar que as disciplinas investigadas expressam discussões realizadas ao longo do movimento crítico no campo da Psicologia Escolar, ao abordarem temas como: a) fracasso escolar com questionamento de tradicionais teorizações sobre o fracasso e explicitação de elementos sociais, políticos e institucionais que constituem o processo de escolarização; b) queixa escolar com a problematização da atribuição de suas causas a fatores centrados no indivíduo e da patologização da queixa escolar, situando-a no processo de medicalização da Educação; c) relações intersubjetivas que constituem a vida diária escolar atentando para os efeitos de condições objetivas do processo de escolarização na vida dos sujeitos, bem como do reducionismo de questões sociais ao âmbito individual, por meio do qual as dimensões social e política desse processo deixam de ser consideradas, de modo a se culpabilizar os alunos, sua família ou os professores pelos problemas de escolarização. Diante da crítica ao psicologismo na Educação subjacente ao modo como a Psicologia se insere, historicamente, na formação inicial de professores, bem como à primazia do estudo sobre o desenvolvimento humano e a aprendizagem nesta disciplina, identificados hegemonicamente como alicerce das contribuições da Psicologia da Educação para a formação docente, enfatizamos a relevância de se propiciar a discussão de questões proferidas na Psicologia Escolar que expressam o deslocamento de seu foco de análise da centralidade no indivíduo para a reflexão sobre o processo de escolarização, compreendido em sua complexidade, e as relações entre os sujeitos (históricos) que constituem a vida diária escolar. Defendemos, enfim, a proposição de que a disciplina Psicologia da Educação pode consistir em importante aliada na luta pela humanização das relações escolares e pela Educação pública de qualidade , tendo como alicerce discussões no campo da Psicologia Escolar voltadas para a explicitação do caráter ideológico de teorizações psicológicas naturalizantes e a problematização de estereótipos e preconceitos cientificamente legitimados que atravessam as relações escolares, bem como do reducionismo de questões socialmente constituídas ao âmbito individual, propiciando com que estes professores (como essenciais aliados nesta luta) busquem com isso não compactuar
Título em inglês
Contributions of school psychology for teachers education: a study of school psychology for getting a graduate degree in teaching
Palavras-chave em inglês
Graduate degree
Higher education
Pedagogy
School psychology
Teacher education
Resumo em inglês
This research, which was based on a critical view of School Psychology, and it was also grounded on the Marxist line of thought. We have the aim of investingating the contribution of School Psychology to early education and to the graduation of teachers, who attended School Psychology classes as an expression of related discussions in the learning process, in this field of knowledge. In this sense, we asked the following questions: What is School Psychologys contribution for teachers graduation? In what way reflections in the School Psychology field, which are the main focus of the analysis of the teaching process, are present in the discussions that take place in School Psychology classes? Our field work included: a) interviewing individuals who were attending two School Psychology classes, which is an integrating part of the teachers graduation course and other teaching courses at the Education Faculty of a public University in the State of São Paulo, together with the coordinators of these courses. B) Interviewing groups of students attending these classes; c) observing these classes during the semester. As we did so, it was possible to identify that the subject matter expresses the discussions that took place throughout the critical movement in the field of School Psychology as the following themes were discussed: a) school failure with the traditional questioning of theorization about school failure and the explanation of the social, political and institutional elements that are part of the learning process; b) educational complaints educational problems and its causes, which are centered in the individual and in the pathology of educational complaints, placing it in the education medicalization process c) inter subjective relations that contribute to school daily life paying attention to the effects of objective conditions in the learning process in the subjects life as well as the reductionism of social matters in an individual scope through which the social dimensions and politics of this process are not being considered, thus making students, their families, or the teachers accountable for educational problems. Facing the criticism of trying to psychologize education which is subjacent to the way psychology is historically inserted in the early graduation process of teachers as well as the primary importance of human development and learning in this subject, which are identified as the foundation of School Psychologys contribution for the graduation of teachers. We would like to emphasize the relevance allowing discussions in the School Psychology field that express its movement from its analysis focus in individual centrality to reflections about the teaching process, to be understood in its complexity, and the relations among individuals (their history) that contribute to school daily life. Here we defend the proposition that the School Psychology discipline can be an important allied in the fight for humanization of school relations and for quality public education, all these grounded on discussions in School Psychology with the focus on the explanation of the ideological character of naturalizing psychological theories and the problematization of stereotypes and biases which are scientifically legitimated throughout all school relations, as well as the reductionism of social questions around the individual scope, thus, making it possible for these teachers (since they are essential allies in this fight) to try not to pact
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
checchia_do.pdf (2.74 Mbytes)
Data de Publicação
2015-08-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.