• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.46.2014.tde-30092014-110547
Documento
Autor
Nome completo
Pedro Alves Machado
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Agostinho, Silvia Maria Leite (Presidente)
Gutz, Ivano Gebhardt Rolf
Santos, Celia Aparecida Lino dos
Título em português
Estudo da atuação e sinergismo de inibidores de corrosão para o aço inoxidável austenítico 304 em meio de ácido peracético comercial 0,2%
Palavras-chave em português
Ácido peracético
Aço 304
Benzotriazol
Corrosão
Dodecilsulfato de sódio
Inibidores
Resumo em português
O ser humano tem uma grande necessidade de se proteger de fontes de contaminação microbianas. Para tal, ao longo da história, diversos meios foram empregados, desde lavagem com água corrente até as mais modernas substâncias esterilizantes. Entre essas, o ácido peracético (APA) é o mais seguro, sob o ponto de vista ambiental, além de não ser cancerígeno ou tóxico para o corpo humano. O maior empecilho para a aplicação do APA em certas superfícies é seu caráter fortemente oxidante, que pode causar danos em materiais metálicos. Para que tal aplicação seja viável, é necessária a aplicação de inibidores de corrosão que reduzam os danos que o APA possa causar. Para tanto, foram estudadas sete substâncias empregadas comercialmente como inibidores de corrosão para aço inoxidável 304 em meio de ácido peracético a temperatura ambiente: benzotriazol (BTAH), molibdato de sódio, tungstato de sódio, fosfato monossódico, fosfato dissódico, hexametafosfato de sódio e dodecilsulfato de sódio (SDS) e, posteriormente, sinergismos entre os mesmos. Seus desempenhos foram estudados por diferentes técnicas eletroquímicas: potencial de circuito aberto, polarização linear potenciodinâmica, cronoamperometria, espectroscopia de impedância eletroquímica. A superfície do aço foi estudada por microscopia eletrônica de varredura (MEV). As técnicas eletroquímicas demonstraram que o aço 304 encontra-se passivado em meio de ácido peracético 0,2%. Sua resistência à corrosão pode ser significativamente aumentada com o emprego de BTAH, e de sua mistura com SDS, chegando a uma eficiência inibidora de 70%. Os outros inibidores ou pares de inibidores estudados apresentaram eficiências mais baixas. Ensaios microbiológicos foram realizados com o objetivo de se determinar se os inibidores de corrosão poderiam interferir no desempenho do APA como esterilizante. Os resultados obtidos comprovaram que a presença dos inibidores de corrosão BTAH e SDS não interfere sobre a ação esterilizante do APA.
Título em inglês
Study of the effect and synergism between corrosion inhibitors over the 304 austenitic stainless steel in 0,2% commercial peracetic acid media
Palavras-chave em inglês
304 steel
Benzotriazol
Corrosion
Inhibitors
Peracetic acid
Sodium dodecilsulfate
Resumo em inglês
The humanity has a great need to protect itself from microbial contamination. For that, through the history, several ways were employed, since running water washing until the most modern sterilizing substances. Between those, the peracetic acid (PAA) is the safest, under an environmentalist view, besides not being carcinogenic nor toxic to the human body. The great trouble to the application of PAA in some surfaces is its high oxidative property, which can cause damage to metallic materials. Therefore the application of corrosion inhibitor is necessary to reduces the damage that PAA might cause. For that, seven substances commercially applied as corrosion inhibitors for the 304 stainless steel in peracetic acid media were studied: benzotriazole (BTAH), sodium molybdate, sodium tungstate, monosodic phosphate, disodic phosphate, sodium hexametaphophate and sodium dodecilsulphate, as well as the synergism between them. Their per formances were studied through several electrochemical techniques: open circuit potential, linear polarization, chronoamperometry and electrochemical impedance spectroscopy. The steel surfaces were studied through scanning electronic microscopy (SEM). The electrochemical techniques showed that the 304 stainless steel presents passive behavior in 0.2% PAA media. Its corrosion resistance can be significantly improved through the application of BTAH alone, and in combination with SDS, achieving 70% of inhibitor efficiency. The other inhibitors and mixtures studied presented lower efficiency. Microbiological studies were performed aiming to define if the corrosion inhibitor could interfere with the PAA sterilizing performance. The results proved that the presence of BTAH and SDS corrosion inhibitors did not interfere with the sterilizing properties of PAA.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-11-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.