• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.46.1998.tde-17032015-132833
Documento
Autor
Nome completo
Mauricio Xavier Coutrim
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1998
Orientador
Banca examinadora
Carvalho, Lilian Rothschild Franco de (Presidente)
Arcuri, Arline Sydneia Abel
Coichev, Nina
Jardim, Isabel Cristina Sales Fontes
Massaro, Sergio
Título em português
Desenvolvimento de metodologia analítica para a determinação de indicador biológico de exposição ao benzeno
Palavras-chave em português
Ácido S-fenilmercaptúrico urinário
Ácido trans;trans-mucônico urinário
Análise toxicológica
Benzeno
Cromatografia
Eletroforese capilar
Indicador Biológico de Exposição
Química analítica
Toxicologia ambiental
Resumo em português
Os limites de exposição ocupacional ao benzeno, um agente carcinogênico, vêm diminuindo drasticamente nos últimos anos. Por outro lado, a concentração de benzeno em ambientes não ocupacionais tem aumentado devido à emissão biogênica e antropogênica, como exaustão de motores a gasolina e fumaça de cigarro. Indicadores Biológicos de Exposição (IBE) são utilizados como ferramentas importantes na avaliação da exposição humana ao benzeno. Com a diminuição dos limites de exposição, se faz necessário o desenvolvimento de metodologias analíticas com sensibilidade adequada para a determinação de IBE em fluidos biológicos que se correlacionem com baixas concentrações de benzeno absorvido pelo organismo. A utilização do fenol urinário como IBE ao benzeno, embora reconhecida mundialmente, tem a desvantagem de não apresentar boa correlação com a concentração de benzeno ambiental quando esta é menor do que 10 ppm (32 mg/m3). Os ácidos trans,trans-mucônico e S-fenilmercaptúrico, metabólitos do benzeno encontrados na urina, estão entre os compostos mais estudados como IBE ao benzeno. Neste trabalho, o ácido trans,trans-mucônico foi determinado na urina de indivíduos expostos ao benzeno utilizando as técnicas de Eletroforese Capilar (CE) e HPLC, ambas com detecção no UV. Na determinação por HPLC foi adaptada uma metodologia da literatura utilizando coluna analítica com fase reversa. Na determinação por CE foi proposta uma metodologia empregando duas condições analíticas alternativas: uma que utiliza um capilar especial com cela ótica de alta sensibilidade e a outra que utiliza um capilar comum, mas com adição de um modificador orgânico ao eletrólito. As duas condições apresentaram grandes vantagens, como análise rápida (15 minutos) e baixo limite de detecção (25 µg/L). Foram analisadas amostras de urina de indivíduos fumantes e não fumantes onde a sensibilidade da metodologia proposta foi suficiente para diferenciar estatisticamente os dois grupos avaliados.
Título em inglês
Development of analytical methodology for the determination of biological marker of exposure to benzene
Palavras-chave em inglês
Analytical chemistry
Benzene
Biological Exposure Marker
Capillary Electrophoresis
Chromatography
Environmental toxicology Toxicologic analysis
Urinary S-phenilmercapturic Acid
Urinary trans;trans-Muconic Acid
Resumo em inglês
The occupational exposure limits for benzene, a well-known carcinogenic agent, showed a drastic and continuous decrease in the last few years. In the other hand, benzene concentrations in non-occupational environments are increasing due to biogenic and anthropogenic emissions, like motor fuelled exhaustion and cigarette smoke. Biological markers of exposure are used like a powerful aid to evaluate human exposure for benzene. With the decrease of the exposure limits, the development of analytical methodologies is needed to accomplish adequate sensitivity for the exposure markers determination founded in biological fluids, in order to establish a correlation between the marker and the benzene concentration absorbed by organism. One of the biological marker of exposure for benzene recognized worldwide is urinary phenol, but the exposure for benzene at concentrations smaller than 10 ppm (32 mg/m3) usually is not correlated with urinary phenol concentration. The benzene metabolites trans,trans-Muconic and S-phenylmercapturic acids found in urine have been largely evaluated as biological markers of exposure. At the present work, trans,trans-muconic acid in urine from exposed individuals was determined by Capillary Electrophoresis (CE) and HPLC using UV detection. For HPLC, a pre-established method from literature using reversed phase column was utilized. A new analytical method was proposed using CE in two different conditions: one utilized a special capillary with high sensitivity optical cell and the other utilized a common capillary and an organic modifier added to the electrolyte. Both conditions showed interesting advantages, such as short-time analysis (15 min) and lower limit of detection (L.O.D = 25 µg/L). Urine samples from smokers and non-smokers individuals were analyzed and the proposed method allowed statistical differentiation between these groups.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-04-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.