• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.46.2002.tde-26072007-053713
Documento
Autor
Nome completo
Fernanda Ortis
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2002
Orientador
Banca examinadora
Sogayar, Mari Cleide (Presidente)
Chammas, Roger
Silveira Filho, José Franco da
Strauss, Eugenia Costanzi
Villa, Luísa Lina
Título em português
Papel de BRG1 e Brm, reguladores globais de transcrição, na reversão fenotípica de células ST1 pela ação de glicocorticóides
Palavras-chave em português
Células
Controle da proliferação celular
Glicocorticóides
Gliomas
Resumo em português
Os hormônios glicocorticóides (GCs) têm sido amplamente empregados como agentes antiinflamatórios e anti-tumorais. Sua ação ocorre via receptores nucleares (GR) sendo dependente da remodelação da estrutura da cromatina. As proteínas Brm e BRG1, componentes essenciais de um complexo regulador global da transcrição (SWI/SNF), por remodelamento da cromatina, exercem um papel-chave na ação de GR. Para estudar o mecanismo de ação de GCs, foram utilizadas as linhagens celulares ST1 e P7, derivadas da linhagem celular C6, de glioma de rato. P7 é insensível ao tratamento com GC, enquanto ST1 apresenta reversão fenotípica tumoral→normal, gerando um bloqueio específico na fase G1. Um anti-soro policlonal específico para Brm e BRG1, foi gerado através da inoculaçâo de coelha com a proteína hBRG1 recombinante. Este antisoro foi utilizado para análisar os níveis destas proteínas nas duas linhagens celulares, sob ação de GC. Enquanto em ST1, Brm é induzida por GC, em células P7, o nível basal de Brm é relativamente alto, mantendo-se inalterado na presença de GC. A possíbilidade de existirem mutações no gene brm de células P7, foi investigada através de amplificação do DNA, por PCR, e seqüenciamento. A superexpressão de brm e BRG1 em células P7 mostrou que clones isolados apresentavam, de um modo geral, achatamento celular, diminuição da taxa de crescimento e da eficiência de plaqueamento em substrato sólido e semi-sólido. Alguns destes clones passaram a responder ao tratamento com GC, porém não tão drasticamente como as células ST1. Co-imunonoprecipitação mostrou algumas diferenças entre os complexos SWI/SNF de células ST1 e P7.
Título em inglês
Role of the global transcriptional regulators, BRG1 and Brm, in the glucocorticoid induced -phenotypic reversion of ST1 cells
Palavras-chave em inglês
Cell proliferation control
Cells
Glioma
Glucocorticoids
Resumo em inglês
Glucocorticoid hormones (GCs) have been used as anti-inflammatory and anti-tumor agents, acting via nuclear receptors (GR) and being dependent on remodeling of the chromatin structure. As components of the global chromatin remodeling transcription complex (SWI/SNF), Brm and BRG-1 proteins play a key role in the action of GR. In order to study the mechanisms of action of GCs, we have been using the ST1 and P7 cell lines, derived from the C6, a rat glioma cell line. P7 is insensitive to the GC treatment, while ST1 displays a complete phenotypic reversion from tumoral to normal, including a G1-specific block in the cell cycle. A Brm and BRG1-specific polyclonal antiserum was generated, in rabbit, using recombinant hBRG1 protein as antigen. This antiserum was used to analyze the levels of Brm and BRG1 in these two cell lines, under GC treatment. While Brm is induced by GC, in ST1 cells, the basal level of Brm, in P7 cells, is relatively high, remaining unchanged under GC treatment. The possibility of brm mutations occurring in the P7 cells, was analyzed by DNA sequencing. Overexpression of brm and BRG1 in P7 cells led to morphological alterations (cell flattening) and decreased colony formation in agarose suspension and in solid substrate. Some of these clones became partially responsive to GC, when compared to the ST1 cell line. Co-immunoprecipitation assays revealed some differences in the SWI/SNF complex between ST1 and P7 cells.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
tesefinal.pdf (1.40 Mbytes)
Data de Publicação
2007-08-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.