• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Vanessa Costa Mucivuna
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Garcia, Maria da Gloria Motta (Presidente)
Borba, André Weissheimer de
Bourotte, Christine Laure Marie
Título em português
Estratégias de geoconservação aplicadas à geodiversidade do Município de Bertioga - SP e às fortificações do Litoral Paulista
Palavras-chave em português
Avaliação Quantitativa
Baixada Santista
Geossítios
Inventário
Sítios de Geodiversidade
Resumo em português
O município de Bertioga insere-se, geologicamente, no Terreno Serra do Mar, em grande parte coberto por sedimentos cenozoicos e sua história geológica está relacionada aos estágios de evolução do Supercontinente Gondwana até os eventos de variação do nível relativo do mar durante o Quaternário. Além da notável geodiversidade, omunicípio possui extraordinária importância em relação às fortificações militares construídas com materiais pétreos entre os séculos XVI e XX no litoral paulista, pois, dentre as dezoito fortificações inicialmente existentes, restam apenas sete, das quais uma (Forte São João) está nele situado. As restantes (Fortaleza de Santo Amaro da Barra Grande, Fortim da Praia do Góes, Fortaleza de Vera Cruz de Itapema, Forte São Luiz, Fortaleza de Itaipu e Forte dos Andradas), situam-se em Guarujá e Praia Grande. Com base nestes fatos, esta pesquisa foi estruturada de forma a elaborar estratégias de geoconservação para a geodiversidade in situ e ex situ da região. A avaliação da geodiversidade in situ foi feita por meio do inventário de geossítios (com valor científico) e de sítios de geodiversidade (com valor educativo e turístico). Como resultado, foram definidos os seguintes geossítios: Registros tectônicos da Cachoeira do Sertão, Milonitos da Praia de São Lourenço, Gnaisse do Canto do Itaguá, Mirante da Serra do Mar, Terraço Pleistocênico do Rio Itapanhaú, Paleoterraço do Rio Guaratuba, Captura fluvial do Rio Guaratuba e Terraços Marinhos da Praia de Itaguaré. Os sítios de geodiversidade são: Granitos da Praia do Indaiá, Gnaisses da Praia de São Lourenço, Blocos rolados do Rio Itatinga e Granitos da Cachoeira do Guaratuba. A análise da geodiversidade ex situ foi feita de forma a identificar os tipos de pedras utilizadas na construção das fortificações, inferir sobre a provável proveniência destes materiais, avaliar o estado de conservação, reconhecer seu uso atual e apresentar um levantamento histórico-bibliográfico sobre as fortificações remanescentes. Com base nos resultados para a geodiversidade in situ foi possível constatar que os sítios que apresentam maior risco de degradação por atividades antrópicas são aqueles localizados em praias e cachoeiras devido ao grande número de visitantes, enquanto os sítios que possuem baixo risco de degradação são os protegidos por meio das Unidades de Conservação. Por sua vez, os sítios que possuem moderado risco de degradação localizam-se em praias e em áreas não protegidos. Os resultados da geodiversidade ex situ atestam os blocos de pedras utilizadas nas construções são de granitos e gnaisses, rochas provenientes do Terreno Serra do Mar e outras representantes da geodiversidade local. Com base nesses resultados foram elaboradas propostas de gestão, divulgação e valorização para os geossítio e sítio de geodiversidade e propostas de roteiros geoturísticos para as fortificações. Essas propostas oferecem subsídios para as estratégias de geoconservação da geodiversidade in situ e ex situ e visam contribuir com o planejamento territorial de forma a proteger a geodiversidade para esta e para as futuras gerações.
Título em inglês
Geoconservation strategies applied to the geodiversity of the municipality of Bertioga - SP and to the fortifications of the coast of São Paulo State
Palavras-chave em inglês
Baixada Santista
Geodiversity sites
Geosites
Inventory
Quantitative assessement
Resumo em inglês
The town of Bertioga is situated, in terms of geology, on the Serra do Maz Terrain, covered to a lazge extent by Cenozoic sediments, and its geological history is related to the stages of evolution of the Gondwana supercontinent up to the relative sea level variation events during the Quaternary. In addition to the outstanding geodiversity, the municipality has extraordinary importance regazding the military fortifications built with stone materials between the XVI and XX centuries on the coast of São Paulo State, considering that, among the eighteen initially existing fortifications, only seven have been preserved, one of which (São João Fort) is located within the city limits. The others (Fortress of Santo Amazo da Barra Grande, Fortress of Praia do Góes, Fortress of Vera Cruz de Itapema, São Luiz Fort, Fortress of Itaipu and Andradas Fort) are located in Guarujá and Praia Grande. Based on these facts, this research was conceived in such a way as to develop geoconservation strategies for the geodiversity in situ and ex situ of the region. The assessment of the geodiversity situ was done through the inventory of geosites (with scientific value) and geodiversity sites (with educational and touristic value). As a result, the following geosites were determined: Tectonic records of Cachoeira do Sertã.o, Mylonites of São Lourenço beach, Gneiss of Canto do Itaguá, Viewpoint of Serra do Mar, Pleistocene terrace of Itapanhaú river, Paleoterrace of Guazatuba river, River capture of Guazatuba river and Marine terraces of Itaguaré beach. The geodiversity sites are: Granites of Indaiá beach, Gneiss of São Lourenço beach, Rolled stone blocks of Itatinga river and Granites of Cachoeira do Guazatuba. The analysis of the geodiversity ex situ was made in order to identify the types of stones used in the construction of the fortifications, infer the probable origin of these materials, evaluate their conservation status, recognize their current use and present a historical literature review on the remaining fortifications. Based on the results for the geodiversity situ, it was found that the sites with higher possibility of degradation by anthropic activities are those located on beaches and waterfalls due to the large number of visitors, while the sites with low risk of degradation aze protected within environmental protection areas. For their part, the sites with moderate risk of degradation are located on beaches and on non-protected areas. The results for the geodiversity attest that the stone blocks used in the constructions are granites and gneisses, rocks from the Serra do Mar Terrain and other representatives ofthe local geodiversity. Based on these results, proposals were developed for management, publicity and valorization for the geosites and geodiversity sites, and geotourism routes for the fortifications. These proposals present information for geoconservation strategies for the geodiversity and and aim to contribute to the land-use planning in order to protect the geodiversity for this and future generations.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Mucivuna_corrigida.pdf (59.68 Mbytes)
Data de Publicação
2018-06-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.