• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.44.2013.tde-30032015-151753
Documento
Autor
Nome completo
Cássio Angelo Dalcin Cerri
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Leme, J. M. (Juliana de Moraes) (Presidente)
Fernandes, Antonio Carlos Sequeira
Anelli, Luiz Eduardo
Título em português
Revisão sistemática dos Brachiopoda (Calciata), da Formação Ponta Grossa, Devoniano, Bacia do Paraná, Brasil
Palavras-chave em português
Bacia do Paraná
Brachiopoda
Geologia Sedimentar e Ambiental
Resumo em português
Uma análise sistemática dos braquiópodes (Brachiopoda, Calciata) da Formação Ponta Grossa, Devoniano, Sub-bacia Apucarana, Estado do Paraná, Bacia do Paraná, Brasil, é apresentada. Os Brachiopoda (Calciata) da Formação Ponta Grossa, Bacia do Paraná, Estado do Paraná, Brasil, foram inicialmente estudados por John Mason Clarke em 1913 e, desde então, nunca foram o alvo de uma revisão sistemática apropriada. Estudos tafonômicos prévios sobre outros grupos da mesma localidade sugerem que muitas espécies descritas para ela podem corresponder a espécies tafonômicas. Os objetivos do presente trabalho foram: a- revisar a sistemática dos braquiópodes Calciata da Formação Ponta Grossa, Devoniano, a partir do estudo morfológico do material fóssil disponível; b- verificar a diversidade da fauna de braquiópodes Calciata dessa Formação, comparando a trabalhos da Formação Ponta Grossa do Estado do Mato Grosso; c- verificar se alguns caracteres morfológicos utilizados na diagnose de gêneros e espécies de braquiópodes Calciata da Formação Ponta Grossa, do Estado do Paraná, são susceptíveis a modificações tafonômicas, particularmente devido à compactação post-mortem e a esfoliação, conforme ocorre com outros grupos fósseis, tais como conulários e trilobitas. Os resultados mostraram que, das espécies previamente descritas, Australostrophia mesembria, Pleurochonetes falklandicus, Cryptonella baini e Australocoelia palmata são válidas e permanecem sem modificação; a espécie Coelospira (?) colona pôde ser somente identificada a nível genérico devido à falta de dados disponíveis nas amostras analisadas. Os gêneros Australospirifer, Schuchertella e Derbyina apresentaram problemas na identificação. Autralospirifer é considerado um gênero válido e possui cinco espécies descritas para a Formação Ponta Grossa, porém os caracteres diagnósticos que as diferem são passíveis de modificação tafonômica, fato evidenciado em exemplares analisados, além de apresentarem um grau de variação alto, o que impede a identificação dessas espécies. Duas espécies de Schuchertella são descritas para a Formação Ponta Grossa, gênero que sofreu uma revisão taxonômica, excluindo essas espécies da classificação genérica. Tais espécies poderiam pertencer ao gênero Floweria, porém a falta de dados nas amostras impede a validação desta hipótese. Derbyina é um gênero controverso, muito similar ao gênero Paranaia, os quais recentes revisões afirmam serem distintos. Devido à falta de dados no material examinado, especificamente o braquídio, não foi possível confirmar a distinção entre esses gêneros nem uma identificação específica. O presente trabalho fortaleceu a ideia de que a designação de novas espécies deve ser realizada perante a presença de diversos espécimes, para que o maior espectro possível de variações tafonômicas e morfológicas decorrentes do processo de fossilização seja identificado, com holótipos bem preservados, o que diminui a margem de erros. Portanto, é importante aliar a tafonomia com o estudo sistemático, a fim de identificar caracteres sujeitos à maior variação tafonômica.
Título em inglês
Not available.
Palavras-chave em inglês
Not available.
Resumo em inglês
A systematic analysis of the Brachiopoda (Calciata) from Ponta Grossa Formation, Devonian, Apucarana Sub-basin, Paraná Basin, Paraná State, Brazil, is presented. The Brachiopoda (Calciata) from Ponta Grossa Formation, Paraná Basin, Paraná State, Brazil, were initially studied by John Mason Clarke in 1913 and, since then, were not the object of proper systematic revision. Previous taphonomic studies about other groups from the same location suggest that many species described may correspond to taphonomic species. The objectives of this article were: a- to revise the systematic of the Brachiopoda (Calciata) of the Ponta Grossa Formation, Devonian, through morphological study of the available fossil material; b- to verify the diversity of Calciata brachiopods of this Formation, comparing it to works from the Ponta Grossa Formation in the State of Mato Grosso; c- to verify if any of the morphological characters used in the diagnosis of genera and species of Calciata brachiopods from Ponta Grossa Formation, Paraná State, are susceptible to taphonomic modification, particularly post-mortem compaction and exfoliation, as occurs in other fossil groups, like conulariids and trilobites. The results have shown that, of the species previously described, Australostrophia mesembria, Pleurochonetes falklandicus, Cryptonella baini and Australocoelia palmata are valid and remain unchanged; the species Coelospira (?) colona could only be identified up to a generic level due to lack of data on the samples analyzed. The genera Australospirifer, Schuchertella and Derbyina presented problems during their identification. Autralospirifer is considered a valid genus and possesses five described species for the Ponta Grossa x Formation, although the diagnostic characters that differentiate them are susceptible to taphonomic modification, fact evidenced in analyzed samples, with them also presenting high variability degree, which impedes the identification of those species. Two species of Schuchertella are described to the Ponta Grossa Formation, a genus that has undergone taxonomic revision, excluding those species from the generic classification. Those species may belong in the Floweria genus, but the lack of data on the samples makes impossible the validation of this hypothesis. Derbyina is a controversial genus, very similar to the genus Paranaia, which recent revisions claim to be different from each other. Due to the lack of data in the examined material, specifically the brachidium, it was not possible to confirm the distinction between these genera, as well as specific identification. The present work has strengthened the idea that the designation of new species must be made in face of a considerable number of samples, so that the largest spectrum of taphonomic and morphological variations resulting from the fossilization process is identified, which diminishes the error margin. Therefore, it is important to combine taphonomy with the systematic study, in order to identify characters which are subject to greater taphonomic variation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Cerri_Mestrado.pdf (4.60 Mbytes)
Data de Publicação
2015-04-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.