• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.44.2007.tde-19122007-101537
Documento
Autor
Nome completo
Rafael Casati
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Anelli, Luiz Eduardo (Presidente)
Ghilardi, Renato Pirani
Simões, Marcello Guimarães
Título em português
Caracterização tafonômica das concentrações fossilíferas da Formação Cape Melville, Grupo Moby Dick (Mioceno Inferior), Ilha Rei George, Antártica
Palavras-chave em português
Antártica
Bivalves
Cenozóico
Invertebrados
Tafonomia
Resumo em português
Trabalhos objetivando a tafonomia de concentrações fossilíferas geradas em ambiente glacial ou periglacial são raros. Neste contexto, a presente dissertação realizou a caracterização tafonômica das concentrações fossilíferas da Formação Cape Melville, Grupo Moby Dick (Mioceno Inferior), Ilha Rei George, Antártica, tendo em vista a elucidação da gênese destes depósitos. Para tanto, dados relativos a um total de 534 espécimes foram obtidos nas camadas ricamente fossilíferas das quatro seções, denominadas Pingüineira (PRS), Hard Ground (HGS), Chaminé (CS) e Lava Crag (LCS), levantadas no topo da Península Melville entre Janeiro e Fevereiro de 2003. Destas, apenas a Seção PRS apresenta duas camadas fossilíferas distintas (PRS-C1 e PRS-C2). A fauna estudada é composta predominantemente por restos de moluscos bivalves. Restos menos abundantes de corais, caranguejos, gastrópodes e braquiópodes, além de icnofósseis, também estão presentes. A análise da composição taxonômica, ecológica e tafonômica permitiu identificar semelhanças entre as Seções PRS e HGS e entre as Seções CS e LCS. As seções PRS e HGS são compostas dominantemente por bivalves depositívoros da infauna rasa (Ennucula frigida, Enncula musculosa e Yoldia peninsularis), preservados preferencialmente com as valvas articuladas fechadas, porém fora da posição de vida, indicando remobilização da fauna pré-soterramento; a ausência de sinais de fragmentação, abrasão e incrustação indica que os bioclastos não foram afetados por processos bioestratinômicos químicos, físicos ou biológicos intensos. A ocorrência de bioclastos piritizados na Seção HGS é interpretada como resultante da decomposição dos organismos soterrados, ainda vivos, em ambiente anóxico. As assembléias das seções CS e LCS são constituídas dominantemente por bivalves suspensívoros da infauna profunda (Neilo (N.) rongelii), preservados preferencialmente com as valvas desarticuladas, indicando que os processos bioestratinômicos físicos foram mais atuantes, sendo, no entanto, raros os sinais de fragmentação e de outras assinaturas tafonômicas como incrustação e bioerosão. As valvas desarticuladas estão preservadas preferencialmente com a convexidade voltada para baixo indicando que os bioclastos foram colocados em suspensão e redepositados fora da posição de maior estabilidade hidrodinâmica; a orientação em planta destes bioclastos exibe direção preferencial, indicando atuação de correntes fracas e um maior tempo de exposição na interface água/sedimento; a ocorrência de raros restos de bivalves suspensívoros escavadores da infauna profunda (Panopea (P.) cf. P. regularis) e de caranguejos (Antarctidromia inflata) preservados em posição de vida é indicativa de que esta comunidade foi soterrada in situ por sedimentos em suspensão que trouxeram a tanatocenose de valvas desarticuladas. Os resultados obtidos no presente estudo reiteram a importância dos estudos tafonômicos e paleoecológicos no entendimento da dinâmica deposicional do passado, contribuindo com um grande conjunto de dados úteis na caracterização de ambientes glaciais e periglaciais.
Título em inglês
Taphonomic characterization of fossil concentrations from the Cape Melville Formation, Moby Dick Group (Early Miocene), King Georg Island, Antactica
Palavras-chave em inglês
Antarctica
Bivalves
Cenozoic
Invertebrates
Taphonomy
Resumo em inglês
Works focusing on the taphonomy of fossil concentrations generated in glacial or periglacial environment are rare. In this context, the present dissertation carried out the taphonomic characterization of the fossil concentrations of the Cape Melville Formation, Moby Dick Group (Lower Miocene), King George Island, Antarctica, in order to elucidate the genesis of these deposits. To this end, data relative to a total of 534 specimens were obtained in the richly fossil layers of the four sections, called Pingüineira (PRS), Hard Ground (HGS), Chaminé (CS) and Lava Crag (LCS), investigated at the top of the Melville Peninsula between January and February of 2003. Of these, only the PRS Section presents two distinct fossil layers (PRS-C1 and PRS-C2). The studied fauna is mainly composed of remains of bivalve clams. Less abundant remains of corals, crabs, gastropods and brachiopods, as well as trace fossils, also are present. Taxonomic, ecological and taphonomic analyses allowed similarities to be identified between PRS and HGS and CS and LCS. PRS and HGS Sections are dominantly composed by shallow infaunal deposit-feeding bivalves (Ennucula frigida, Enncula musculosa Yoldia peninsularis), preserved preferentially with closed articulated valves, however out of life position, indicating remobilized fauna; the absence of signs of spalling, abrasion and incrustation indicates that the bioclasts were not affected by intense chemical, physical or biological bioestratinomic processes. The occurrence of pyritized bioclasts in HGS is interpreted as the result of decomposition of the entombed organisms, still alive, in an anoxic environment. The assemblages of CS and LCS Sections are dominantly constituted by deep infaunal suspension-feeding bivalves (Neilo (N.) rongelii), preserved preferentially with disarticulated valves, indicating that the physical biostratinomic processes were more operative; however there are few signs of spalling or other taphonomic signatures such as incrustation and bioerosion. Disarticulated valves are preferentially preserved convex down indicating that bioclasts were placed in suspension and redeposited in a position other than that of greatest hydrodynamic stability; the orientation of these bioclasts in plan view shows a preferential direction, indicating weak currents and a longer time of exposition at the water/sediment interface; the occurrence of rare remains of deep infaunal suspension-feeding bivalves (Panopea (P.) cf. P. regularis) and crabs (Antarctidromia inflata) preserved in life position is indicative that this community was entombed in situ by sediments in suspension that brought the thanatocenosis of disarticulated valves. The results obtained in the present study reiterate the importance of taphonomic and paleoecological studies for the understanding of the depositional dynamics of the past and contribute a great number of data useful in the characterization of glacial and periglacial environments.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
RC.pdf (2.90 Mbytes)
Data de Publicação
2008-02-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.