• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Daniela Barbati Osorio
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Hirata, Ricardo (Presidente)
Ezaki, Sibele
Martins, Veridiana Teixeira de Souza
Teixeira, Zulene Almada
Título em português
Hidrogeologia do semiárido Cearense
Palavras-chave em português
Hidrogeologia
Produtividade de poços tubulares
Salinização das águas
Semiárido
Resumo em português
O semiárido cearense apresenta um baixo potencial hídrico superficial, aumentando a dependência da população às águas subterrâneas. O Aquífero Fraturado, constituído pelo embasamento cristalino, é o de maior ocorrência na região e apresenta baixa produtividade e teores excessivos de sais. O presente trabalho propôs avaliar os condicionantes regionais que controlam as produtividades nos aquíferos no semiárido com base nas informações de mais de 6 mil poços tubulares. A correlação entre a litologia, clima e geomorfologia demonstrou que a primeira exerce o papel principal no controle das potencialidades hídricas, sendo o clima o seu segundo fator de influência. Os maiores valores de mediana da capacidade específica (Q/smed) de 15,32 m3/h/m e 0,83 m3/h/m foram verificados em rochas carbonáticas e sedimentares em clima úmido/subúmido, respectivamente. Desta forma, suas produtividades são mais evidentes em climas mais úmidos, logo que sua permeabilidade intrínseca e produtividade estabelecem uma relação diretamente proporcional com a disponibilidade de chuvas. De maneira geral, os metassedimentos (Q/smed 0,099 m3/h/m) se apresentaram mais produtivos quando comparados aos gnaisses e migmatitos (0,051 m3/h/m) e às rochas plutônicas (0,052 m3/h/m). Nos gnaisses e migmatitos o clima aparentou não ter uma influência efetiva na produtividade. As águas subterrâneas da região têm elevada salinidade, confirmada em 210 análises hidroquímicas. O mecanismo de salinização dos aquíferos no semiárido provavelmente está associado aos sais aerotransportados do mar, com predominância para o cloreto e sódio, e às elevadas taxas de evaporação, como pode ser confirmado pelas maiores concentrações de cloreto na água de poços localizados mais próximos à costa. O mecanismo de recarga em rochas mais permeáveis pode favorecer a redução de salinidade (maior infiltração), como o verificado em metassedimentos, quando comparadas às maiores concentrações verificadas em gnaisses e migmatitos.
Título em inglês
Hydrogeology of the semi-arid of Ceará
Palavras-chave em inglês
Hydrogeology
Salinization of water
Semi-arid
Tubular wells productivities
Resumo em inglês
The semi-arid region of Ceará has low surface-water availability, increasing the population's dependence on groundwater. The fractured aquifer, constituted by a crystalline basement, is the one with the highest occurrence in the region and presents low productivity and excessive levels of salinity. The present work proposed to evaluate the regional constraints that control the aquifer productivities in the semiarid region based on the information of more than 6 thousand tubular wells. The correlation between lithology, climate and geomorphology has shown that the former plays the main role in controlling the aquifer potentiality, with climate being its second influence factor. The highest values of specific capacity average (Q/s avg) were verified in carbonate (15.32 m3/h/m) and sedimentary (0.83 m3/h/m) rocks in humid/sub- humid climate. In this way, their productivities are more evident in more humid climates, once their intrinsic permeability and productivity establish a relationship directly proportional to the availability of rainfall. In general, metasediments (Q/s avg 0.099 m3/h/m) were more productive when compared to gneisses and migmatites (0,051 m3/h/m) and to plutonic rocks (0.052 m3/h/m). In the gneisses and migmatites, the climate appeared to have no effective influence on productivity. The groundwater of the region has high salinity, confirmed in 210 hydrochemical analyzes. The mechanism of salinization of aquifers is probably associated with salt seawater spray, predominantly for chloride and sodium, and high evaporation rates, as can be confirmed by the higher concentrations of chloride in the water of wells located closer to the coast. The mechanism of recharge in more permeable rocks may favor the reduction of salinity (greater infiltration), as verified in metasediments when compared to the higher concentrations observed in gneisses and migmatites.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-05-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.