• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.44.1998.tde-29092015-133259
Documento
Autor
Nome completo
Jesús Yanina Narváez Rodríguez
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1998
Orientador
Banca examinadora
Petri, Setembrino (Presidente)
Brito, Dimas Dias
Fairchild, Thomas Rich
Título em português
Ocorrência e distribuição de nanofósseis calcários no Grupo Talara, Bacia Talara no noroeste do Peru
Palavras-chave em português
Estratigrafia
Micropaleontologia
Resumo em português
O Grupo Talara (Bacia Talara, Eoceno do Noroeste do Peru), é constituído principalmente pelas formações Folhelhos Talara, Arenitos Talara e Pozo. Alguns desses intervalos estratigráficos apresentam ocorrências de microfósseis. Contudo, há ausência de informações mais detalhadas quanto à sistemática e paleoecologia, além da falta de um esquema biostratigráfico formal e de ampla utilização. Trinta e quatro táxons de nanofósseis calcários são registrados no Grupo Talara (Eoceno, Bacia Talara), no Noroeste do Peru, em amostras de calha dos poços "Negritos" e "Carpitas" (Graña Montero Petrolera S.A.), dos quais trinta e três são noticiados pela primeira vez na unidade. A partir da observação do estado de preservação dos táxons da seção do poço Negritos conclui-se que a maioria dos táxons apresentaram resistência à dissolução como resultado provavelmente, da deposição em baixas profundidades. O estado de preservação dos nanofósseis na seção estudada do poço Carpitas é considerado moderado, com diversidade de espécies muito baixa, reflexo de dissoluções em altas profundidades. A análise bioestratigráfica permitiu o reconhecimento de biozonas caracterizadas pelas extinções dos táxons Discoaster sublodoensis (NP 14), Chiasmolithus salitus (NP 15/NP 16), Helicosphaera seminulum (NP 15/NP 16/NP 17) e Discoaster barbadiensis (Np 19/Np 20) indicando o posicionamento do Grupo Talara entre o Mesoeoceno e o Neoeoceno. Foram verificadas variações na freqüência dos táxons de nanofósseis característicos de águas quentes e temperadas ao longo dos intervalos amostrados. Estas variações foram interpretadas como reflexos de mudanças de temperatura devido ao esfriamento climático global, correntes de ressurgência ou flutuações do nível do mar por instabilidade da bacia. Táxons característicos de assembléias de latitudes baixas e indicativos de ambiente próximo à costa são os mais freqüentes e diversificados em ambos poços. A escassez de trabalhos divulgados e detalhados com base em nanofósseis calcários na bacia limitaram tentativas de correlações das biozonas propostas e das informações advindas do estudo paleoecológico, paleoambiental e paleogeográfico.
Título em inglês
Not available.
Palavras-chave em inglês
Not available.
Resumo em inglês
The Talara Group (Talara Basin, Eocene of northwest Peru) mainly comprises the Talara Shales, the Talara Sandstones, and the Pozo Formation. Although microfossils are known in several of these stratigraphic intervals, little is known regarding their taxonomy, paleoecology, and biostratigraphic usefulness. Thirty-four taxa of calcareous nannofossils are here registered from the Talara Group in well cuttings from the Negritos and Carpitas wells (Graña Montero Petrolera S.A.) in the Talara Basin. Of these, thirty-three taxa are registered for the first time from this unit. The preservational quality of the taxa in the section sampled from the Negritos well reveals that the majority of these taxa were little affected by dissolution, suggesting that deposition must have taken place in relatively shallow depths (that is, above the carbonate compensation depth). The moderate quality of preservation and low diversity of the nannofossils in the Carpitas section is considered the result of dissolution at greater depths than in the Negritos section. Biozones are recognized on the basis of the extinction of the taxa Discoaster sublodoensis (NP 14), Chiasmolithus solitus (NP 15/NP 16), Helicosphaera seminulum (NP 15/NP 16/NP 17) e Discoaster barbadiensis (NP 19/NP 20), which allow the Talara Group to be dated as Middle to Late Eocene. Variations in the frequency between nannofossil taxa characteristic of warm and temperate waters are interpreted as reflecting temperature changes due to global cooling, upwelling, or sea level changes due to the tectonic instability of the basin. The most frequent and most diversified taxa in both sections are characteristic of low latitudes and nearshore environments. The lack of other detailed studies of calcareous nannofossils in the basin seriously limits both attempts to correlate the proposed biozones and the utility of the paleoenvironmental and paleogeography information of this study.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-09-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.