• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.44.1990.tde-18032013-105507
Documento
Autor
Nome completo
Claudio Riccomini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1990
Orientador
Banca examinadora
Petri, Setembrino (Presidente)
Amaral, Gilberto
Coimbra, Armando Marcio
Hasui, Yociteru
Neves, Benjamim Bley de Brito
Título em português
O Rift Continental do Sudeste do Brasil
Palavras-chave em português
Geologia
Resumo em português
O Rift continental do Sudeste do Brasil (RCSB), de idade cenozóica, é uma feição alongada e deprimida, desenvolvida entre as cidades de Curitiba (PR) e Niterói (RJ), numa extensão de pelo menos 800 km. Segue grosseiramente a linha de costa atual, da qual dista em média cerca de 70 km, alcançando o Atlântico na sua terminação nordeste. O segmento mais contínuo desse rift, entre as cidades de São Paulo (SP) e Volta Redonda (RJ), com cerca de 350 km de comprimento, foi objeto de estudo no presente trabalho, no tocante aos seus aspectos de tectonia e sedimentação. Com base principalmente na análise microestrutural e na análise de fácies sedimentares, amparadas em dados mineralógicos, palinológicos, geocronológicos e geomorfológicos, entre outros, pôde ser estabelecida de forma tentativa, a seguinte seqüência de eventos para a área estudada: a) Paleógeno (Eoceno-Oligoceno): formação da depressão original (hemi-graben), contínua na porção analisada, como resultado do campo de esforços extensionais de direção NNW-SSE imposto pelo basculamento termomecânico na Bacia de Santos; preenchimento vulcano-sedimentar sintectônico (Grupo Taubaté), compreendendo um sistema de leques aluviais associados à planície aluvial de rios entrelaçados (Formação Resende), basal e lateral na bacia, um sistema playa-lake (Formação tremembé), e um sistema fluvial meandrante (Formação São Paulo); eclosão de derrames de basanito a sudeste de Volta Redonda (Basanito Casa de Pedra), associados ao sistema fanglomerático; condições climáticas inicialmente semi-áridas, durante a sedimentação das formações Resende e Tremembé, passando para úmidas durante a deposição da Formação São Paulo; b) Neógeno (Mioceno ?): transcorrência sinistral de direção E-W, com extensão NW-SE e localmente compressão NE-SW; geração de soleiras (Arujá, Queluz, entre outras) relacionadas à transpressão, ou bacias tipo pull-apart (sistema fluvial entrelaçado da Formação Itaquaquecetuba), associadas à transtração ou relaxamento final dos esforços dessa fase; separação das drenagens dos rios Tietê e Paraíba do Sul pela Soleira de Arujá, com mudança do nível de base e erosão na porção central da Bacia de Taubaté; c) Plioceno (?) a Pleistoceno Inferior: implantação de novo sistema fluvial meandrante (Formação Pindamonhangaba), na área da Bacia de Taubaté, em condições provavelmente quentes e úmidas; d) Pleistoceno Superior: inicialmente fase de estabilidade tectônica com a deposição de sedimentos colúvio-aluviais, frutos do remodelamento do relevo em função das variações climáticas; ao final, nova fase transcorrente E-W, agora dextral, com compressão NW-SE e geração de novas soleiras; definição de distribuição atual dos sedimentos nas bacias, ou embaciamentos, num arranjo lazy-Z; e) Holoceno: nova extensão NW (WNW) - SE (ESE), afetando depósitos de baixos terraços ligados à evolução da rede de drenagem do Rio Paraíba do Sul; f) Atual: campo de tensões indicando compressão, sugestivo de nova mudança no regime de esforços. A alternância entre transcorrência sinistral e dextral e, conseqüentemente, de esforços trativos para compreensivos, respectivamente, estaria relacionada provavelmente ao balanço entre as taxas de abertura na Cadeia Meso-Atlântica e de subducção da Placa de Nazca sob a Placa Sul Americana. A deriva desta última para oeste, em relação às estruturas antigas do RCSB, proporcionaria transcorrência dextral quando a taxa de abertura excedesse a de subducção e transcorrência sinistral no caso oposto. O quadro tectono-sedimentar estabelecido apresenta implicações para a geologia econômica e de engenharia da área de estudo, sendo apresentadas breves considerações a esse respeito ao final do trabalho.
Título em inglês
The Continental Rift of Southeastern Brazil
Palavras-chave em inglês
Geology
Resumo em inglês
The Continental Rift of Southeastern BraziI (CRSB), of Cenozoic age, is an elongate, narrow trough more than 800 km long, between the cities of Cutiriba (Paraná State) and Niterói (Rio de Janeiro State). It roughly parallels the present-day coastline, reaching the Atlantic Ocean in the northeast. The segment of the rift located between the cities of São Paulo (S. Paulo State) and Volta Redonda (Rio de Janeiro State) was the objetc of tectonic and sedimentary analysis. As a result of microstructural analysis, and the study of sedimentary facies, supported by mineralogical, palynological, geochronological, geomorphological and other data, it was possible to reconstruct the Tertiary-Quaternary tectonic and sedimentary history of the study area as follows: a) Palaeogene (Eocene-Oligocene): formation of the original depression (half-graben), continuous over the entire study area, as a result of NNW-SSE extension related to thermomechanical tilting of the adjoining offshore Santos Basin; syntectonic volcanism and sedimentation (Taubaté Group) with a basal and marginal alluvial fan/fluvial braided system (Resende Formation), a playa-lake system (Tremembé Formation), and an upper fluvial meandering system (São Paulo Formation); basanite lava flows, southeast of Volta Redonda (Casa de Pedra Basanite), associated with the Resende Formation; paleoclimatic conditions initially semi-arid during the deposition of the Resende and Tremembé Formations, gradually becoming humid during the sedimentation of the São Paulo Formation; b) Neogene (Miocene ?): Ieft-lateral E-W transcurrence, with NW-SE extension and local NE-SW compression; generation of structural highs (Arujá, Queluz and others) related to transpression, and pull-apart basins (fluvial braided system of the Itaquaquecetuba Formation) associated with transtension or final relaxation of the stress of this phase; separation of Tietê and Paraíba do Sul drainage systems by the Arujá Structural High, with changes in base level and consequent erosion in the westcentral part of the Taubaté Basin; c) Pliocene (?) - Early Pleistocene: installation of a new fluvial meandering system (Pindamonhangaba Formation) in the Taubaté Basin, probably under warm and humid paleoclimatic conditions; d) Late Pleistocene: initially tectonic stability with the deposition of colluvium and alluvium related to morphogenetic evolution as a function of climatic changes; at the and of epoch renewed E-W transcurrent phase, now right-lateral, with NW-SE compression; generation of new structural highs; surface distribution of sedimentary deposits in a lazy-Z pattern; e) Holocene: extensional NW (WNW) - SE (ESE) regime affecting low terrace deposits related to the evolution of the Paraíba do Sul drainage system; f) Present-day: compressive stress-field, suggestive of a new change in the stress regime. The alternation from sinistral to dextral transcurrence is probably related to the interplay between the rates of opening along the Middle Atlantic Ridge and subduction of the Nazca Plate beneath the South American Plate. The effect of westward drift of the South American Plate on the NE-trending basement structures of the CRSB has generated dextral transcurrence when the expansion rate in the east has exceeded the subduction rate in the west and sinistral transcurrence in the opposite case. This tectono-sedimentary picture has significant implications for the economic and engineering geology of the study area, especially with respect to neotectonics and mineral exploration.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-03-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.