• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.44.1990.tde-15092015-135545
Documento
Autor
Nome completo
Mario Sergio de Melo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1990
Orientador
Banca examinadora
Coimbra, Armando Márcio (Presidente)
Fúlfaro, Vicente José
Suguio, Kenitiro
Título em português
A Formação Pariquera-Açu e depósitos relacionados: sedimentação, tectônica e geomorfogênese
Palavras-chave em português
Geotectônica
Resumo em português
O objetivo dos estudos realizados foi a determinação das correlações entre sedimentação, tectônica, paleoclimas e feições morfológicas (Níveis de terraços) na área de afloramento da Formação Pariquera-Açu, cobertura sedimentar continental cenozoica no bairro vale do Rio Ribeira do Iguape, no litoral sul do Estado de São Paulo. Com base nas características litológicas e relações estratigráficas observadas, os depósitos cenozoicos anteriormente atribuídos à Formação Pariquera-Açu foram separados em cinco unidades principais distintas: Formação Sete Barras (definida durante a realização do presente estudo); Formação Pariquera-Açu (para a qual apresenta-se proposta de redefinição no presente estudo), compreendendo uma fácies fanglomerática de leques aluviais coalescentes, uma fácies de planície fluvial meandrante, e uma fácies lacustre; depósitos de cascalhos em nível superior de terraços (situados em posição topográfica mais elevada); depósitos de cascalhos em nível intermediário de terraços (rebaixados em relação aos anteriores); e depósitos colúvio-aluviais. A Formação Sete Barras é constituída de depósitos rudáceos de leques aluviais aparentemente gradando para depósitos finos, lacustres, formados provavelmente no Paleógeno, sob condições de clima seco. Preenche o Gráben de Sete Barras, uma depressão tectônica de direção N50E, formada na interseção da Zona de Cisalhamento de Cubatão (pré-cambriana a cambro-ordoviciana) com o Alinhamento de Guapiara (mesozoico), durante fase de esforços trativos na direção WNW-ESSE, contemporâneos da sedimentação. A reativação de falhas WNW-ESE paralelas ao Alinhamento de Guapiara no Neógeno, sob ação de esforços trativos reorientados na direção E-W, acarretou basculamentos de blocos e barramentos da paleofrenagem, ensejando a acumulação da Formação Pariquera-Açu, sob condições de clima úmido, e com o nível relativo do mar abaixo do atual. Junto às falhas desenvolveu-se sistema de leques aluviais coalescentes, gradando lateralmente para planície fluvial meandrante e lago. Durante o final do Neógeno e o Pleistoceno a região foi submetida a soerguimento diferencial, com entalhamento progressivo da drenagem, mais pronunciado no bloco relativamente mais elevado, a SW do Alinhamento de Guapiara. Fases de clima seco possivelmente conjugadas com fases de quiescência tectônica ensejaram então a elaboração de dois níveis escalonados de terraços com cascalhos, estes depositados em sistema fluvial entrelaçado. Formaram-se ainda na área depósitos colúvio-aluviais no final do Neógeno e no Pleistoceno, quando o paleo-relevo já era muito semelhante ao atual. Estes depósitos aparentemente refletem remobilizações maciças do regolito durante oscilações climáticas, e apresentam-se truncados por falhas, indicando tectônica sin e pós-sedimentar. Esta última é testemunhada principalmente por falhas inversas e com rejeito direcional cortando os depósitos colúvio-aluviais, que indicam fase de esforços compressivos de direção NE-SW, ativos provavelmente no Pleistoceno Inferior. Diferenças nas cotas dos aluviões em baixos terraços nos dois blocos separados pelo Alinhamento de Guapiara sugerem que discreta tectônica residual possa estar determinando soerguimento diferenciado dos blocos até os tempos geológicos mais recentes.
Título em inglês
Not available.
Palavras-chave em inglês
Not available.
Resumo em inglês
Cenozoic deposits previously attributed to the Pariquera-Açu Formation (a continental sedimentary cover of the low Ribeira do Iguape River valley, Southern São Paulo State, Brazil) can be separated in five different units: Sete Barras Formation (proposed in this study); Pariquera-Açu Formation (reviewed in this study); two topographic levels of gravels in fluvial terraces; and colluvial-alluvial deposits. The Sete Barras Formation is constituted of coarse fanglomeratic deposits probably grading to clayey lacustrine layers. They were formed probably in the Palaeogene, under dry climate. This sedimentary unit fills the Sete Barras Graben, an elongated tectonic depression trending N50E, just in the intersection of the ENE-WSW Cubatão Shearing Zone (Proterozoic to Cambrian-Ordovician) and the WNW-ESE Guapiara Alignment (Mesozoic), Tractive stresses trending WNW-ESE synchronous to the sedimentation have originated the graben trough. Reoriented tractive stresses trending E-W which were active during the Neogene reactivated WNW-ESE faults parallel to the Guapiara Alignment. This caused block tilting and drainage damming, and accumulation of the Pariquera-Açu Formation, under humid climate and lower sea level. Three facies can be recognized in this formation: fanglomeratic, fluvial meandering and lacustrine. Differential uplift during the end of the Neogene and the Pleistocene raised the SW block of the Guapiara Alignment. Two main levels of fluvial terraces with gravels and sands of braided system were then developed on this raised block, during dry climate phases and conditions of sea level stability. Colluvial-alluvial deposits younger than the terraces were formed when pleorelief was very similar to present-day relief. These deposits are related to the Quaternary climatic changes. They are cut by inverse and strike-slip faults which indicate compressive stresses trending NE-SW, active probably during Lower Pleistocene. Geomorphological characteristics of modern alluvial plains indicate also some possible tectonic activity along the Guapiara Alignment during recent geological times.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Melo_Mestrado.pdf (26.03 Mbytes)
Data de Publicação
2015-09-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.