• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.44.1993.tde-02042015-144458
Documento
Autor
Nome completo
Edvard Elias de Souza Filho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1993
Orientador
Banca examinadora
Landim, Paulo Milton Barbosa (Presidente)
Coimbra, Armando Marcio
Poncano, Waldir Lopes
Riccomini, Claudio
Tomazelli, Luiz Jose
Título em português
Aspectos da geologia e estatigrafia dos depósitos sedimentares do Rio Paraná entre Porto Primavera (MS) e Guaira (PR)
Palavras-chave em português
Estratigrafia
Geomorfologia
Resumo em português
Este trabalho aborda mapeamento geológico e a estratigrafia dos depósitos associados ao rio Paraná no segmento compreendido entre Porto Primavera (MS), a montante da foz do rio Piquiri. A metodologia empregada para sua elaboração compreendeu as técnicas tradicionais de fotointerpretação geológica adaptadas para formas deposicionais, tendo sido utilizadas imagens MSS e RADAR, e fotografias aéreas. Os trabalhos de campo foram concentrados na metade superior do segmento estudado, no trecho situado a montante da ilha dos Bandeirantes; as informações obtidas originaram-se de descrição de afloramentos, de sondagens a trado e a "vibro-core", e de perfis de sondagens fornecidos pela CESP e DALCON. Os dados foram analisados por meio de perfis topográficos, geológicos e estratigráficos, dispostos em posição perpendicular e longitudinal em relação ao traçado do rio. Os depósitos estudados ocorrem em diferentes níveis de terraço e nacalha fluvial. O terraço alto e constituído por níveis seixosos da sequencia fluvial SFa, depositada por canais entrelaçados do tipo Scott, e por camada de areia maciça da sequencia coluvial SCa. O terraço médio é constituído por níveis seixosos da sequencia fluvial SFb, depositados por canais entrelaçados do tipo Donjek; e por camada de areia maciça com "ponds" argilosos da sequencia coluvial SCb. O terraço baixo é constituído por corpos de areia de forma acanalada ou tabular, da sequencia fluvial SFc, depositados por canais entrelaçados do tipo Platte. A planície fluvial corresponde ao terraço mais próximo do nível do rio, e compreende uma sucessão de depósitos seixosos, arenosos e argilo-arenosos; esses sedimentos compreendem parte da sequencia fluvial SFd, e foram depositados respectivamente por canais entrelaçados do tipo Donjek, do tipo Platte e por canais anastomosados. O terraço médio o baixo e a planície encontram-se parcialmente cobertos por depósitos coluvio-aluviais da sequencia SCc. Os depósitos ativos são constituídos por areia fina á média, acumulados no leito ou sob forma de barras transversais; tais corpos podem no centro do canal, na sua margem, na parte frontal de ilhas, ou fazendo a ligação entre ilhas e/ou as margens do rio. As características hidrológicas do rio Paraná e de seus depósitos ativos permitem compará-los aos canais entrelaçados do tipo South Saskatchewan. A evolução sedimentar dos depósitos ocorreu por meio da alternância de climas úmidos e de climas secos, quando se desenvolveram respectivamente as sequencias fluviais e as coluviais. Durante esse período de tempo esteve ativa uma tectônica que promoveu basculamento e movimentação diferencial entre blocos estruturais, definidos por meio de critérios geomorfológicos limitam os depósitos ao Pleistoceno e Holoceno, e uma correlação com depósitos do rio Tibagi (PR) permite que a sedimentação tenha-se iniciado pelo menos no Plioceno.
Título em inglês
Not available.
Palavras-chave em inglês
Not available.
Resumo em inglês
This research deals with geological mapping and stratigraphy of the Parana river deposits on the reach between Porto Primavera (MS) and Guaira (PR). The geological mapping was based on MSS and RADAR image interpretation and aerial-photo analysis, besides field work in which outcrops and cores were analysed. Field work had been concentrated in the area between Porto Rico and Porto Camargo (PR). Additional data have been supplied by well records from CESP (Porto Primavera) and DALCON (Porto Camargo). The available data were analysed through longitudinal and transversal topographic profiles and geological and stratigraphic crossections. The studied deposits occur in four different levels of terraces and in the active channel. The "high terrace" is constituted of gravel deposits of braided channel of Scott type (fluvial sequence SFa) covered with massive sands of colluvial sequence SCa. The "medium terrace" is constituted of gravel deposits of braided channel of Donjek Type (fluvial sequence SFb) covered with massive sands and mud ponds of colluvial sequence SCb. The "low terrace" is constituted of channel shape and tabular sand bed forms deposited by braided channel of Platte type. The fluvial plain is the lowest terrace and contains pebble deposits of Donjek braided channels covered with sand bed forms deposited by Platte braided channels which have been covered by mud and sand deposited in flood plain, channel and natural levee of anastomosed fluvial system. All the terraces may show alluvial fan and colluvial deposits covering parts of their surface (colluvial bars and lag deposits distributes in two levels into the channel). The hydrologic and faciologic present day characteristic of Parana river enable us to compare them South SasKatchewan braided river. The sedimentary deposits have developed through cyclic climatic changes (humid and dry phases) and under tectonic influence. Active than the alluvial systems. On the other hand, in dry periods the situation was reverted. Tectonic events have tilted the block confined by fault strutures and controlling the valley slope. According to geomorphological correlations the deposits are Quaternary in age, but palinological evidence suggests Pliocene age for the oldest deposits.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-04-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.