• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.44.1992.tde-29092015-130943
Documento
Autor
Nome completo
Jaime Leonardo Báez Presser
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1992
Orientador
Banca examinadora
Ulbrich, H. (Horstpeter) (Presidente)
Fúlfaro, Vicente José
Riccomini, Claudio
Título em português
Geologia da Folha 5569-III La Colmena Paraguai oriental
Palavras-chave em português
América do Sul
Geologia
Resumo em português
A Folha 5569-III La Colmena, Paraguai Oriental, situada a aproximadamente a 80 Km da cidade de Asunción, é limitada pelos paralelos 25°45' e 26°00' S e pelos meridianos 56°45' e 57°00'W, ocupando área de 700 km². A região localiza-se no segmento central, de percurso E-W, do "rift" de Asunción, ao qual se apensa, para W, o segmento ocidental, com rumo geral NW-SE; para E, aparece o segmento oriental, mal conhecido, com a mesma direção. O "rift" é o local de colocação da grande maioria das manifestações alcalinas mesozoicas e terciárias da chamada "Província alcalina central" do Paraguai Oriental. O mapeamento sistemático da Folha revela a existência de vários blocos limitados por falhas normais. Na parte meridional é encontrado o bloco Potrero Alto (Serrania de Cordillerita), separado do bloco Vale de Acahay pela falha de Acahay, uma importante estrutura que constitui o limite meridional do segmento central do "rifit". No canto SW da Folha aparece a falha San José (rumo N15W), deslocando a falha de Acahay e formando o bloco San José. Na parte SW do bloco San josé. Na parte SW do bloco Vale de Acahay aparecem as falhas Medina (rumo E-W) e Chauria (rumo N53W), que limitam o bloco Chauria. O embasamento aflorante é constituído pelos riolitos e granitos do Grupo Caapucú (Neoproterozóico e Eocambriano). Por cima, colocam-se em discordância erosiva os conglomerados Paraguari (em afloramentos descontínuos), seguidos pelos arenitos de deposição marinha das formações Cerro Jhú (espessura máxima 250 m) e Tobati (espessura mínima 200 m), pertencentes ao Grupo Caacupé (pré-llandoveriano). Estas Formações cobrem os blocos Potrero Alto, San José e Chauria, permitindo identificar rejeitos de até 200m entre o bloco Potrero Alto com os de San José e Chauria. No bloco Vale de Acahay aparecem três unidades informalmente chamadas de U1 (basal, pelítica-arenosa, espessura máxima 50 m), U2 (arenosa, espessura máxima 100 m) e U3 (superior, com conglomerados de matriz de areia média a grossa, espessura mínima 165 m), mostrando caules silicificados de possíveis samambaias (não identificáveis) em U1. O conjunto é atribuído à Formação San Miguel (Permiano Superior), aflorante mais para E, em função de semelhanças litológicas e presença dos fósseis. A subsidência do bloco Vale do Acahay frente ao de Potrero Alto é estimado em aproximadamente 1520 m. São observados ainda depósitos de preenchimento de "rift", correlacionáveis com a Formação Patino (Cretáceo a Terciário), que nesta região carregam seixos das rochas regionais (incluindo as alcalinas) e depósitos recentes e subrecentes de alúvio e colúvio. Diques de diabásio da Formação Alto Paraná (=Serra Geral, Neocomiano) aparecem no bloco Potrero Alto ("enxame de Potrero") e, em menor frequência, em outras áreas da Folha. As rochas alcalinas da Formação Sapucaí (Neocomiano, cronogrupo de aproximadamente 130 Ma) ocorrem como diques isolados e enxames ("enxame de Ybytymi"), "plugs", "pipes", derrames de lavas e mantos de piroclásticas, distribuídas por toda a Folha, mas com maior abundância na Serrania de Ybytymi (bloco Vale de Acahay). Petrograficamente, são traquitos, tefri-fonolitos, lamprófiros de vários tipos, rochas com leucita de afinidade lamproítica, e várias espécies de fóide mela-sienitos e fóide melamonzosienitos. A tendência da maioria das rochas é claramente potássica ou porpotássica, com exceção dos traquitos. Aparecem ainda dois "plugs" (Cerros Medina e Dona Lili) de fonolitos sódicos, que por afinidade petrográfica com os do Cerro Giménez (Folha vizinha de Acahay) de idade K-Ar de 66 Ma, são atribuídos também à Formação Namby (Terciário Inferior, Paleoceno a Eoceno). Perfis estruturais e dados da literatura sugerem subsidência significativa no "rift" de Asunción em seus segmentos central e ocidental, sensivelmente mitigada mais para E, em vista do posicionamento estrutural da Formação San Miguel e outras unidades superpostas. A etapa importante de subsidência precede o preenchimento de fraturas por magmas, inicialmente por diabásios e a seguir pelas rochas alcalinas. A relação geométrica entre os diques de alcalinas e as falhas principais indica que os primeiros ocupam fraturas extensionais, geradas por componentes de cisalhamento de movimentação dextral e direção E-W, aplicadas no segmento central do "rift". É feita também referência aos Recursos Naturais da Folha, focalizando a possibilidade da existência de diamantes, associados aos "pipes" de algumas das manifestações alcalinas perpotássicas.
Título em inglês
Not available.
Palavras-chave em inglês
Not available.
Resumo em inglês
The La Colmena sheet, eastern Paraguay, is located some 80Km to the SE of the capital city of Asunción. It is limited by parallels 25°45' and 26°00' S and meridians 56°45' and 57°00'W, covering about 700 Km². The sheet lies in the central, E-W trending segment of the Asunción rift, which to the W changes into the western segment, with a NW-SE direction; the poorly known eastern segment also shows this direction. The rift is the site of emplacement of most of the Mesozoic and Tertiary alkaline occurences of the "Central alkaline Province" of eastern Paraguay. The sheet can be divided into several structural blocks, limited by normal faults. The Potrero Alto block lies to the S, separated from the depressed Valle de Acahay block by the Acahay fault, an important structure that constitutes the southern limit of the rift's central segment. The San José fault, cutting the Acahay fault, occurs to the SW and limits the San José block. The southwestern part of the Valle de Acahay block is taken up by the minor Chauria block, bound to the N by the Medina (E-W direction) and Chauria (N53W direction) faults. Rhyolites and granites of the Caapucú Group constitute the Neoproterozoic to Eocambrian basement in the area. The marine sediments of the pre-Liandoverian Caacupé Group, lying on top of an erosional nonconformity, are formed by the Paraguari conglomerate (as discontinuous loutcrops) and the sandstones of the Cerro Jhú (250 m maximum thickness) and Tobatí (200 m minimum thickness) formations. The sediments cover the Potrero Alto, San José and Chauria blocks; stratigraphic markers show a fault displacement of up to 200 m between the Potrero Alto and the other blocks. The Valle de Acahay block ismainly covered by three units informally called U1 (basal, pelitic-psammitic, thickness up to 50 m), U2 (psammitic, maximum thickness 100 m) and U3 (at the top, with conglomerate showing a medium- to coarse-grained sandstone matrix, minimum thickness 165 m); silicified (tree fern?) trunks with poorly preserved structures are found in U1. The units are attributed to the San Miguel Formation (Upper Permian), that outcrops farther E. The subsidence of the of the Valle de Acahay block, and thus of the rift in its central segment, is estimated at about 1520 m, with respect to the adjacent Potrero Alto block. Also observed are rift filling sediments, correlated with the Cretaceous to Lower Tertiary Patino Formation (western segment of the rift), which here shows fragments of all regional rock types (including the alkalines ones), and recent to subrecent alluvial and colluvial deposits. Diabase dikes of the Alto Paraná Formation (equivalent to the Neocomian Serra Geral Formation in Brazil) are observed mainly in the Potrero Alto block, partly as a dike swarm, but also in other areas of the sheet. The alkaline rocks are included in the Neocomian Sapucai Formation (age group of alkaline rocks of about 130 Ma) and occur as isolated dikes and swarms (e.g., the prominent "Ybytymi swarm"), plugs, pipes, lava flows and pyroclastic deposits; they are distributed all over the sheet, but by far the highest concentration of occurences is found in the Serrania de Ybytymi. Petrographically, the rocks are trachytes, tephra-phonolites, various sorts of lamprophyres, leucite-bearing rocks with lamproitic affinity and several kinds of foid mela-syenites and foid mela-monzosyenites. Yhe whole suite is clearly potassic or perpotassic, with the exception of the trachytes. Two plugs (Cerro Medina and Dona Lili) are made up of sodic phonolites; they are assigned to the Lower Tertiary Nemby Formation (western segment of the rift) because of their petrographic similarity with the phonolite of the nearby Cerro Giménez, showing a K-Ar age of 66 Ma. Literature data and structural profiles indicate a rather important subsidence of the rift in both its central and western segments, which however must diminish significantly to the E, as suggested by the structural settings of the San Miguel and other formations. The main subsidence phase precedes the emplacement of the igneous rocks along fractures, first of the diabases and then, shortly after, of the rocks of the Sapucai Formation. The geometric relationship shown by alkaline dikes and the main limiting faults indicates that the dikes were emplaced into extensional fractures, formed as a consequence of an E-W oriented pair of shear components, with a dextral movement, acting on the central segment of the rift. Natural resources found in the area are pointed out, with emphasis on the possibility of diamond finds, supposedly associated with some of the alkaline perpotassic pipes.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Presser___Mestrado.pdf (17.12 Mbytes)
Data de Publicação
2015-09-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.