• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.44.1988.tde-22062015-132118
Documento
Autor
Nome completo
Marx Prestes Barbosa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1988
Orientador
Banca examinadora
Schorscher, Johann Hans Daniel (Presidente)
Herz, Renato
Qualifik, Paul
Sadowski, Georg Robert
Vitorello, Icaro
Título em português
Estudo do relacionamento genético de feições geológicas na região do Espinhaço meridional e adjacências (MG)
Palavras-chave em português
Geologia (Minas Gerais)
Resumo em português
A região que abrange o Quadrilátero Ferrífero, o Espinhaço Meridional e adjacências, mostra uma evolução policíclica e polimetamórfica complexa. As sequências de gnaisses, migmatitos e granulitos do Complexo Migmatito-granulítico de Minas Gerais, as associações típicas de "granite-greenstone belt" dos supergrupos Rio Paraúna e Rio das Velhas e as sequências metassedimentares dos supergrupos Minas, Espinhaço e São Francisco, de idades que variam do Arqueano ao Proterozóico Superior, mostram graus metamórficos crescentes de oeste para leste. O Fanerozóico está representado principalmente por magmatismo basáltico, provavelmente, de idade Mesozóico. O presente trabalho tem como enfoque principal o estudo fotogeológico regional, com base na interpretação de imagens de baixa resolução do satélite americano de recursos naturais LANDSAT e de mosaicos semicontrolados de RADAR do projeto RADAMBRASIL, aliada a dados geológicos (de reconhecimento de campo e bibliográficos) e geofísicos (aeromagnetométricos e aerocintilométricos). O seu principal objetivo é contribuir para o conhecimento da história evolutiva da região do Espinhaço Meridional, Quadrilátero Ferrífero e áreas adjacentes. Na análise dos dados obtidos da fotointerpretação do reconhecimento de campo e da bibliografia, foram determinadas seis direções preferenciais de esforço, levando-se em conta que os principais alinhamentos e zonas fortemente estruturadas são reflexos de estruturadas maiores em profundidade. Todas estas seis direções preferenciais de esforço estão relacionadas com movimentos diferenciais e rotacionais de blocos, com deslocamento para oeste, com intensidade crescente de norte para sul. Esta movimentação de blocos está relacionada com a diferenciação da intensidade dos esforços. Os esforços a sudeste e a leste foram de valores mais elevados que os a nordeste, provocando, nesta região, o soerguimento das rochas infracrustais, que através de ) falhas de empurrão foram colocadas em contato com as rochas de mais baixo grau metamórfico. Além disso, em resultado dessa maior intensidade dos esforços a leste e a sudeste, acompanhada de um contínio soerguimento do embasamento, ocorreu o deslocamento, por deslizamento gravitacional, dos sedimentos Minas, de seu lugar de origem, para as áreas por eles hoje ocupadas, na região do Quadrilátero Ferrífero e Rio Piracicaba. Para esta região o padrão de fraturamento das rochas do supergrupo Minas é distinto em relação ao seu embasamento autóctone, o que não é verificado na região de Itabira-Morro do Pilar, a leste da serra do Espinhaço, onde o supergrupo Minas ten um padrão congruente a para-autoctone de suas rochas. A análise fotogeológica, aliada a dados de campo e geofísicos, permitiram ainda uma melhor caracterização das principais unidades litoestratigráficas-estruturais, sendo oresultados mais significativo a extensão de maneira contínua para oeste do supergrupo rio das Velhas desde o Quadrilátero Ferrífero até a região de Pitangui-Pequi.
Título em inglês
Not available.
Palavras-chave em inglês
Not available.
Resumo em inglês
The portion of the State of Minas Gerais, of the Quadrilatero Ferrífero, of the Espinhaço Meridional and the adjacents parts has a complex policiclic and polimetamorphic evolution. The sequences of gneiss, migmatites and granulites of the Minas Gerais Migmatite-Granulite Complex, The tipical granite-greestone belts associations of the Rio Parauna and Rio das Velhas Supergroups and the metasedimentary sequences of the Minas, Espinhaço and São Francisco Supergroups, with ages ranging from Archean to Late Proterozoic, show metamorphic grades varing from slightly metamorphic rocks in the West to high in the East. There is also basaltic magmatism, which is probably of the Mesozoic age. The present regional photogeological study is based on the interpretation of low resolution images of the American Satellite of Natural Resources - LANDSAT, and SLAR images of the RADAMBRASIL project, besides geological (field works and literature) and geophysical (aeromagnetic and aerocintilometric) data. Theprincipal aim is to contribute to the knowledge of the evolutionary history of the region of the Espinhaço Meridonal, Quadrilátero Ferrífero and adjacents parts. In the analysis of the photointerpretation and existing literature and field works, six structural directions of efforts were determined, considering that the principal lineaments and strongly structured zones are reflex of deeper setructures. All this six preferential directions of efforts are related to differential and rotationl movements of the blocks with the move to the West, with higher intensity from North to the South. On the other hand, these differential and rotational movements of blocks are related to the differenciation of intensities of efforts, that is, the southeastern and eastern efforts were of higher values than those of the northeast, arousing the lifting of the infracrustal rocks, that through upthrust faults contacted lower metamorphic grade rocks. Besides, as a result of higher intensity efforts in the East and mainly in the Southeast together with a continuous lifting of the basement, occurred the move by the gravitational slipping, of the Minas sediments, from their original places to their recent areas in the Quadrilátero Ferrífero and Rio Piracicaba region. For this region the fractural pattern of the rocks of the Minas Supergroup is distinct in relation to its autochthonous basement, which does not occur in the Itabira-Morro do Pilar region, East to Serra do Espinhaço, where the Minas Supergroup presents a congruent pattern with its basement, showing autochthonous to para-autochthonous position of its rocks. The photogeological analysis and existing literature and field works better characterized the litostratigraphic-structural units. The more importat result was the continuous traced of the limits of the Rio das Velhas Supergroup form the Quadrilátero Ferrífero to the Pitangui-Pequi region, in the west part of the studies area.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-06-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.