• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.44.1987.tde-04082015-075838
Documento
Autor
Nome completo
Paulo Veneziani
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1987
Orientador
Banca examinadora
Schorscher, Johann Hans Daniel (Presidente)
Brito Neves, Benjamim Bley de
Fiori, Alberto Pio
Machado, Romulo
Qualifik, Paul
Título em português
Análise de movimentos da tectônica rúptil e rúptil-dúctil através da interpretação de produtos de sensores remotos na região do Espinhaço Meridional (MG): uma correlação com processos evolutivos
Palavras-chave em português
Espinhaço Meridional (MG)
Geofísica
Tectônica de placas
Resumo em português
As sequências metassedimentares dos supergrupos São Francisco, Espinhaço e Minas, associações típicas "granite-greenstone belt" do Supergrupo Rio Paraúna e gnaisses, migmatitos, granulitos do Complxo Migmatito-Granulítico de Minas Gerais, além de metassedimentos e intrusivas félsicas a máficas do Pré-Cambriano Indiferenciado, mostram idades que variam desde o Proterozóico Superior ao Arqueano. Apresentam graus metamórficos de anquimetamórfico a alto, em geral crescentes de W para E. Ocorrem ainda basaltos doleríticos de metamorfismo termal e basaltos não metamórficos, provavelmente mesozóicos. A região é policíclica e polimetamórfica de evolução complexa. Esforços generativos sinsedimentares combinados com compressivos orogenéticos, atuantes em repetidos períodos, foram responsáveis pela criação do arcabouço geológico estrutural da região, conferindo-lhe o caráter observado por orogênese superimpostas. Estes eventos tectônicos deixaram suas marcas impressas sob a forma de feições petrográficas e estruturais desde microscópicas a meso e macroscópicas. Movimentos da tectônica rúptil, rúptil-dúctil e dúctil são parte destes eventos e suas marcas em escala macroscópica foram analisadas em produtos de sensoriamento remoto, tais como: imagens fotográficas do MSS, RBV, TM/LANDSAT; mosaicos de radar do projeto RADAMBRASIL e mapas de isoanomalias aeromagnéticas, entre outros. As interpretações litoestratigráficas e dos registros dos eventos acima mencionados sobre os produtos utilizados, aliadas a trabalhos de campo em escala regional e pesquisa bibliográfica, permitiram uma correlação com os processos evolutivos da região. Os seguintes resultados foram obtidos: a) Elaboração do mapa litoestratigráfico-estrutural regional (anexo 1); b) Elaboração de mapas de traços de fraturas (anexos 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11); c) Elaboração do mapa de feixes de fraturamentos/conjunto de zonas de juntas (anexo 2); d) Através da análise ) da distribuição geográfica, intersecção e cruzamento de feixes e estatística de traços de fraturas, confirmou-se o controle exercido pelas direções arqueanas em torno de N-S, E-W e NW-SE (anexo 3); e) Constatou-se que em determinada fase ou estágio compressivo, sistemas de lineamentos com direções N50 a 60W apresentaram uma movimentação do tipo transcorrente sinistral e, as demais fraturas associadas, componentes de movimentos correlativos aos dos modelos de Riedel e Sandowski (anexo 4); f) Constatou-se a existência de movimentos tectônicos diferentes (compressivos e distensivos) ao longo das principais direções de fraturamentos identificáveis e correlacionáveis a fases ou ciclos tectônicos distintos; g) Levantou-se a hipótese de que ao longo da direção N50 e 60W os movimentos transcorrentes podem ter sido destrais e sinistrais no decorrer dos tempos arqueanos e proterozóicos; h) as análises supracitada integradas permitem visualizar para a história evolutiva proterozóica, da região estudada, mecanismos compatíveis com movimentos de placas restritos e em ambientes ensiálicos.
Título em inglês
not available
Palavras-chave em inglês
not available
Resumo em inglês
The study area comprises metasedimentary sequences of the São Francisco, Espinhaço and Minas Supergroups, of the Supergroup Rio Parauna which forms a typical granite-greenstone belt association, gneiss, migmatites, granulites of the Minas Gerais Migmatite-Granulite Complex and metasedimentary and mafic to felsic units (undivided Precambrian). These lithologies comprise ages ranging from Archaean to Late Proterozoic. Metamorphic grades vary from slightly metamorphic rocks (anckimetamorphic) to high grades. There are also doleritic basalts, thermally metamorphosed and non-metamorphic basalts which are probably of Mesozoic ages. The region presents a complex geologic evolution, result of policiclic and polimetamorphic events. Deformation occurred from deposition of sediments (sinsendimentary) to the compressive forces acting repeetedly during the geologic history of the region, resulting in superimposed orogenesis. These tectonic events are registered in the petrographic and structural record in micro, meso and macroscopic scale. Ruptile, ruptile-ductile tectonics which were part of the different events were analysed through remote sensing products such as images of LANDSAT (MSS, RBV and TM) radar images and aeromagnetic data. The analysis of the lithostratigraphyc units related to the geologic events described above, together with the use of remote sensing data, field work and the analysis of the existing geologic literature has allowed to established the sequence of the geologic evolution processes. The main results in this research were: a) Elaboration of a regional structural-litostratigraphyc map (annex 1); b) Elaboration of fracture traces'maps (annex 5, 6, 7, 8, 9, 10 and 11); c) Elaboration of trends of fracturing's map (set of joint zones; annex 2); d) Through the analysis of the spatial distribution, intersection and crossing of the structural trends and statistics of fracture traces it was found that structures were controlled along N-S, E-W and NW-SE directions, during the Archaean to Late Proterozoic (annex 3); e) During the compressive phase, lineament systems with directions around N50-60W experienced moviments of sinistral (transcurrent) type; the other associated fractures obeyed the models of Riedel and Sadowski (annex 4); f) Different tectonic movements were identified (compressive and distensive) along the main directions of fracturing. These movements were correlated to distincts tectonic phases or cycles; g) It is raised the hypothesis that along the directions N50-60W the transcurrent movements may have been dextral during the Archaean period and sinistral during the Proterozoic; h) Finally the analysis developed in this research permits to envisage the evolutive geologic history for the Proterozoic of the region characterized by mechanisms comparable to intraplate tectonic movements (ensialic environments).
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-08-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.