• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.44.2005.tde-31032015-112038
Documento
Autor
Nome completo
Neivaldo Araujo de Castro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2005
Orientador
Banca examinadora
Basei, Miguel Angelo Stipp (Presidente)
Dantas, Elton Luiz
Cordani, Umberto Giuseppe
Santos, Edilton Jose dos
Santos, Ticiano José Saraiva dos
Título em português
Evolução geológica proterozóica da região entre Madalena e Taperuaba, Domínio Tectônico Ceará Central (Província Borborema)
Palavras-chave em português
Ceará
Evolução Tectônica
Geologia Regional
Proterozóico
Resumo em português
O Domínio Tectônico Ceará Central (DTCC) compreende o segmento crustal integrante do Sistema Orogênico Borborema situado entre os lineamentos Senador Pompeu (sul) e Sobral Pedro Segundo (norte). Os dados disponíveis (lito-estrutruais, petrográficos, litogeoquímicos, termo-barométricos, geocronológicos e de geofísica aérea) permitem identificar três unidades lito-tectônicas principais: um embasamento de idade paleoproterozóica (com provável envolvimento de material Arqueano), um conjunto de rochas supracrustais e rochas granito-migmatíticas representantes em sua maior parte das raízes de um arco magmático. O Complexo Madalena - AIgodões-Choró (CMACH), ocorre na porção sudeste da área região estudada, constituindo-se no embasamento paleoproterozóico (2,1 Ga) da região. É composto por ortognaísses de composição quartzo-diorítica a tonalítica, aparentemente intrusivos em um sequência meta-vulcanossedimentar bimodal. A maioria das rochas deste embasamento é juvenil tendo ainda porções oriundas de protólitos neoarqueanos. As rochas supracrustais neoproterozóicas, denominadas de Rio Curú-Itataia-Independência (SCRCII), são constituídas por paragnaisses aluminosos, por vezes migmatíticos, metavulcânicas máficas e félsicas, mármores, rochas calciossilicáticas e quartzitos. As informações disponíveis indicam que o vulcanismo e a sedimentação, esta cuja área fonte seria o embasamento paleoproterozóico, tiveram início em ~ 0,77 Ga. Dados radiométricos do Complexo Tamboril-Santa Quitéria (CTSQ), formado por rochas granitóides de provável raíz de um arco magmático neoproterozóico, indicaram que a evolução desse arco teria ocorrido entre 0,62 e 0,60 Ga. Os migmatitos bandados, denominados de Lagoa Caiçara, de idade pouco mais antiga, mas ainda associados à evolução do arco, originaram-se a partir de uma associação vulcano-sedimentar. A estruturação da região está associada a instalação de um sistema neoproterozóico de nappes que afetaram tanto as rochas supracrustais quanto seu embasamento com sentido de transporte inicialmente para SSW e, posteriormente, para ESSE. As idades mais antigas para o metamorfismo estão no intervalo 0,64 e 0,63 Ga, registradas também, em retro-eclogitos que indicaram pressões entre 14 e 17 Kb e temperaturas entre 700-800 °C. Idades semelhantes estão presentes nos granitóides do CTSQ, atestando a contemporaneidade entre o magmatismo e o metamorfismo/deformação. O principal agrupamento de idades, incluindo-se as monazitas, está ao redor de 0,6 Ga, interpretadas como representativas do clímax térmico-deformacional da região, durante o qual foram gerados a foliação metamórfica principal Sn e a maior parte dos granitóides do arco. As rochas afetadas pelas zonas de cavalgamento tardias, com provável idade ao redor de 0,56Ga, registram paragêneses minerais de mais baixa temperatura que as observadas na foliação Sn. Longe destas zonas, a foliação Sn parece ter sofrido apenas dobramentos de diferentes intensidades. Os hidrotermalitos uraníferos da região de Itataia, com idade de 0,59 Ga (Ar-Ar em anfibólio), seriam posteriores a foliação metamórfica regional Sn e pouco anteriores as zonas de cisalhamento tardias. As idades Ar-Ar mais jovens ao redor de 0,55 Ga, indicam a época do resfriamento regional, após o qual teria ocorrido a colocação dos granitóides pós-orogênicos do tipo Serrote São Paulo e Complexo Anelar Quintas cuja idade está ao redor de 0,47 Ga (U-Pb em zircão). As características híbridas destes granitóides indicam uma provável interação entre o embasamento paleoproterozóico (rochas tipo CMACH) e porções mantélicas. O cenário geotectônico neoproterozóico proposto envolve subducção de crosta oceânica no sentido N-NW, geração de arco magmático e colisão continental. Esse processo, representa as sucessivas etapas de um Ciclo de Wilson com intervalo de 200 Ma entre a sedimentação e os granitóides anorogênicos.
Título em inglês
Not available.
Palavras-chave em inglês
Not available.
Resumo em inglês
The Ceará Central Tectonic Domain (CCTD), part of Borborema Orogenic System, comprises the crustal segment between the Senador Pompeu (to the south) and Sobral-Pedro Segundo (to the north) lineaments. The available data (litho-structural, petrographic, lithogeochemistry, geochronological, termobarometric and airborne geophysics) indicate three major litho-tectonic units: a paleoproterozoic basement (with some Archean protholiths), an association of neoproterozoic supracrustal metamorphic rocks and arc-related granitoid-migmatitic association. The Paleoproterozoic basement (2.13Ga), called Madalena-Algodões-Choró Complex (MACHC), is composed of quartz-diorite to tonalitic orthogneisses intrusives in a bimodal metavolcanosedimentary sequence. The predominance of Paleoproterozoic Nd model ages suggest a juvenile origin for these rocks with some rocks also indicating Neoarchaean protoliths. Rio Curú-Itataia-Independência Neoproterozoic supracrustal rocks (RCIISC), in which volcanism and sedimentation started around 0.77 Ga, is represented by an association of aluminons migmatitic paragneisses, mafic to felsic metavolcanic rocks, marbles, calc-silicate rocks and quartzites. Most of their sedimentary protoliths come from different sources located in the Paleoproterozoic basement. Radiometric data from the Tamboril-Santa Quitéria Complex (TSQC), composed of neoprotorozoic arc-related granitoids, indicate ages ranging from 0.62 to 0.6 Ga. On the eastern border these granitoids have also interacted with the metavolcanosedimentary units forming the Lagoa Caiçara migmatites. A Neoproterozoic nappe system developed between 0.64 and 0.60 Ga involving both the supracrustal rocks and its basement is proposed for the region. The oldest metamorphic ages range from 0.64 to 0.63 Ga, to which a tectonic transport to SSW and eclogite-facies metamorphism (P~14-17Kb and T~750-800 °C; are associated. Similar ages related to the oldest arc-related granitoid, argue for the contemporaneity between magmatism and metamorphism/deformation. The magmatic, metamorphic and deformational climax registered in all units occured around 0.6 Ga (including most U-Pb monazite ages). The rocks associated to the main late thrust zones (around 0,56Ga) register lower-temperature mineral assemblages than those found in the Sn planes. This late foliation (Sn+1) in normally mylonitic and is restricted only to the shear zones. The uraniferous hydrothermal deposits from ltataia, whose best age 0.59 Ga (Ar-Ar in amphibole) was not affected by Sn and predates the late shear zones. The youngest Ar-Ar ages, obtained in micas, indicate that 0.55Ga is the main regional cooling period, after which the region was only affected by the 0,47Ga postorogenic granitoid rocks such as Serrote São Paulo-type and Quintas anelar Complex. The geochemical and isotopic characteristcs of these rocks suggest a paleoproterozoic basement plus mantle material contribution to the genesis of these granitoids. A geotectonic scenario involving an N-NW oceanic crust subduction, magmatic are generation and continental collision is proposed, representing the different stages of a 200Ma Wilson Cycle.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Castro_Doutorado.pdf (39.68 Mbytes)
Data de Publicação
2015-04-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.