• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.44.2003.tde-30092015-111329
Documento
Autor
Nome completo
Leonardo Fadel Cury
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2003
Orientador
Banca examinadora
Siga Júnior, Oswaldo (Presidente)
Fiori, Alberto Pio
Vlach, Silvio Roberto Farias
Título em português
Geocronologia e litogeoquímica dos stocks graníticos da porção sudeste da Faixa Apiaí, estado do Paraná
Palavras-chave em português
Geocronologia
Paraná
Rochas graníticas
Tecnologia petroquímica
Resumo em português
Os stocks graníticos de Cerne, Passa Três, Rio Abaixo e Sienito Capivara são representados por corpos elípticos, alongados segundo a direção NE-SW (granitos do Cerne e Passa Três) ou com formas "ovóides" (Granito Rio Abaixo e Sienito Capivara). Estes corpos são intrusivos nos metassedimentos da porção sudeste da Faixa de Dobramentos Apiaí, no Estado do Paraná. O Granito do Cerne é expresso predominantemente por biotita-sienogranitos, monzogranitos e quartzo-sienitos (mais raros), com textura xenomórfica à hipidiomórfica, inequigranular média à megacristais de microclínio, estes freqüentemente pertitizados. De modo geral este maciço apresenta-se isótropo ou com foliação magmática insipiente em seu interior, ou deformado próximo aos contatos com as encaixantes. Essa deformação, predominantemente rúptil-dúctil, associa-se a zonas de cisalhamento de alto ângulo (transcorrências), desenvolvendo termos protomiloníticos e miloníticos. O Granito Passa Três é petrograficamente e estruturalmente semelhante ao Granito do Cerne (principalmente aos sienogranitos), distinguindo-se por praticamente não apresentar biotitas. Destaca-se uma marcante fase hidrotermal, caracterizada por veios de quartzo métricos, penetrativos, com sulfetos associados à mineralização de ouro. O Granito Rio Abaixo é composto predominantemente por biotita-monzogranitos e sienogranitos com textura semelhante aos granitos do Cerne e Passa Três (xenomórfica à hipidiomórfica, inequigranular média à megacristais de microclínio). Apresenta forma ovóide e seus contatos são marcados por zonas de cisalhamento predominantemente rúpteis. O Sienito Capivara é representado por quartzo-sienitos e álcali-feldspato-sienitos, com textura hipidiomórfica, inequigranular média à megacristais de microclínio. Mostra foliação de fluxo, bem como uma clivagem de fratura marcante em toda intrusão. Essas rochas mostram semelhanças litogeoquímicas com os granitos tipo-A, porém, bastante enriquecidas em Ba, Sr e Zr. Os granitos Cerne, Passa Três e Rio Abaixo parecem relacionar-se à uma série aluminosa, enquanto o Sienito Capivara apresenta assinatura semelhante à rochas das séries alcalinas. As idades modelo Sm-Nd (TDM) indicam o intervalo 2.200-2.000Ma (Paleoproterozóico) como principal período de diferenciação manto / crosta dos protolitos dos maciços graníticos Cerne, Passa Três, Rio Abaixo e Sienito Capivara. Os valores de 'épsilon IND. Nd', quando calculados para época de formação desses corpos graníticos, mostram-se negativos (valor médio de aproximadamente -15), caracterizando longo período de residência crustal dos protolitos dessas rochas. O Monzolito Chacrinha, também abordado neste trabalho, mostra características litogeoquímicas distintas as demais intrusões estudadas. Encontra-se localizado como pequenas intrusões à oeste do Granito do Cerne, caracterizado por quartzo-monzonitos associados aos diques de diabásio de direção NW-SE, que cortam intensamente a região. Os dados U-Pb dos granitos Cerne, Rio Abaixo e Sienito Capivara se caracterizaram pela presença de zircões (normalmente prismáticos e biterminados) com heranças isotópicas. Os pontos analíticos posicionam-se discordantes no diagrama concórdia, definindo melhores idades nos interceptos inferiores em 563 '+ ou -' 34Ma (Granito do Cerne), 564 '+ ou -' 63Ma (Granito Rio Abaixo) e 553 '+ ou -' 9Ma (Sienito Capivara), interpretados como época de cristalização / recristalização desses zircões e conseqüentemente de formação desses maciços graníticos. Os interceptos superiores mostram-se bastante imprecisos (entre 2.2 e 2.7Ga), evidenciando uma importante componente de herança. Esta herança é melhor caracterizada pela técnica de evaporação de monocristais de zircão em filamento do espectrômetro, definindo idade de 2295 '+ ou -' 150Ma. Adicionalmente, foi determinado o padrão isotópico dos sienogranitos miloníticos do Núcleo Betara, ao sul do Granito do Cerne. Foi obtida idade U-Pb em zircão de 1750 '+ ou -' 7Ma, relativa a cristalização / formação desses sienogranitos, associados à eventos tafrogenéticos durante o período Estateriano. Análise Ar-Ar realizada em biotitas do Granito do Cerne indicou idade de 557 '+ ou -' 2Ma, bastante próxima a obtida para formação deste corpo (563 '+ ou -' 34Ma). Tal valor relaciona-se ao resfriamento dessas rochas a temperaturas inferiores a 250-300ºC, sugerindo período relativamente curto entre a colocação, cristalização e exumação da intrusão. A intrusão dos stocks graníticos do Cerne, Passa Três, Rio Abaixo e Sienito Capivara parece associar-se à tectônica de alto ângulo, durante a fase final do regime de transpressão. Representam um magmatismo pós-orogênico em relação ao arco magmático Três Córregos - Cunhaporanga (630-590Ma) e tardi-orogênico no contexto da Faixa de Dobramentos Apiaí, relacionados aos estágios finais de transpressão, estando a colocação desses corpos intimamente associadas às zonas de cisalhamento transcorrente e desenvolvimento das grandes estruturas antiformais e sinformais.
Título em inglês
Not available.
Palavras-chave em inglês
Not available.
Resumo em inglês
The Cerne, Passa Três, Rio Abaixo and the Capivara Syenite granitic stocks crop out as NE-SW-elongated, elliptical (Cerne and Passa Três granites) or ovoid-shaped (Rio Abaixo Granite and Capivara Syenite) bodies, intrusive in the metasediments of the southeastern portion of the Apiaí Fold Belt in the State of Paraná. The Cerne Granite is predominantly composed of biotite syenogranites, monzogranites and (rarer) quartz syenites, with xenomorphic to hypidiomorphic texture, medium-grained inequigranular to porphyritic, with frequently perthitic microcline megacrysts. Generally speaking, this massif is isotropic or presents incipient magmatic foliation in its inner portions, or is deformed close to the contacts with the host rocks. This predominantly brittle-ductile deformation is associated with high-angle (transcurrent) shear zones, developing protomylonitic and mylonitic terms. The Passa Três Granite is petrographically and structurally similar to the Cerne Granite (in special to the syenogranites), differing only in the almost total absence of biotite. A hydrothermal phase stands out, characterized by penetrative, meter-sized quartz veins with sulfides associated with gold mineralization. The Rio Abaixo Granite is composed predominantly of biotite monzogranites and syenogranites. Its texture is similar to the Cerne and Passa Três granites (xenomorphic to hypidiomorphic, medium-grained inequigranular to porphyritic, with microcline megacrysts). It is ovoid-shaped and its contacts are marked by predominantly brittle shear zones. The Capivara Syenite is represented by quartz syenites and alkali feldspar syenites, with hypidiomorphic texture, medium-grained inequigranular to porphyritic, with microcline megacrysts. It shows flow foliation, as well as marked fracture cleavage throughout the intrusion. These rocks show lithogeochemical similarities with type-A granites, but are very enriched in Ba, Sr and Zr. The Cerne, Passa Três and Rio Abaixo granites are possibly more related to an aluminous series than the Capivara Syenite, which is more characteristic of the alkaline series. Sm-Nd (TDM) model ages indicate the 2200-2000 Ma interval (Paleoproterozoic) as the main period of mantle/crust differentiation of the Cerne, Passa Três, Rio Abaixo and Capivara Syenite massifs. 'épsilon IND. Nd' values, when calculated at the time of formation of the granitc bodies, are negative (average values around minus 15), characterizing long crustal residence period of the protoliths. The Chacrinha Monzonite, also included in this study, shows lithogeochemical characteristics distinct from the nearby intrusions. It is located west of the Cerne Granite and crops out as small intrusions characterized by quartz monzonites associated with NW-SE-striking diabase dikes that intensely crosscut the region. Cerne, Rio Abaixo and Capivara Syenite granites are characterized by (in general prismatic and biterminated) zircons showing isotopic heritages. The analytical points plot discordantly on the concordia diagram, defining the best ages at the lower intercepts: 563 '+ ou -' 34 Ma (Cerne Granite), 564 '+ ou -' 63 Ma (Rio Abaixo Granite) and 553 '+ ou -' 9 Ma (Capivara Syenite), interpreted as the crystallization / recrystallization time of these zircons and consequently of the granitic massifs formation. The upper intercepts are very imprecise (between 2.2 and 2.7 Ga), evidencing an important heritage component. This heritage is best characterized by the evaporation technique using zircon monocrystals directly on the spectrometer filament, which defines a 2295 '+ ou -' 150 Ma age. Additionally, the isotopic pattern of the Betara Nucleus, south of the Cerne Granite, was determined. A U-Pb age in zircon of 1750 '+ ou -' 7 Ma was obtained, related to the crystallization / formation of these syenogranites, associated with taphrogenetic events that took place during the Statherian period. Ar-Ar analyses of the Cerne Granite biotites yielded a 557 '+ ou -' 2 Ma age, very close to that obtained for the formation of this body (563 '+ ou -' 34 Ma). Such values are related to cooling at temperatures lower than 250-300 ºC, suggesting a relatively short period encompassing emplacement, crystallization and exhumation of the intrusion. The intrusion of the Cerne, Passa Três, Rio Abaixo and Capivara Syenite granitic stocks seems to be associated with the high-angle tectonics that took place during the final phase of a transpression regime. They represent a post-orogenic magmatismo (~560 Ma) in relation to the Três Córregos - Cunhaporanga magmatic arc (630-590 Ma), and are tardi-orogenic in the Apiaí Fold Belt context, related to its transpression final stages. The emplacement of these bodies is intimately associated with transcurrent shear zones and the development of the major antiformal and synformal structures.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Cury___Mestrado.pdf (19.57 Mbytes)
Data de Publicação
2015-09-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.