• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.44.1996.tde-15012013-152944
Documento
Autor
Nome completo
Nolan Maia Dehler
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1996
Orientador
Banca examinadora
Machado, Romulo
Sadowski, Georg Robert
Simoes, Luiz Sergio Amarante
Título em português
Análise geométrica e cinemática dos metassedimentos da Klippe de Ijaci, Sul de Minas Gerais
Palavras-chave em português
Geologia
Sedimentologia
Resumo em português
O presente trabalho foi desenvolvido na região de Ijaci, sul do estado de Minas Gerais, enfatizando a análise estrutural (geométrica e cinemática) e microtectônica, de rochas metassedimentares correlacionáveis ao Grupo São João Del Rei, na região. Para tanto realizou-se mapeamento geológico-estrutural na escala de detalhe (1:25000). Foram separados dois domínios litoestruturais na área estudada: o domínio do embasamento, composto por ortognaisses graníticos a granodioríticos com graus variados de gnaissificação, caracterizado por uma foliação tectônica de direção E-W e mergulhos íngremes para sul ou para norte; e o domínio da cobertura metassedimentar, composta por mármores na base, com intercalações de níveis ou lentes de rochas metapelíticas, e, no topo, por uma sequência estratificada de quartzitos micáceos e muscovita-clorita filitos, localmente grafitosos. A pirita está presente como porfiroblastos por toda e sequência metassedimentar, e os mármores são localmente ricos em H2S. A cobertura metassedimentar é caracterizada por uma foliação tectônica principal, com caimento suave, predominantemente para sul. Associados à foliação principal ocorre uma lineação de estiramento-mineral de mergulho (dip), ou levemente oblíqua, e indicadores cinemáticos, como pares de foliações S-C, dobras consistentemente assimétricas e dobras em bainha, indicando conjuntamente um transporte tectônico para NNW. A presença destas estruturas demonstra a natureza não-coaxial da deformação cisalhante, associada à geração da foliação principal. A ausência deste estilo estrutural nas rochas do embasamento, juntamente com a diferença de ductibilidade entre os dois domínios litoestruturais e as estruturas acima descritas, sugere uma aloctonia das rochas da cobertura. A paragênese das foliações S-C, constituída por muscovita + clorita + biotita + quartzo nos metapelitos, indicam que ambas as foliações foram originadas sob as mesmas condições de P e T, características do fácies xisto-verde, zona da biotita. Num estágio tardio, mas ainda associado à fase de deformação principal, desenvolveram-se dobras assimétricas, com vergência para norte e eixos de direção E-W e WSW-ENE, e provavelmente planos de cisalhamento rúpteis, subparalelos à foliação principal, associados ao crescimento de fibras, indicando mesma vergência da tectônica dúctil. Posteriormente ao desenvolvimento das dobras E-W, houve a instalação de planos de cisalhamento discretos (shear bands), com assimetria indicando uma movimentação extensional. Estes planos, assim como as demais estruturas previamente formadas, foram afetadas por dobras suaves, com eixos na direção N-S e com mergulhos suaves para sul. Outras estruturas, provavelmente as mais jovens encontradas na área estudada, são zonas de cisalhamento rúpteis-dúcteis, nas direções E-W e NNE, associadas à reativações de direções estruturais mais antigas, presentes nas rochas do embasamento. Estas estruturas provavelmente tiveram um importância fundamental na preservação dos metassedimentos estudados. A fase de deformação principal observada nas rochas da cobertura, não envolveu as rochas do embasamento, sugerindo que as rochas da cobertura tenham sofrido uma deformação do tipo epidérmica (thinn skin), localizando assim a região, do ponto de vista geotectônico, na zona externa do orógeno, cuja parte mais interna estaria a sul.
Palavras-chave em inglês
não informadas pelo autor.
Resumo em inglês
The present work was undertaken in the Ijaci region, southern Minas Gerais state, and involved geological maping, emphasizing geometric and kinematic analysis of the structures in the meta-sedimentary cover. Two litostructural domains were distinguished: the basement domain, composed by granitic and granodioritic orthogneisses, with a steep plunging EW tectonic foliation; and the meta-sedimentary cover domain, composed by marbles at the base, and pelites and quartzites at the top. The meta-sedimentary cover is characterized by a sub-horizontal tectonic foliation, that plunges gentlly to the south. In the plane of tectonic foliation of the metasediments, a down plunge mineral-streching lineation was recognized with shear sense indicators, such as S-C foliations planes, assymetrical folds and sheath folds, that indicates top to NNW sense of shear. Microtectonic data suggest that the S and C foliation planes formed at the same time, under greenschist metamorphic conditions ( biotite zone ). This structural style is absent from in the basement rocks. This fact and the ductility contrast between the two lithostructural domains suggest a allocthonous character for the meta-sedimentary cover. In the late stage of the compressive evolution, folds with sub-horizontal hinge lines, plunging to the WSW direction were developed. After the compressive evolution, conjugated assymetrical extensional shear bands, with NE-SW general trend, and open folds, with hinge lines plunging gently to the south were developed. Probably the youngest structures observed in the cover are ductil-ruptil shear zones, subparallel to the old structural trend of the basement domain. Finally, it is concluded that the meta-sedimentary cover forms a klippe, and that it was affected by thin-skin tectonics, with thrust movements vergent to the foreland. Hence, the studied rocks may be localized in the extemal parts of a orogen, with internal parts localized in the south.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Dehler_mestrado.pdf (24.77 Mbytes)
Data de Publicação
2013-01-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.