• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.44.1996.tde-29092015-143905
Documento
Autor
Nome completo
Karl Heinz Bauermeister
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1996
Orientador
Banca examinadora
Macedo, Arlei Benedito (Presidente)
Herrmann, Hildebrando
Souza, Irineu Marques
Título em português
Distribuição e disponibilidade das áreas de extração de areia para a construção civil, visando o abastecimento da região metropolitana de São Paulo
Palavras-chave em português
Construção civil
Materiais de construção
Resumo em português
Esta dissertação constitui um levantamento integral de dados relativos à extração de areia visando o abastecimento da construção civil da RMSP. Foram analisados praticamente todos os portos de areia que atualmente abastecem a RMSP, atingindo um raio de 250 km, tendo sido levantados dados da documentação de extratoras de campo junto às mesmas. Foram identificados os tipos de areia produzidos, tendo sido enquadrados em cinco tipos básicos: areia tipo duna, tipo vale do Paraíba, tipo morro, tipo pó de pedra e tipo impura, determinando-se as diversas regiões produtoras de cada tipo, bem como as unidades geológicas produtoras das mesmas. As diversas áreas atualmente produtoras foram agrupadas em cinco grandes distritos areníferos, sendo o Distrito Arenífero (DA) do vale do Paraíba responsável por mais da metade da atual produção visando o abastecimento da RMSP, vindo em segundo lugar o DA da RMSP e embasamento cristalino. Foram definidos ainda os DA do Vale do Ribeira, o DA da Bacia do Paraná e o DA do Sudoeste de Minas. Estes foram subdividos em diversos subdistritos areníferos, de acordo com as formações geológicas existentes. Os diversos tipos de extração e beneficiamento também foram identificados, assim como os aspectos legais limitantes à atividade e os principais problemas do setor. O levantamento efetuado permitiu identificar a produção de cada município/região, onde se constatou que os municípios do vale do Paraíba são os maiores abastecedores de areia à RMSP, com cerca de 57% do total. Os maiores fornecedores de areia para RMSP são os municípios de Tremembé, Mogi das Cruzes, Caçapava, e Jacareí, todos enviando mais de 100.000m³/mês. Além destes, fora o município de Taubaté, todos os demais enviam menos de 50.000m³/mês de areia para a RMSP. Outro dado relevante identificado estudo é que o consumo de areia para a construção civil da RMSP encontra-se atualmente em torno de 1 milão de m³/mês. Após a definição de diferentes tipos de recursos, calculou-se a vida útil dos recursos das diversas áreas analisadas, considerando-se algumas variáveis do ponto de vista legal e econômico. Estes dados puderam indicar que o abastecimento da RMSP deverá nas príximas duas décadas continuar dependendo em mais de 50% da areia do vale do Paraíba. Os recursos da RMSP específica (excluída a sub-região de Mogi das Cruzes) limitam-se a pouco mais de 10 anos, mantidas as atuais restrições. A bacia di Paraná mostra-se como a região que terá maior participação no atendimento à demanda crescente, devendo substituir no futuro o esgotamento das demais regiões. Assim prevê-se que dentro de 30 anos a produção do vale do Paraíba deverá deslocar-se para esta região, somente remanescendo pequenos portos para o abastecimento local. Algumas áreas produtivas na região de Mogi das Cruzes, e eventualmente no vale do Ribeira, deverão continuar durante muitos anos abastecendo ainda a RMSP, porém em escala bem inferior à bacia do Paraná.
Título em inglês
Not available.
Palavras-chave em inglês
Not available.
Resumo em inglês
This thesis is the first complete survey of data on sand mining to supply civil construction in the São Paulo Metropolitan Region. All sand pits which supply sand to the SPMR were studied, in a range of 200 Km, with document and field surveys. Five types of sand products were identified: dune type, Paraíba valley type, hill type, rock powder type and impure type, together with the production area and geological unit related to every type. The present producing areas were grouped in five sand districts, being the Paraíba valley district SD responsible for more than half of the production for the SPMR, followed by the SPMR and the crystalline basement SD, being also defined Vale do Ribeira, Paraná basin and Southwest Minas Gerais sand districts. The different types of extraction and processing, as well as the legal aspects and main problems affecting this sector were identified. The survey made possible to determine the production of every municipality/region, leaded by Paraíba Valley municipalities, with 57% of the production, and Taubaté, Mogi das Cruzes, Caçapava and Jacareí sending to the SPMR more than 100,000 m³/month. All other municipalities, with the exception of Taubaté, send less than 50,000 m³/month. The total demand is around 1,000,000 m³/month. The life-time of the different types of reserves was calculated, taking into consideration geological, legal and economic caviables. From these data it is possible to expect that the region will remain to be supplied by the Paraíba valley region for the next 20 years. The reserves from the SPMR proper (without Mogi das Cruzes) are limited to ten years. The Paraná basin region will grow its share of the supply, replacing the Paraíba valley region, which will keep only small operations for the local market. In a smaller scale some areas of the Mogi das Cruzes and possibly of the Ribeira valley will remain supplying the SPMR for many years.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-09-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.