• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.44.1990.tde-21082015-130642
Documento
Autor
Nome completo
Agenor Pereira Souza
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1990
Orientador
Banca examinadora
Basei, Miguel Angelo Stipp
Egydio-Silva, Marcos
Soares, Paulo Cesar
Título em português
Mapa geológico na escala 1: 50.000 e esboço da evolução tectônica e sedimentar do Grupo Itaiacoca, nas folhas Barra do Chapéu e Ouro Verde - SP/PR
Palavras-chave em português
Geotectônica
Mapeamento Geológico
Resumo em português
Este trabalho propõe compartimentação litoestratigráfica do Grupo Itaiacoca, nas folhas Barra do Chapéu e Ouro Verde, a SW do Estado de São Paulo e NE do Estado do Paraná. O Grupo Itaiacoca, uma sequência sedimentar de idade do Proterozóico inferior à médio, apresenta grau metamórfico do fácies xistos verdes. Através de mapeamento geológico em escala 1:50.000 da realização de perfis liroestratigráfico-estruturais de detalhe e da observação de estruturas geopetálicas, foram reconhecidas e ordenadas quatro unidades litoestratigráficas maiores. Sua correlação lateral é entendida, dentro de evolução paleogeográfica da Bacia Itaiacoca, através de grandes eventos de variação relativa do nível do mar. Formação Bairro da Estiva, basal ao Grupo Itaiacoca na área mapeada - sequência metarrudítica-psamítica continental, provavelmente de leques aluviais e/ou fanglomerados depositados em calhas profundas de um "rift" continental ("grabens"/"horsts"); Formação Água Nova - sequência metapelitica-carbonatica transgressiva de plataforma continental interna a externa; Formação Serra do Macaco, sequência quartzitica regressiva de linha de costa, com termos pelíticos-arenosos e transgressivos no topo; Formação Bairro dos Campos, sequência metadolomítica de plataforma carbonática com termos impuros arenosos costeiros (setor SE) e pelíticos de águas mais profundas (setor NW). A hierarquização das estruturas planares e lineares possibilitou o reconhecimento de quatro fases de dobramentos superimpostos sendo duas sin-xistosas (F1 e F2 gerando as foliações S1 e S2, geralmente paralelas à S0); uma tardi-xistosa (F3) e uma pós-xistosa (F4). A estruturação da área ocorre através de amplas dobras holomórficas e cilíndricas de 3ª geração de flancos normais a ligeiramente assimétricos, que plungeiam para NE e SW. Localmente ocorrem dobras D2 (coaxiais a D3) de flanco inverso e predomínio de foliacao plano axial mergulhando para SE. Dobramentos suaves D4 afetam transversalmente as estruturas anteriores produzindo figuras de interferência do tipo "caixa de ovos". Falhamentos dúcteis e rúpteis com direções NE-SW, E-W e NW-SE completam o arcabouço estrutural da área. Intrusões graníticas do Proterozóico superior, de natureza pré e tardi e pós-colisional são comuns nos metassedimentos e também em rochas do Complexo Granitóide Três Córregos e Cunhaporanga. O conjunto de evidências enumeradas, sugere para o Grupo Itaiacoca uma evolução de caráter policíclico, entre o Proterozóico medio e Cambriano inferior. Os esforços compressivos da 3ª e 4ª fase de dobramentos podem ser relacionados a um episódio de colisão continental, entre o Proterozóico superior e o Cambriano inferior. Isto remete as primeiras e a segunda fase de deformação e eventos anteriores à colisão, talvez ocorridos em margem continental do tipo Cordilheirano no Proterozóico médio.
Título em inglês
Not available.
Palavras-chave em inglês
Not available.
Resumo em inglês
Geological mapping on a scale 1:50.000, plus lithoestratigraphic and structural analysis, has led to the formal stratigraphic subdivision of the metasedimentary rocks of the Itaiacoca Group, sowthwestern State of São Paulo and northeastern State of Paraná, Brazil. The Itaiacoca Group consists of a lower to middle Proterozoic sedimentary sequence exhibiting greenschists facies metamorphism. Four main lithoestratigraphic units are proposed and they are understood to represent different stages in the paleogeographic evolution of the Itaiacoca basin. They are, from the base upwards: Bairro da Estiva Fm - a psammitic to rudaceos continental sequence related to alluvial fans and/or fanglomerates deposited in deep grabens associated with continental rifting; Água Nova Fm - A politic to carbonatic sequence becoming more psammitic (siliciclastic), interpreted as representing progressive internal to external shelf sedimentation during a rise in sea level; Serra do Macaco FM - A predominantly quartzitic sequence deposited regressive shoreline conditions with an increase up wards in politic sediments possibly due to a new rise in relative sea level; Bairro dos Campos Fm - A dolomitic carbonate shelf sequence, with shoreline dolostones in the SE sector and deeper shelf dolomudstones in the NW sector. Four-phases of folding have been identified: the first and second were linked to metamorphic fhenomena; the third occurred during late-metamorphism; and last was pos-metamorphic. The main structural framework of the area reflects the holomorphic folding of the third phase. These folds are cylindrical with normal to asymmetric limbs, and NE- to SW- plunging axes. Second-phase folds are locally coaxial with third-phase folds. They have inverted limbs and plan-axial foliation with SE dips. Four-phase folds are open and transverse to earlier structures which results in type 1 interference patterns. Fault zones exhibit ductile and ruptile behaviors and NE-SW, E-W, and NW-SE strike directions. Pre and late-to post-collisional granitic bodies, late Proterozoic in age, are intrusive into metessedimentary rocks and Três Córregos, Cunhaporanga Granitic Complex. Also the third and fourth folding phases are related to continental collision events, at the late Proterozoic to the early Cambrian age. Earlier first and second phases are more property related to previous tectonic events, like cordillera subduccion during the Middle Proterozoic.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Souza_Mestrado.pdf (16.35 Mbytes)
Data de Publicação
2015-08-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.