• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.44.1986.tde-18102012-134532
Documento
Autor
Nome completo
Kei Sato
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1986
Orientador
Banca examinadora
Kawashita, Koji (Presidente)
Figueiredo, Mario Cesar Heredia de
Qualifik, Paul
Título em português
Síntese Geocronológica do Estado da Bahia e Evolução Crustal, com base no Diagrama de Evolução do Sr e Razões Iniciais Sr87/ Sr86".
Palavras-chave em português
Geocronologia - Bahia
Resumo em português
Com a aplicação de métodos convencionais (análise bibliográfica e trabalhos de laboratórios), foi possível, como uma primeira tentativa, elaborar-se uma evolução Crustal e uma síntese geocronológica para o território baiano (parte nordeste do Craton de São Francisco). Na elaboração da evolução crustal, foram utilizados diagramas de evoluções do Sr. Nestes diagramas utilizam-se parâmetros como '('ANTPOT.87 Sr'/'ANTPOT.86 Sr') IND.i', idade e relação 'ANTPOT.87 Rb'/'ANTPOT.86 Sr'. As, medidas das razões iniciais do Sr são extremamente críticas, isto é, a variação da RI do manto, desde os primórdios da formação da Terra, a 4,55 Ga., até hoje, é apenas da ordem de 0,005 (0,699 a 0,704). Para atender esta finalidade, foi efetuado um levantamento bibliográfico completo, sobre diversas técnicas de regressão linear, e uma avaliação dos modelos existentes. A razão inicial do Sr foi utilizada como traçador radiogênico natural, nos estudos das petrogêneses das rochas, tendo sido, em alguns casos, complementados com idades modelos Sm/Nd e valores de 'u IND.1' ('ANTPOT.238 U'/'ANTPOT.204 Pb'). Quanto à síntese geocronológica, foi baseada nos trabalhos anteriores, existentes na área em estudo, integrando-os com os novos dados radiométricos. De uma forma em geral, podemos destacar uma série de importantes inferências, conforme se segue: 1. ARQUEANO INFERIOR-MÉDIO-- 3000 Ma. No interior da Bahia, encontram-se vários registros radiométricos, na forma de núcleos isolados e preservados, como Boa Vista, Sete Voltas, Mutuipe, Capim, etc. Fica claro, que estes dados são, ainda, conhecidos para áreas muito dispersas, e não se pode, ainda, caracterizar um ciclo geotectônico/geodinâmico bem definido, para esta etapa do tempo geológico na Bahia. 2. ARQUEANO SUPERIOR -- 3000-2500 Ma. O clímax do evento tectono-magmático do embasamento, no Craton de São Francisco, ocorreria entre 2650 a 2850 Ma., em território baiano, principalmente no complexo granulítico Jequié. 3. PROTEROZÓICO INFERIOR -- 215O-1800 Ma. Ciclo Transanazônico (2150-1750) Ma.. É caracterizado, neste ciclo, por faixas móveis Salvador - Juazeiro (porção oriental do Estado) e regiões de Correntina/Guanambi (porção ocidental). A borda oriental (complexo Jequié e região de Itabuna-Salvador-Juazeiro) sofreu importante soerguimento, promovendo a ascensão de rochas formadas em grandes profundidades aos níveis superiores, entre 1800 e 1700 Ma., conforme indica a maioria dos resultados K-Ar. 4. PROTEROZÓICO MÉDIO -- 1800-1000 Ma. No início do Ciclo Espinhaço, desencadeou-se com as fases terminais do Ciclo Transamazônico (1,7 - 1,8 Ga), como parecem indicar os processos tectono-magmáticos (metariolitos R. dos Remédios e granitos de Lagoa Real). O clímax deste desenvolvimento é estimado em 1300 ± 100 Ma., pelo metamorfismo regional dos pelitos, seguido de eventos anorogênicos da ordem de 1000 ± 100 Ma.. 5. PROTEROZÓICO SUPERIOR -- lOOO-570 Ma.. No início do Proterozóico Superior é marcado, conforme pode ser observado, pela deposição do Grupo Bambuí e de seus prováveis cronocorrelatos (Una, R. Pardo, Miaba, etc.). A idade máxima, encontrada até o presente momento, apresenta-se, para a deposição do Grupo Una, com uma isócrona de 900 Ma., obtidas nas frações finas. Eventos precoces, não muito bem caracterizados no Proterozóico Superior, entre 1000 e 700 Ma., ocorrem com certa freqüência nas regiões limítrofes do Estado da Bahia. A fase principal de dobramentos e metamorfismo regional, do Ciclo Brasiliano, situa-se em torno de 500 a 700 Ma.. A maioria dos dados K-Ar, indica resfriamento final entre 450 e 600 Ma., nos Sistemas de Dobramentos Marginais e Espinhaço (aparente reativação plataformal no Brasiliano). Com base nos diagramas de evoluções do Sr, pode-se observar os seguintes fatos: 6. A idade modelo Sm/Nd T(CR) e a extrapolação da linha de evolução do Sr, dos tonalitos de Boa Vista, aponta-nos uma das primeiras crostas primitivas, como núcleo isolado, há cerca de 3700 Ma., preservado no Craton de São Francisco. 7.Acreções e retrabalhamentos da crosta primitiva foram intensos no Arqueano, em todo o Complexo Jequié e no Cinturão Contendas-Mirante. Já a nordeste deste Complexo, a Faixa Móvel Salvador-Juazeiro atuou, intensamente, no Proterozóico Inferior, com acreções e retrabalhamentos, deixando alguns núcleos arqueanos preservados, como a região de Serrinha/ Capim e a oeste de Jacobina. 8. As razões iniciais das rochas granulíticas, do Complexo Jequié, coincidem com, ou situam-se acima da linha de evolução do manto. Para os que situam-se acima da linha de evolução do manto, pode ter transcorrido um intervalo de tempo significativo entre a formação do magma e o fechamento final do sistema, ou de uma refusão anatética de um material precursor mais antigo. As linhas de evoluções do Sr, para os casos dos afloramentos que tenham controle das idades modelos Sm/Nd, mostram que o metamorfismo, aparentemente, não mudou a química permanecendo, relativamente constante, as razões Rb/Sr em escala de afloramento. A razão Rb/Sr destas rochas de fácies granulito, em geral, têm um valor médio da ordem de 1,5 em contraste aos baixos valores, da ordem de 0,04 em outros terrenos do continente de mesma facies metamórfica. 9. Os corpos granulíticos de Santa Izabel e corpos gnáissicos/ migmatíticos, da região de Remanso e Lagoa Real, de idades arqueanas, tem o padrão evolutivo semelhante aos do complexo Jequié. 10. Na Faixa Móvel Salvador-Juazeiro, os valores da razão 'ANTPOT.87 Sr'/'ANTPOT.86 Sr' inicial, dos corpos transamazônicos são, relativamente, mais baixas, da ordem de 0,704, comparado aos corpos arqueanos do Complexo Jequié, que têm altos valores, da rodem de 0,709. Portanto, torna-se difícil, para os materiais precursores deste Cinturão, serem derivados do material do tipo Complexo Jequié. Um outro provável cinturão móvel transamazônico, ocorre na região de Correntina, na porção ocidental do Estado da Bahia. 11. No início do Proterozóico Médio, constata-se um período de relativa calmaria, com alguns focos de vulcanismo isolados. A fase de intenso retrabalhamento crustal ocorreu na região Espinhaço, nas partes média a final do Ciclo Espinhaço, entre 1500 e 1000 Ma.. Em síntese, a crosta cresceu através do tempo geológico, através de diferenciação química, quase que irreversível do manto superior. Durante o Arqueano e o Proterozóico Inferior, ocorreram refusões crustais e acreções de material para o continente. Já no Proterozóico Médio a Superior, toda a crosta já estava relativamente consolidada, predominando o sistema de retrabalhamento para novas formações crustais.
Palavras-chave em inglês
Não fornecidas pelo autor.
Resumo em inglês
The crustal evolution of the ancient terrains of the State of Bahia, Brazil, is attempted with the aid of Sr isotopic results as natural tracers. Some Nd and Pb isotopic data are also available, and support the main conclusions based on Sr evolution diagrams. The regional geochronological pattern is as follows: 1. Several ancient nucleii, with apparent ages older than 3000 Ma., are scattered within most of the younger units. 2. A major event in Late Archean times (around 2700 Ma.), affecting the Jequié high-grade complex, and the granite-green-stone terrain around Brumado. 3. Development of two Transamazonian mobile belts (1800-2150 Ma.), one in the eastern area (Salvador-Juazeiro belt), and the other in the western part (Correntina-Guanambi area). 4. Development of the Espinhaço folded system, with tectonic and metamorphic events occurring during the entire Mid-Proterozoic interval. 5. Development of the marginal belts to the São Francisco Craton, during the Brasiliano Cycle, with tectonomagmatic event in the 700-450 Ma. age range. The analysis of the Sr evolution diagrams shows that the Archean Terrains are mainly formed by accretion from mantle-derived material, but crustal reworking is indicated by the high initial 'ANTPOT.87 Sr'/'ANTPOT.86 Sr' values of the Jequié Complex. The Transamazonian mobile belt include both types of materials , but the 'ANTPOT.87 Sr'/'ANTPOT.86 Sr' values, generally lower than those of the Jequié Complex, makes improbable a direct derivation. During Middle and Late Proterozoic, the continental crust was already well consolidated, and reworking of crustal material predominated within the Espinhaço and Brasiliano folded systems.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
sato_mestrado.pdf (16.68 Mbytes)
Data de Publicação
2012-10-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.