• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Lucas Barbosa Hoffmann
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Camarini, Rosana (Presidente)
Motta, Simone Cristina
Quadros, Isabel Marian Hartmann de
Rodrigues, Alice Cristina
Título em português
Avaliação dos efeitos da exposição ambiental paterna no fenótipo da prole de camundongos Swiss.
Palavras-chave em português
Efeito paterno
Enriquecimento ambiental
Neurociência comportamental
Plasticidade do desenvolvimento
Privação maternal
Resumo em português
É crescente o interesse nos efeitos que o ambiente parental exerce sobre o fenótipo da prole, a chamada herança epigenética. Tem sido mostrado que essa herança ocorre especialmente para efeitos de plasticidade do desenvolvimento, os quais derivam de alteração ambiental durante o desenvolvimento parental. Dentre os estudados realizados em camundongos, várias estratégias ambientais foram abordadas, como o estresse durante a infância e o enriquecimento ambiental, com a avaliação da prole em relação a parâmetros comportamentais, fisiológicos e moleculares. De modo a estudar o fenômeno, o presente trabalho investigou, em camundongos Swiss machos, os efeitos de um estresse durante a infância, a Privação Materna em PND 9, com avaliação de comportamentos exploratório (Campo Aberto), do tipo ansioso (Labirinto em Cruz Elevado), depressivo (Nado Forçado) e relacionados ao álcool (Condicionamento Condicionado por Lugar e Sensibilização Comportamental), e, numa outra abordagem, do Enriquecimento Ambiental do desmame (PND 21) à idade adulta (PND 70), com avaliação de parâmetros fisiológicos diversos (peso corporal, de depósito de gordura, de baço e glândulas adrenais) e comportamentos exploratório (Campo Aberto), memória espacial (Labirinto de Barnes), dominância social (Tubo de Dominância Social), atratividade (Teste de Escolha de Parceiro), além de avaliação de corticosterona plasmática e BDNF hipocampal. A privação materna não promoveu diferenças para os parâmetros comportamentais avaliados. Optou-se pela utilização do paradigma do Enriquecimento Ambiental para investigação dos efeitos sobre o fenótipo da prole (machos e fêmeas). Foram observados nos filhotes machos resultados comportamentais opostos aos apresentados pela geração paterna. Porém, quando os filhos foram expostos a um período breve de enriquecimento durante a idade adulta, essas diferenças não foram mais encontradas. Portanto, conclui-se que o enriquecimento ambiental paterno foi capaz de gerar efeitos na prole, tornando os filhotes machos menos adaptados ao ambiente não enriquecido.
Título em inglês
Avaliação dos efeitos da exposição ambiental paterna no fenótipo da prole de camundongos Swiss.
Palavras-chave em inglês
Behavioural neuroscience
Developmental Plasticity
Environmental enrichment
Maternal deprivation
Paternal effect
Resumo em inglês
There is a growing interest in the effects of the parental environment on the offspring phenotype, the so-called epigenetic inheritance. It has been shown that this inheritance occurs especially for developmental plasticity effects, which stem from environmental changes during parental development. Studies carried out in mice have adopted several environmental strategies, such as early life stress and environmental enrichment, and the offspring have been assessed for behavioural, physiological and molecular parameters. In order to study the phenomenon, the present work investigated, in Swiss male mice, the effects of an early-life stress protocol, the Maternal Deprivation on PND 9, assessing behaviours such as exploratory (Open Field), anxiety-like (Elevated-Plus Maze), depressive-like (Forced Swim) and alcohol-related behaviours (Conditioned Place Preference and Behavioural Sensitisation) and, through a different approach, the environmental enrichment, from weaning (PND 21) to adulthood (PND 70), assessing diverse physiological parameters (body weight, fat pad weight, spleen and adrenal glands weights) and behaviours such as exploratory (Open Field), spatial memory (Barnes Maze), social dominance (Social Dominance Tube Test), attractiveness (Mate Choice Teste) as well as plasmatic corticosterone and hippocampal BDNF. The maternal deprivation did not yield any differences in the behavioural parameters assessed. The Environmental Enrichment paradigm was adopted for studying its effects on the offspring phenotype (males and females). Behavioural results were observed in the male offspring, which were the opposite of those found in the paternal generation. However, when the male offspring was exposed to a brief period of enrichment during adulthood, these differences were no longer found. Therefore, paternal environmental enrichment was able to induce effects on the offspring, turning male offspring less adapted to the non-enriched environment.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Liberação
2021-02-19
Data de Publicação
2019-05-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.