• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.42.2014.tde-24022015-082206
Documento
Autor
Nome completo
Flávia Amoroso Matos e Silva
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Mendes, Joao Gustavo Pessini Amarante (Presidente)
Peron, Jean Pierre Schatzmann
Rodrigues, Rodrigo do Tocantins Calado de Saloma
Sales, Maria Mirtes
Salmazi, Karina Inácio Ladislau de Carvalho
Título em português
Estudo do compartimento de linfócitos T CD4+ em pacientes com LLC-B: distribuição das subpopulações TH1, TH2, TH17 e TREG e avaliação da expressão de FAS e FASL.
Palavras-chave em português
Apoptose
Fatores de prognósticos
Leucemia Linfocítica Crônica
Linfócitos T CD4+
Resumo em português
LLC-B é uma neoplasia hematológica derivada de uma população de linfócitos B maduros CD5+ localizados na zona do manto dos folículos linfóides e é a mais comum das doenças linfoproliferativas. É uma doença clinicamente heterogênea na qual certos pacientes apresentam quadros indolentes que durante muitos anos podem ser controlados com pouco ou nenhum tratamento. Relatos da literatura sugerem que os linfócitos T na LLC-B podem ser incapazes de iniciar, manter e concluir uma resposta imune para a célula B maligna e outros antígenos, e podem estar diretamente envolvidos na manutenção do tumor. Os linfócitos são ativados, proliferam e polarizam sua resposta para padrões pro-inflamatórios ou antiinflamatórios, aumentando sua população e tornando-se capazes para realizar suas funções efetoras. Embora o processo de ativação dos linfócitos Th seja indispensável para a defesa do hospedeiro, é necessário que haja um equilíbrio homeostático, onde as células auto-reativas ou recorrentemente ativadas sejam eliminadas. A esse último mecanismo de manutenção do equilíbrio imunológico, dá-se o nome de Tolerância Periférica, sendo que o processo de morte celular induzida por ativação (AICD) constitui um dos principais mecanismos para sua manutenção. Assim, neste estudo também foram analisados membros do grupo de receptores de membrana da superfamília dos receptores de fatores de necrose tumoral (tumor necrosis factor receptor, TNFR). Esta família TNFR inclui diversos receptores, entre eles o FAS (CD95) e seu ligante FASL. O objetivo central deste trabalho é investigar alterações no compartimentos de linfócitos T como, Th1, Th2, Th17 e Treg, bem como membros da via extrínseca de morte, FAS e FASL nos linfócitos T CD4+. Os resultados mostraram que o número absoluto dos linfócitos T CD4+, CD8+ e Th1 é heterogêneo, sendo que alguns pacientes apresentaram aumento e outros diminuição destas células quando comparados com o grupo controle do estudo. Em relação a expressão de FAS e FASL os resultados também apresentaram heterogeneidade. Sendo assim foi analisado cada paciente e comparados com os fatores de prognósticos e dados clínicos em cada caso. Ainda há muito para ser investigado, mas este trabalho tem como perspectivas buscar melhor entendimento da participação dos linfócitos T CD4+ nas LLC-B, expandindo as possibilidade de tratamento e busca de novos alvos terapêuticos.
Título em inglês
Study of the CD4+ T lymphocytes in B-CLL patients: distribution of Th1, Th2, Th17 and Treg and expression of FAS and FASL.
Palavras-chave em inglês
Apoptosis
CD4+ T lymphocytes
Cronic Lymphocytic Leukemia
Factors prognostic
Resumo em inglês
B-CLL is a hematologic malignancy derived from a mature population of CD5+ Blymphocytes located in the mantle zone of the lymphoid follicles and is the most common lymphoproliferative disorders. It is a clinically heterogeneous disorder in which patients have certain frames idle for many years that can be controlled with little or no treatment. Literature reports suggest that T lymphocytes in B-CLL may be unable to initiate, sustain and complete an immune response to the malignant B cell and other antigens, and may be directly involved in tumor maintenance. The lymphocytes are activated, proliferate and polarize their response patterns to pro-inflammatory or anti-inflammatory, increasing its population and becoming able to perform their effector functions. Although the process of Th lymphocyte activation is essential for host defense, there must be a homeostatic balance, where autoreactive cells are eliminated or recurrently activated. The latter mechanism of maintenance of immune balance, gives the name of Peripheral Tolerance, and the process of activation-induced cell death (AICD) is a major mechanism for its maintenance. In this study group members of the superfamily of membrane receptors of tumor necrosis factor (tumor necrosis factor receptor, TNFR) receptors were also analyzed. The TNFR family includes many receptors, including FAS (CD95) and its ligand FasL. The central objective of this study is to investigate changes in T lymphocyte compartments as Th1, Th2, Th17 and Treg as well as members of the extrinsic death pathway, FAS and FASL in CD4+ lymphocytes. The results showed that the absolute number of CD4+, CD8+ and Th1 lymphocytes is heterogeneous, with some patients showed an increase and others decrease of these cells when compared with the control group of the study. Regarding the expression of FAS and FASL results also showed heterogeneity. Thus each patient was analyzed and compared to the prognostic factors and to clinical data in each case. Much remains to be investigated, but this work has the prospects look better understanding of the role of the B-CLL CD4+ T lymphocytes, expanding the possibilities of treatment and the search for new therapeutic targets.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Liberação
2017-02-23
Data de Publicação
2015-02-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.