• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.42.2008.tde-17092008-112422
Documento
Autor
Nome completo
Elaine Cristina Cardoso
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Sampaio, Magda Maria Sales Carneiro (Presidente)
Pinto, Maria Isabel de Moraes
Sato, Maria Notomi
Título em português
Avaliação da transferência materno-infantil de anticorpos séricos e secretores dirigidos ao polissacarídeo da cápsula de Haemophilus influenzae tipo B (HIB) em amostras pré e pós-vacinais de mães com PRP conjugado ao toxóide tetânico (PRP-T).
Palavras-chave em português
Haemophilus influenzae tipo b
Anticorpos
Colostro
Leite
Recém-nascido
Transferência placentária
Resumo em português
Introdução: O Haemophilus influenzae type b (Hib) é a primeira maior causa de meningites e pneumonias provocadas por bactérias encapsuladas. Trabalhos revelam que anticorpos maternos, séricos e secretores, podem proteger recém nascidos (RN) destes patógenos encapsulados e contribuem para a maturação do sistema imune do infante. Objetivo: O presente estudo teve como objetivo investigar a transferência materno-infantil de anticorpos anti-Hib em mães vacinadas e que não receberam a vacina anti-Hib. Materiais e Métodos: Nós avaliamos 29 mulheres saudáveis, das quais 13 foram vacinadas e 16 não receberam a vacina ActHib®. Destas mães foram obtidas amostras de sangue periférico e do cordão umbilical, colostro e leite, sendo determinadas as imunoglobulinas totais (lgG e IgA) e suas subclasses (IgG1 e 2) por Imunodifusão Radial Quantitativa (IDR) e nefelometria. A concentração de anticorpos IgG, as subclasses (lgG1 e 2) e IgA anti-Hib foram analisados por ensaio imunoenzimático (ELlSA), também utilizado para determinar a avidez dos anticorpos IgG e IgA anti-Hib. Avaliação qualitativa destes anticorpos foi realizada a partir de ensaios de immunoblotting (IB). Resultados: As amostras maternas de mães vacinadas não apresentaram diferenças quantitativas de imunoglobulinas secretoras (lgA), séricas (lgG) e suas subclasses (lgG1 e 2) totais, comparadas às amostras de mães que não receberam a vacina anti-Hib. O grupo vacinado mostrou maior concentração e avidez de anticorpos específicos para o Hib quando relacionados ao grupo de mães não vacinado. Os soros de cordões umbilicais de mães imunizadas apresentaram menor taxa de passagem transplacentária que os cordões de mães não vacinadas. Em ambos os grupos, as amostras de colostro apresentaram maior concentração de imunoglobulinas totais e específicas para o Hib que as amostras de leite. O 18 revelou o mesmo padrão de reconhecimento antigênico para o Hib entre as amostras maternas, nas duas populações. Conclusão: Os resultados revelaram que o perfil de resposta humoral de mães vacinadas pode proteger mais o infante que as mães não vacinadas, pois o primeiro grupo transferiu maior quantidade de anlicorpos com melhor avidez para a criança, conferindo proteção eficaz com relação às doenças causadas por Hib.
Título em inglês
Avaliation of maternal-infant transfer of seric and secretory antibodies reactive to capsule polysaccharides Haemophilus influenzae type b (Hib) in pre and post vaccine samples of immunized mothers in PRP conjugate with tetanic toxóide (PRP-T).
Palavras-chave em inglês
Haemophilus influenzae type b
Antibodies
Colostrum
Milk
Newborn
Placental transfer
Resumo em inglês
Background: Haemophilus influenzae, type b (Hib) has been one of the major causes of bacterial meningitis and pneumonia. Recent works show that maternal, seric and secretory antibodies, may protect the newborn and contribute the maturation of the infant immune system. Objective: The present study has as aim to investigates the maternal-infantile transfer of anti-Hib antibodies in immunized and not immunized mothers' with anti-Hib vaccine. Material and Methods: We evaluated 29 healthy women, from whitch 13 mothers were immunized and 16 not immunized mothers with the ActHib® vaccine. From these mothers it were obtained peripheric and cord serum, colostrum and milk samples, the total immunoglobulin (IgG and IgA) and its subclass (lgG1 and IgG2) was determined by Quantitative Radial Immunodiffusion (IDR) and nephelometry. The concentration of anti-Hib IgG, subclass (lgG1 IgG2) and IgA antibodies were analyzed by immunoenzymatic assay (ELlSA), it also were utilized to determine the antibodies avidities'. Qualitative evaluation these antibodies were determined by Immunoblotting assays (IB). Results: The results didn't show difference between maternal samples of the immunized and not immunized mothers in the concentration of the total secretory and seric imunoglobulins as well as its total immunoglobulins subclasses. The immunized set showed higher avidity and anti-Hib antibody levels comparing to the non-immunized mother sets. The umbilical cord serums' from immunized mothers revealed lower rate of placental transfer than the cord serum of not immunized mothers. In both sets, the colostrum sample showed higher antibody levels comparing to the milk samples. IB revealed the same recognition pattern of Hib antigens between mother and cord serum IgG and colostrum and milk IgA, in both populations. Conclusion: The results shows that the antibodies profile response of the immunized mother can protect more the infant than the not immunized mother, because the first set transported higher quantity of antibodies with better avidity for the children, these antibodies confere an efficient protection to infections provoked by Hib.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-10-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.