• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.42.2008.tde-04062008-102629
Documento
Autor
Nome completo
Priscila Aparecida Dal Pozo Gomes
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Ferreira, Rita de Cassia Cafe (Presidente)
Bessa, Keronninn Moreno de Lima
Piazza, Roxane Maria Fontes
Título em português
Desenvolvimento de uma nova estratégia vacinal contra síndrome hemolítica urêmica utilizando linhagens geneticamente modificadas de Bacillus subtilis capazes de expressar a toxina Stx2 de EHEC.
Palavras-chave em português
Bacillus subtilis
Síndrome hemolítica urêmica
Toxina de shiga
Resumo em português
A Síndrome Hemolítica Urêmica (SHU) é a principal doença associada à infecção com linhagens de Escherichia coli produtoras de toxina de Shiga (Stx), doença para qual não há uma vacina ou tratamento específico. A toxina Stx é formada por uma subunidade A enzimaticamente ativa e uma B pentamérica responsável pela ligação da toxina na célula hospedeira. Neste trabalho propomos o uso de Bacillus subtilis, uma bactéria não patogênica e formadora de esporos, como veículo vacinal para a expressão de formas atóxicas da Stx2, sob o controle de um promotor induzível por estresse (PgsiB). Camundongos BALB/c imunizados com células vegetativas ou esporos das linhagens vacinais de B. subtilis, por diferentes vias, induziram baixos níveis de anticorpos anti-Stx em soro (IgG) e fezes (IgA). Avaliamos também o potencial imunogênico da Stx gerada em linhagens recombinates de E. coli, mas os anticorpos gerados não foram capazes de neutralizar a toxina nativa. Os resultados indicam que formas alternativas de expressão e/ou o uso de adjuvantes são necessárias para gerar formulações vacinais eficazes contra a SHU.
Título em inglês
Development of a new vaccine approach against hemolytic uremic syndrome using genetically modified Bacillus subtilis strain expressing Stx2 EHEC toxin.
Palavras-chave em inglês
Bacillus subtilis
Hemolytic uremic syndrome
Shiga toxin
Resumo em inglês
The Hemolytic Uremic Syndrome (HUS) is the main disease associated with infections with Shiga toxin (Stx) - producing Escherichia coli strain and no effective vaccine or treatment exist. The Stx toxin consist of an enzymatically active A subunit and a pentameric B subunit responsible toxin binding to host cells. In this work we propose the use of Bacillus subtilis, a harmless spore form bacteria as a vaccine vehicle for the expression atoxic forms of Stx2, under the control of stress inducible (PgsiB) promoter. BALB/c mice immunized with vegetative cells and spores of the B. subtilis vaccine strain using different immunization routes elicited low specific antibody levels at serum (IgG) or fecal extracts (IgA). We also investigated the immunogenic potencial of StxB purified from recombinant E. coli strain, but the induced anti-StxB antibodies did not neutralize the native toxin. The results indicate that alternative expression system or the incorporation of the adjuvants are required for the generation of vaccine formulation active against HUS.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-06-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.