• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.42.2019.tde-28112018-095104
Documento
Autor
Nome completo
Cibele Carla Guimarães de Souza
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Canteras, Newton Sabino (Presidente)
Metzger, Martin Andreas
Moreira, Thiago dos Santos
Oliveira, Maria Gabriela Menezes de
Quadros, Isabel Marian Hartmann de
Título em português
Mapeamento das conexões eferentes e aferentes do núcleo cuneiforme.
Palavras-chave em português
Avaliação de risco
Comportamento de defesa
Eixo septo-hipocampal
Formação hipocampal
Núcleo Cuneiforme
Resumo em português
O núcleo cuneiforme é um sítio neural mobilizado após a exposição ao predador, ou ao odor do gato e, a sua estimulação promove respostas defensivas como congelamento motor e fuga. Trabalhos mostram que lesões que acometem o setor dorsal rostral e a parte ventrolateral caudal da substância cinzenta periaquedutal e o núcleo cuneiforme abolem as respostas defensivas e aumentam os comportamentos exploratórios. Com isso, postulamos que o núcleo cuneiforme seria importante na modulação de respostas comportamentais defensivas e, dessa forma, investigamos as suas projeções eferentes e aferentes, para que possamos amplificar o conhecimento acerca do circuito responsivo a ameaça predatória. Para isso, foram realizadas injeções iontoforéticas unilaterais de leucoaglutinina do Phaseolus vulgaris no núcleo cuneiforme para o estudo de suas eferências e, injeções iontoforéticas unilaterais de Fluorogold no núcleo cuneiforme para o estudo de suas aferências. Através dos resultados obtidos, observamos que o núcleo cuneiforme apresenta conexões com estruturas importantes para expressão do comportamento de defesa e estaria em posição de receber informações das pistas do predador, uma vez que é aferentado por estruturas que compõem o circuito responsivo a ameaça predatória (i.e núcleo hipotalâmico anterior, parte dorsomedial do núcleo ventromedial hipotalâmico, parte ventrolateral do núcleo pré-mamilar dorsal e coluna dorsolateral da substância cinzenta periaquedutal). Com os dados das eferências postulamos que o núcleo cuneiforme estaria em posição de retroalimentar o circuito responsivo a ameaça predatória e participaria de um circuito neural que modularia a expressão das respostas de avaliação de risco frente ao predador. O colículo superior através de suas projeções eferentes mobilizaria a coluna dorsolateral da substância cinzenta periaquedutal e o núcleo cuneiforme. O último por sua vez, através das projeções para o núcleo septal medial modularia a geração do ritmo teta no eixo septo-hipocampal. Adicionalmente, o núcleo cuneiforme retroalimentaria a coluna dorsolateral da substância cinzenta periaquedutal, a porção dorsomedial do núcleo ventromedial hipotalâmico e o núcleo hipotalâmico anterior, que através de suas eferências mobilizaria o septo lateral rostral ventrolateral, que potencialmente influenciaria a formação hipocampal.
Título em inglês
The connections of the cuneiform nucleus.
Palavras-chave em inglês
Cuneiform nucleus
Defense behavior
Hippocampal formation
Risk assessment
Septohippocampal system
Resumo em inglês
The cuneiform nucleus is a neural site mobilized after exposure to the predator, or cat odor, and its stimulation promotes defensive responses such as motor freezing and escape. Studies show that lesions affecting the rostral dorsal sector and the caudal ventrolateral part of the periaqueductal gray matter and the cuneiform nucleus abolish defensive responses and increase exploratory behavior. In this way, we postulate that the cuneiform nucleus would be important in the modulation of defensive behavioral responses and, in this way, we investigate the efferent and afferent projections of the cuneiform nucleus, so that we can amplify the knowledge about the "predatory threat responsive circuit". For this, unilateral iontophoretic injections of leucoagglutinin from Phaseolus vulgaris were performed in the cuneiform nucleus for the study of their eferences and, unilateral iontophoretic injections of Fluorogold in the cuneiform nucleus for the study of their afferences. Through the obtained results, we observed that the cuneiform nucleus has connections with structures important for the expression of the defense behavior and would be in a position to receive information from the clues of the predator, since it is inferred by structures that make up the "predatory threat responsive circuit" (ie anterior hypothalamic nucleus, dorsomedial part of the hypothalamic ventromedial nucleus, ventrolateral part of the dorsal pre-mammillary nucleus and dorsolateral column of the periaqueductal gray matter). With the data of the inferences we postulated that the cuneiform nucleus would be in position to feed back the "predatory threat-responsive circuit" and would participate in a neural circuit that would modulate the expression of the risk assessment responses to the predator. The superior colliculus through its efferent projections would mobilize the dorsolateral column of periaqueductal gray matter and the cuneiform nucleus. The latter, in turn, through the projections to the medial septal nucleus would modulate the generation of theta rhythm in the septohippocampal system. Additionally, the cuneiform nucleus would feedback the dorsolateral column of the periaqueductal gray matter, the dorsomedial portion of the hypothalamic ventromedial nucleus and the anterior hypothalamic nucleus, which through its efferences would mobilize the ventrolateral rostral lateral septum, which would potentially influence the hippocampal formation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Liberação
2020-11-27
Data de Publicação
2019-01-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.