• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.42.2018.tde-14032018-140836
Documento
Autor
Nome completo
Igor Rafael Correia Rocha
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Chacur, Marucia (Presidente)
Furlaneto, Cristiane Jaciara
Motta, Simone Cristina
Rodrigues, Alice Cristina
Título em português
Efeito da fotobioestimulação na neuropatia periférica de ratos com diabetes mellitus tipo 1 induzido por estreptozotocina.
Palavras-chave em português
Citocinas
Diabetes mellitus
Laserterapia
Nocicepção
Resumo em português
O diabetes mellitus é uma doença crônica com mais de 3500 anos de história na qual sua primeira descrição é encontrada no mais antigo tratado médico escrito pela civilização egípcia, o papiro de Ebers. O diabetes mellitus é uma síndrome metabólica caracterizada por aumento significativo nos níveis de glicose na circulação sanguínea, condição conhecida por hiperglicemia. O estado hiperglicêmico danifica estrutural e fisiologicamente as fibras nervosas periféricas ocasionando a neuropatia diabética periférica (processo degenerativo). Esta neuropatia leva o paciente, a uma vida cheia de limitações e incapacidades. As principais queixas apresentadas quanto à neuropatia diabética periférica é a dor crônica, alteração motora e significativa falta de sensibilidade nos membros periféricos, podendo resultar em algumas situações com a amputação do membro inferior. Cabe mencionar que não há na clínica tratamento com foco na degeneração periférica ocasionada pelo diabetes mellitus tipo 1, assim como não há tratamento eficaz para a melhora do quadro nociceptivo (dor), daí a necessidade da pesquisa sobre outras modalidades terapêuticas que devolvam e restaurem a qualidade de vida daqueles acometidos por tal doença. Neste projeto foi utilizado o modelo de neuropatia diabética periférica por diabetes mellitus tipo 1 induzida pela administração de estreptozotocina e sugerido como proposta de tratamento a técnica de laserterapia para interferir no processo de degeneração das fibras nervosas periféricas assim como, na melhora do quadro nociceptivo (dor) analisado pelos modelos de alodinia tátil, hiperalgesia mecânica e hiperalgesia térmica antes, durante e depois do tratamento proposto. O presente estudo demonstrou que a técnica de laserterapia como proposta de tratamento além de melhorar o quadro nociceptivo foi capaz de modular algumas citocinas (interleucinas) pró e antiinflamatórias (TNFα, IL-6, IL-10) no nervo isquiático de ratos diabéticos tratados com a referida técnica. Ainda, em relação às fibras nervosas periféricas, a técnica de laserterapia reverteu o processo degenerativo de tais fibras, representado pela modulação das proteínas estruturais como a laminina e a proteína zero. A técnica de laserterapia também foi capaz de modular os receptores dos produtos finais da glicação avançada (RAGE), um importante componente ativador do fator de transcrição nuclear NF-κB responsável por induzir a liberação de citocinas (interleucinas) pró-inflamatória no nervo isquiático de ratos diabéticos. Os resultados observados demonstraram significativamente a eficácia da técnica de laserterapia como proposta útil para o tratamento da neuropatia diabética periférica. Porém, é necessário que mais estudos sejam realizados a fim de melhor elucidar os mecanismos moleculares que medeiam o efeito terapêutico da técnica de laserterapia.
Título em inglês
Effect of photobiostimulation on peripheral neuropathy of rats with type 1 diabetes mellitus induced by streptozotocin.
Palavras-chave em inglês
Cytokines
Diabetes mellitus
Laser therapy
Nociception
Resumo em inglês
Diabetes mellitus is a chronic disease with more than 3,500 years of history in which its first description is found in the oldest medical treatise written by the Egyptian civilization, the Ebers papyrus. Diabetes mellitus is a metabolic syndrome characterized by a significant increase in glucose levels in the bloodstream, a condition known as hyperglycemia. The hyperglycemic state damages the peripheral nerve fibers structurally and physiologically, causing peripheral diabetic neuropathy (degenerative process). This neuropathy leads to the patient, a life full of limitations and incapacities. The main complaints regarding peripheral diabetic neuropathy are chronic pain, motor impairment and significant lack of sensation in the peripheral limbs, resulting fatally in some situations with lower limb amputation. It should be mentioned that there is no treatment in the clinic with a focus on the peripheral degeneration caused by type 1 diabetes mellitus, as there is no effective treatment for the improvement of the nociceptive (pain) situation, hence the need for research on other therapeutic modalities that return and restore quality of life of those affected by this disease. In this project, the model of diabetic peripheral neuropathy due to type 1 diabetes mellitus induced by the administration of streptozotocin was used and the proposed technique of laser therapy to interfere in the process of degeneration of the peripheral nerve fibers as well as in the improvement of the nociceptive ) analyzed by the models of tactile allodynia, mechanical hyperalgesia and thermal hyperalgesia before, during and after the proposed treatment. The present study demonstrated that the laser therapy technique as a treatment proposal for peripheral diabetic neuropathy in an animal model of type 1 diabetes mellitus induced by streptozotocin in addition to improving the nociceptive condition (pain) was able to modulate some pro-and anti-inflammatory cytokines (interleukins) (TNFα, IL-6, IL-10) on the sciatic nerve of diabetic rats treated with said technique. Still, in relation to peripheral nerve fibers, the laser therapy technique reversed the degenerative process of these fibers, represented by the modulation of the laminin and zero protein structural proteins. The laser therapy technique was also capable of modulating advanced glycation end-receptor (RAGE) receptors, an important activating component of the NF-κB nuclear transcription factor responsible for inducing the release of proinflammatory cytokines (interleukins) in rats' sciatic nerve diabetics. The results showed a significant efficacy of the laser therapy technique as a useful proposal for the treatment of peripheral diabetic neuropathy. However, further studies are needed to better elucidate the molecular mechanisms that measure the therapeutic effect of the laser therapy technique.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-03-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.