• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.41.2012.tde-16072012-142259
Documento
Autor
Nome completo
Tatiana Hideko Kawamoto
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Iannini, Carlos Arturo Navas (Presidente)
Cruz Neto, Ariovaldo Pereira da
Gomes, Fernando Ribeiro
Ramires, Eduardo Novaes
Vasconcellos Neto, João
Título em português
Padrões bioenergéticos das aranhas de teia: considerações sobre a unidade e a diversidade do fenômeno
Palavras-chave em português
Aranhas
Bioenergética
Respirometria intermitente
Resumo em português
A mecanismos fisiológicos é frequentemente usada para explicar fenômenos importantes da evolução (p.e. endotermia) e ecologia (p.e. limitações fisiológicas para ocupação de determinado microhabitat) dos vertebrados. Apesar de ser uma área promissora para fornecer explicações e mecanismo que tornam hipóteses evolutivas e ecológicas mais robustas, como já é amplamente praticado no estudo dos vertebrados, ela é raramente usada nas hipóteses elencadas para explicar a megadiversidade das aranhas de teia. Por outro lado, as leis da fisiologia são baseadas fortemente em dados de vertebrados que consistem em menos de 1% da biodiversidade existente no planeta. As aranhas são o sétimo maior táxon em número de espécies e são um bom modelo para testar a validade das regras gerais propostas para os vertebrados. Com insto em mente, o presente trabalho investigou três tipos de taxa metabólica - Metabolismo Padrão, Metabolismo Espontâneo Máximo e Metabolismo Diário - em aranhas de teia. Todas estas taxas foram obtidas através de respirometria intermitente Em um primeiro experimento, usando como modelo Loxosceles, um gênero de aranhas especialmente homogêneo em sua morfologia, testou-se o efeito de sedentarismo e intensidade de construção da teia nas taxas metabólicas. Em um segundo experimento, testou-se como as taxas metabólicas se apresentariam frente a grande diversidade das aranhas do clado Orbiculariae. Os resultados mostram que: as diferenças comportamentais analisadas não afetam significativamente as taxas metabólicas; as taxas metabólicas não possuem sinal filogenético; e o melhor modelo é o que ajusta uma relação alometrica diferente para cada gênero em detrimento de um coeficiente exponencial da massa único para toda a amostra. As diferenças comportamentais de Loxosceles provavelmente apresentam-se na distribuição de gasto energético ao longo do dia partindo de um mesmo montante energético. Os dados de diversidade de Orbiculariae provavelmente precisam ser investigados futuramente sob o aspecto das diferenças morfológicas subjacente à diversidade do clado.
Título em inglês
Patterns of bioenergetic of web spiders: considerations about the unity and diversity of the phenomenon
Palavras-chave em inglês
Bioenergetics
Flow respirometry
Spiders
Resumo em inglês
The physiological mechanisms are often applied to explain important evolutionary adaptations (e.g. endothermy) and ecology (e.g. physiological limitations to occupy a particular microhabitat) of vertebrates. Despite the fact that it improves vertebrates ecological and evolutionary hypotheses with possible processes and mechanisms, it is scarcely used to understand the megadiversity of web spiders. On the other hand, the physiological rules are based mainly on vertebrates data, an animal group that represents less than 1% of the world biodiversity. Spiders group is the seventh most diverse taxon in terms of species number on the world and are a good model to test the validity of the general rules proposed for vertebrates. Accordingly, this study investigated three types of metabolic rate - Standard Metabolism, Maximum Spontaneous Metabolism, Daily Metabolism - on web spiders. All these rates were obtained by intermittent respirometry. In the first experiment, the Loxosceles model was chosen, a genus of spider with a especially homogeneous morphology, with whom we tested the differences on metabolic rates of spiders with different sedentarity and web building expenditure. In a second experiment we tested how metabolic rates would vary under the high diversity of Orbiculariae spiders clade. The results show that: behavioral differences do not affect significantly the metabolic rates examined, metabolic rates do not have any significant phylogenetic signal and the best model is the one that adjusts a separate allometric relation for each genus at the expense of an unique allometric model for the whole sample. The behavioral differences of Loxosceles probably could be explained by the distribution of energy expenditure throughout the day under the same amount of energy. The diversity of data of Orbiculariae clade probably need to be investigated in the future under the aspect of morphological differences underlying the diversity of the clade
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-08-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.