• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.41.2018.tde-02042018-162213
Documento
Autor
Nome completo
Priscilla Rachel Oliveira Bastos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Ferreira, Zulma Felisbina da Silva (Presidente)
Carvalho, José Eduardo de
Iannini, Carlos Arturo Navas
Oliveira, Aldeídia Pereira de
Título em português
Inflamação sistêmica induzida por LPS em anuros da espécie Rhinella icterica: efeito sobre os mediadores inflamatórios citocinas, corticosterona e melatonina
Palavras-chave em português
Corticosterona
Melatonina
Rhinella icterica
Resumo em português
Vários estressores, incluindo poluição e patógenos, têm contribuído para o declínio/extinção da população de anfíbios levantando a questão da necessidade de ampliar o conhecimento dos aspectos da imunidade inata destes animais. Este trabalho teve por objetivo investigar os efeitos da inflamação sistêmica induzida por LPS na produção de mediadores que participam da montagem e resolução de respostas inflamatórias em anfíbios anuros. Adultos machos da espécie Rhinella icterica coletados em Janeiro de 2015 (São Luiz do Paraitinga, SP, Brazil (Licença do IBAMA: 29896) foram mantidos individualmente em caixas plásticas com circulação de ar, 22±2°C, LD 12:12h, água ad libitum e alimentados uma vez por semana com grilos e baratas. As variações diárias de CORT e MEL foram determinadas no plasma coletado durante 24 h por punção cardíaca. Para a indução de uma inflamação sistêmica, os animais foram injetados no saco linfático dorsal com solução salina ou LPS (de Escherichia coli, serotype 0127:B8; 2.0mg/Kg; ZT15) e eutanaziados após duas horas. O padrão temporal de liberação de CORT foi evidenciado pelos níveis aumentados no período de atividade dos animais, com pico de liberação na transição claro-escuro. O padrão temporal noturno de produção de MEL foi evidenciado atingindo um pico de liberação 6 h após a entrada do escuro. A inflamação sistêmica induzida por LPS levou a um aumento nos níveis da citocina IL-1?, ativação do eixo hipotálamo-hipófise-interrenal com aumento de 10x nos níveis de CORT e uma diminuição no conteúdo de MEL plasmática e ocular. Desta forma, os dados apresentados evidenciam uma variação circadiana na produção dos hormônios CORT e MEL, ainda não demonstrados em Rhinella icterica, bem como a existência de um mecanismo regulatório bidirecional entre os sistemas imune e endócrino em anfíbios, apontando para a presença de um Eixo Imune-Pineal ativo no controle de processos patológicos em anfíbios tal como já demonstrado em mamíferos
Título em inglês
LPS - induced sistemic inflammation in anuran Rhinella icterica: effect on inflammatory mediators cytokines, corticosterone, and melatonin
Palavras-chave em inglês
Corticosterone
Melatonin
Rhinella icterica
Resumo em inglês
Several stressors, including pollution and pathogens, have contributed to the decline/extinction of the amphibian population raising the question of the need to increase knowledge of the aspects of the innate immunity of these animals. This work aimed to investigate the effects of systemic inflammation induced by LPS on the production of mediators that participate in the assembly and resolution of inflammatory responses in amphibians. Male adults of the specie Rhinella icterica collected in January 2015 (São Luiz do Paraitinga, SP, Brazil (IBAMA License: 29896) were individually kept in plastic boxes with air circulation, 22 ± 2 ° C, LD 12: 12h, water ad libitum and fed once a week with crickets and cockroaches.The daily variations of CORT and MEL were determined in plasma collected for 24 h by cardiac puncture.In order to induce a systemic inflammation, the animals were injected into the dorsal lymph sac with LPS (Escherichia coli, serotype 0127: B8, 2.0 mg/kg, ZT15) and euthanized after two hours. The temporal pattern of CORT release was evidenced by the increased levels in the period of activity of the animals, with a peak release at the transition light/dark cycle. The nocturnal temporal pattern of MEL production was evidenced reaching a peak of release 6 h after the dark entrance. LPS-induced systemic inflammation led to an increase in the cytokine IL-1? levels, activation of the hypothalamic-pituitary-interrenal axis with a 10x increase in CORT levels and a decrease in plasma and ocular MEL content. Thus, the data presented evidence a circadian variation in the production of CORT and MEL hormones, not yet demonstrated in Rhinella ictérica, as well as the existence of a bidirectional regulatory mechanism between the immune and endocrine systems in amphibians, pointing to the presence of an Immune-Pineal Axis active in the control of pathological processes in amphibians as already demonstrated in mammals
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Liberação
2020-04-01
Data de Publicação
2018-04-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.