• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.41.2009.tde-16072009-163754
Documento
Autor
Nome completo
Marco Antonio Monteiro Granzinolli
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Motta Junior, Jose Carlos (Presidente)
Albuquerque, Jorge Luiz Berger
Ferraz, Katia Maria Paschoaletto Michi de Barros
Martins, Marcio Roberto Costa
Silveira, Luis Fábio
Título em português
Levantamento, área de vida, uso e seleção de hábitat de Falconiformes na região central do estado de São Paulo
Palavras-chave em português
Área de vida
Aves de rapina
Cerrado
Falconiformes
Itirapina
Paisagem heterogênea
Rádio-telemetria
Seleção de hábitat
Uso de hábitat
Resumo em português
As aves de rapina, assim como os outros grupos animais, não estão distribuídas de maneira uniforme nos diferentes hábitats que compõem a paisagem terrestre. Conhecer e entender os fatores (e as implicações) que levam as espécies a escolher um determinado hábitat é questão essencial nos estudos de ecologia. Esse tema ganha ainda mais importância não só pela escassez de informações sobre a ecologia e história natural das aves de rapina na região Neotropical, mas também, pelo atual cenário de alteração dos hábitats. Estes são modificados rapidamente sem que haja um conhecimento básico da relação espécie/hábitat e dos efeitos provocadas por tais alterações. Dessa maneira, a presente tese teve como objetivo principal verificar o uso e a seleção de hábitat por aves de rapina diurnas em uma paisagem heterogênea (151. 866 ha) na região central do Estado de São Paulo (22° 15′ S; 47° 49′ W), onde a Estação Ecológica de Itirapina (EEI) foi considerada como área núcleo. Ainda, foi também alvo desse estudo estimar a área de vida de três espécies de rapineiros (Falco femoralis, Rupornis magnirostris e Heterospizias meridionalis) por meio de rádio-telemetria; verificar a eficiência de captura das aves de rapina frente a dois tipos de armadilhas, bal-chatri e goshawk; e elaborar um mapa de uso/ocupação do solo da área em questão, bem como analisar a paisagem no entorno da EEI. Entre setembro de 2005 e fevereiro de 2007 foram registradas 19 espécies de Falconiformes (Pandionidae n =1, Falconidae n = 5, Accipitridae n = 13) em uma paisagem essencialmente ocupada por monoculturas (cana-de-açúcar 22 %, laranja 14 %, eucalipto 13 %) e pastagens (21%). A riqueza média dos Falconiformes em áreas de monoculturas foi de 4,6 espécies e nas áreas naturais 10,3. A composição de espécies da taxocenose se mostrou mais relacionada às outras de área abertas sob influência do Cerrado. Um total de 48 indivíduos, pertencentes a cinco espécies, foram capturados pelos dois tipos de armadilhas. O sucesso de captura geral foi de 15,3 % (n = 33) para a armadilha bal-chatri e de 1 captura a cada 11,8 dias (8,5 %) para goshawk trap (n = 15). Implicações e limitações referentes à captura das aves de rapinas em áreas abertas foram também discutidas. A média da área de vida pelo método Kernel adaptativo (KA) 95 % foi de 1.329 ± 780 ha para F. femoralis, 129 ± 140 ha para R. magnirostris e de 1.883 ha para o indivíduo de H. meridionalis. A média da área de vida de F. femoralis foi 2,8 maior em áreas alteradas quando comparada a áreas naturais. De maneira geral, a qualidade do hábitat parece ter influenciado nos diferentes valores de requerimento de área apresentado pelos indivíduos e, também, na seleção/rejeição dos diferentes hábitats. Na maioria dos casos, as monoculturas foram rejeitadas, enquanto as áreas naturais foram selecionadas pelas aves de rapina. Cana-de-açúcar foi rejeitada por todas as aves de rapina. O único ambiente alterado utilizado em maior proporção que o esperado foi pastagem, selecionada por quatro das 10 espécies analisadas. Em contrapartida, três espécies evitaram este hábitat. Este é o primeiro estudo a avaliar a seleção de hábitat por Falconiformes no Brasil e demonstra que o intensivo incremento de áreas para agricultura pode afetar negativamente até mesmo as espécies mais abundantes e generalistas, contrário a algumas generalizações da literatura. A interação entre estrutura do hábitat, disponibilidade de presas, morfologia e comportamento de caça parece explicar tanto o tamanho da área de vida requerida quanto a utilização diferenciada dos diferentes tipos de hábitats.
Título em inglês
Survey, home range, habitat use and selection of the Falconiformes in the central region of the state of São Paulo
Palavras-chave em inglês
Falconiformes
Habitat selection
Habitat use
Home range
Itirapina
Landscape analysis
Raptors
Resumo em inglês
Raptors, similarly to other animal groups, are not randomly distributed in the different habitats in the terrestrial landscape. Knowing and understanding the factors (and implications) influencing these species to chose a certain habitat are essential in ecological studies. This subject has become even more important not only because of the lack of information on the ecology and natural history of raptors of the Neotropics, but also because of current scenario of habitat changes. Areas are being rapidly modified without a basic knowledge of the species/habitat relationship and the effects it may cause. Thus, the main goal of this thesis was to examine habitat use and selection by diurnal birds of prey in a heterogeneous landscape (151. 866 ha) in the central region of state of São Paulo (22° 15′ S; 47° 49′ W), where the Estação Ecológica de Itirapina (EEI) was considered the central area. Also, this study aimed at estimating the home range size of three raptor species (Falco femoralis, Rupornis magnirostris and Heterospizias meridionalis) through radio-telemetry; examining the efficiency of capture of birds of prey using two types of traps, bal-chatri and goshawk; and mapping land use/occupation of the study area and making the landscape analysis around the EEI. Between September 2005 and February 2007, 19 species of Falconiformes (Pandionidae n = 1, Falconidae n = 5, Accipitridae n = 13) were observed in a landscape basically occupied by monocultures (sugar cane 22 %, orange 14 %, eucalyptus 13 %) and pastures (2 1%). The average richness of Falconiformes in areas occupied by a monoculture was 4,6 species and 10,3 in natural areas. The species composition of the assemblage was more similar to those of other open areas influenced by Cerrado. Forty-eight individuals from five species were captured in the two types of traps. The general capture success was 15.3 % (n = 33) for the bal-chatri trap and 1 capture every 11,8 days (8,5 %) for the goshawk trap (n = 15). Implications and limitations of the capture of birds of preys in the areas were also discussed. The average home range obtained with the 95 % adaptive Kernel method (AK 95%) was 1.329 ± 780 ha for F. femoralis, 129 ± 140 ha for R. magnirostris and 1.883 ha for the individual of H. meridionalis. The average home range of F. femoralis was 2.8 higher in altered areas when compared to natural ones. In general, habitat quality seems to have influenced the different values of home range requirement of individuals, and also, in the selection/rejection of the different habitats. In most cases, monocultures were rejected, while natural areas were selected by raptors. Sugar cane plantations were rejected by all raptors. The only altered habitat used more than expected was pastures, selected by four of ten species analyzed. However, three species avoided this habitat. This is the first study to evaluate habitat selection by Falconiformes in Brazil and demonstrate that the increase of areas for agriculture may negatively affect even the most abundant and generalist species, contrary to some generalizations described in the literature. The interaction among the habitat structure, prey availability, morphology and hunting behavior seems to explain home range size requirements as well as the differential use of the various types of habitats.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-07-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.