• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.41.2007.tde-03092007-101649
Documento
Autor
Nome completo
Alexandro Marques Tozetti
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Martins, Marcio Roberto Costa (Presidente)
Hartmann, Paulo Afonso
Marques, Otavio Augusto Vuolo
Santos, Selma Maria de Almeida
Sawaya, Ricardo Jannini
Título em português
Uso do ambiente, atividade e ecologia alimentar da cascavel (Crotalus durissus) em área de Cerrado na região de Itirapina, SP
Palavras-chave em português
Crotalus durissus
Cascavel
Cerrado
Ecologia
Itirapina
Resumo em português
Apesar de fatores como o regime climático, aspectos reprodutivos e a disponibilidade de presas interferirem na atividade das serpentes, muito pouco se sabe a respeito dos mecanismos de ação desses fatores sobre a atividade. O objetivo desse estudo foi o de investigar as variações diárias e sazonais na atividade de uma população de cascavéis (Crotalus durissus), em uma área de Cerrado do Estado de São Paulo. Os dados foram obtidos a partir de capturas feitas por procura com veículo, encontros ocasionais e pelo monitoramento de indivíduos equipados com rádiostransmissores ou carretéis de linha. A atividade foi maior em dias mais quentes e mais úmidos. Os resultados revelaram que as cascavéis passam a maior parte do dia em repouso enquanto que a noite a atividade predominante é a caça. A atividade de caça foi mais freqüentemente observada na estação seca, possivelmente por coincidir com o período em que há maior necessidade metabólica provavelmente em função da reprodução. Os deslocamentos foram pouco freqüentes, especialmente na estação seca. As cascavéis apresentaram pico de atividade diária entre 18:00 e 20:59h, sendo que na estação seca concentraram sua atividade no período mais quente do dia e da noite. A atividade não respondeu às flutuações na abundância de presas capturadas em armadilhas de interceptação e queda. Os estudos sobre os movimentos estão intimamente atrelados ao conhecimento da direção, extensão e freqüência com que ocorrem os deslocamentos dos animais. Considerando que o ambiente é composto por um mosaico de microambientes, os movimentos permitem que os indivíduos explorem as porções mais adequadas às suas necessidades. O objetivo desse estudo foi descrever os deslocamentos diários e sazonais, bem como a área de uso de uma população de cascavéis, Crotalus durissus, numa área de Cerrado do Estado de São Paulo. Indivíduos de cascavéis foram monitorados por rádio-rastreamento e por carretéis de linha. Animais com maior tamanho corpóreo apresentaram tendência a realizar deslocamentos diários mais longos, distanciando-se mais do ponto inicial da captura. Não houve diferenças entre os deslocamentos médios diários e área de uso entre os sexos. A área de uso foi menor na estação chuvosa. Ambos os sexos apresentaram deslocamento real cerca de duas vezes maior do que a medida da distância em linha reta entre pontos consecutivos. Para ambos os sexos a fidelidade ao sítio foi maior na estação seca. Também nessa estação, as cascavéis apresentaram áreas de uso maiores. Aparentemente as condições climáticas da estação seca (temperatura e umidade relativa do ar mais baixas) não levaram a uma redução na atividade, mas sim a uma concentração dos deslocamentos nos períodos mais quentes do dia. A seleção e o uso do ambiente traz conseqüências diretas na taxa de ingestão de presas, sucesso reprodutivo e, no caso dos ectotérmicos, na manutenção da temperatura corpórea. O uso do ambiente depende não só de características individuais mas também da heterogeneidade do ambiente, além de fatores microclimáticos e do padrão de cobertura vegetal. No presente estudo, o uso do ambiente por indivíduos de cascavéis (Crotalus durissus) foi avaliado em um fragmento de Cerrado no estado de São Paulo. De um modo geral as cascavéis se mostraram generalistas quanto ao ambiente térmico. Entretanto, na estação chuvosa as cascavéis exibiram preferência por substratos mais frios durante o dia e mais quentes durante a noite. As cascavéis utilizaram predominantemente a superfície do solo tendo sido mais freqüentemente observadas sob arbustos. A localização das serpentes no ambiente esteve associada à presença de árvores, arbustos, substrato menos exposto e mais sombreado. Os indivíduos realizaram deslocamentos mais longos nas áreas de campo cerrado e áreas de brejo. Essa característica, aliada à baixa seletividade térmica do ambiente, pode contribuir para que as cascavéis colonizem áreas desmatadas, desde que haja um sombreamento do substrato e cobertura vegetal semelhantes aqueles encontrados em fisionomias do Cerrado.
Título em inglês
Habitat use, activity and foraging behavior of rattlesnakes (Crotalus durissus) in a Cerrado fragment on state of São Paulo
Palavras-chave em inglês
(Crotalus durissus)
Cerrado
Ecology
Resumo em inglês
The snake activity has been associated with climatic conditions, reproduction and prey availability. However, there is no detailed information about how those factors act on snake activity. The objective of this study was describe daily and seasonal variations in activity of a south-america rattlesnake (Crotalus durissus) population in a Cerrado fragment on state of São Paulo. Data was obtained from encounters of snakes on road survey, occasional encounters and use of radio-transmitters and thread-bobbins device. The snakes activity was higher in warmer and moister days. This study shows that rattlesnakes spend most part of the day resting and most part of the night in ambush posture (foraging). Foraging was more common on dry season, probably in function of energetic needs of reproduction. Movements was uncommon, specially on dry season. The snakes reveled a peak of activity between 18:00 and 20:59 h. Daily activity keeps concentrated to the warmest party of the day and night on dry season. There was no relation between snake activity and fluctuations on abundance of small rodents by captures on pitfall-traps. Ecological studies of movements are highly dependent on knowledge about the direction, extension, and frequency of animal movements. Since the environment is composed by a mosaic of microhabitats, movements allow individuals to explore portions of the environment that are more adequate to their needs. The purpose of this study was to describe daily and seasonal movements and the habitat use for a population of the South American rattlesnake, Crotalus durissus. The population studied inhabit a Cerrado area in the state of São Paulo, southeastern Brazil. Snakes were tracked with radio transmitters and thread-bobbins. Larger animals tended to show longer daily movements, moving farther from the initial site of capture. There were no differences in average daily movements and home-range sizes between sexes. Both sexes moved distances twice longer than that calculated by drawing a strait line between consecutive points. Site fidelity was higher in the dry season for both sexes. During the dry season, home-range was larger when compared to the wet season. Weather conditions during the dry season, such as low temperature and low air humidity, did not seem to cause a reduction in snake activity, but a concentration of movements during the warmest periods of the day Habitat use and habitat selection affects individual food intake, reproductive fitness and, for ectotherms, body temperature control. Habitat use depends on both animal characteristics and environmental heterogeneity (microclimatic and vegetation cover aspects). In this study habitat use was investigated in a population of the South-american rattlesnake (Crotalus durissus) in a Cerrado fragment in the state of São Paulo, southeastern Brazil. In general, snakes were thermal generalists. However, they showed substrate temperature preferences at the rainy season, when they selected colder substrates by the day and warmer substrates at night. Rattlesnakes were predominantly active on the surface and more frequently encountered under bushes. The presence of snakes on habitat was related to the presence of tress, bushes, unexposed and high shaded substrates. Snakes moved higher distances on campo cerrado and temporary flooded areas. This characteristic associated with low thermal selectivity could make rattlesnakes apt to colonize deforested areas were shade level and vegetation cover are similar to the Cerrado.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-09-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.