• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.41.2015.tde-28072015-151433
Documento
Autor
Nome completo
Laura Rocha Prado
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Casari, Sonia Aparecida (Presidente)
Costa, Cleide
Ide, Sergio
Lopes, Peterson Lasaro
Vanin, Sergio Antonio
Título em português
Análise cladística da seção Diabroticites Chapuis, 1875 (Coleoptera, Chrysomelidae, Galerucinae, Luperini)
Palavras-chave em português
Espécie-tipo
Morfologia
Sistemática
Resumo em português
A seção Diabroticites Chapuis, 1875 (Chrysomelidae, Galerucinae, Luperini, Diabroticina), com 826 espécies descritas em 17 gêneros, registrada apenas para o continente americano, é uma das maiores assembleias taxonômicas de crisomelídeos. Composta essencialmente por espécies originalmente descritas no gênero Diabrotica Chevrolat, 1837 antes de 1947, é caracterizada pelas garras tarsais bífidas e machos com tíbias mesotorácicas simples, sem projeções. Os mais de 150 anos de história taxonômica da seção foram suportados primariamente por descrições morfológicas superficiais, baseadas em poucos exemplares (geralmente espécimes únicos) e a um número restrito de caracteres, relacionados apenas aos machos. Nunca houve uma revisão do grupo como um todo para investigar a posição sistemática dos Diabroticites como objetivo primário e ampliar o número de caracteres analisados nos dois sexos. O presente trabalho apresenta um estudo morfológico detalhado de vários representantes de Diabroticites visando testar a monofilia da seção, bem como elucidar o posicionamento filogenético dos gêneros que a compõem. Todos os gêneros e a maioria dos agrupamentos infragenéricos da seção foram amostrados no grupo-interno com, ao menos um terminal, num total de 49 terminais. O grupo-externo, incluiu sete terminais, representantes de Cerotomites (Luperini, Diabroticina), Phyllobroticites (Luperini, Luperina), Exosomites (Luperini, Luperina), além de uma espécie de Coelomerites (Galerucini), considerada a raiz. Uma análise de sensibilidade foi realizada, com buscas heurísticas com pesos iguais e pesagem diferencial. O resultado da análise demonstrou que a seção como definida, não forma um grupo monofilético, sendo necessária a inclusão de um ou mais terminais do grupo-externo para recuperar a sua monofilia. Os gêneros que incluíram mais de um terminal, em sua maioria não foram recuperados como clados e os caracteres diagnósticos tradicionalmente utilizados (incluindo diversos caracteres sexuais secundários), em grande parte não corresponderam a sinapomorfias. A única exceção foi Gynandrobrotica, encontrado como um subgrupo de Cerotoma. Caracteres relativos à genitália, utilizados pela primeira vez na elaboração de uma hipótese evolutiva para Diabroticites, tiveram valor significativo na definição das linhagens internas
Título em inglês
Cladistic analysis of section Diabroticites Chapuis, 1875 (Coleoptera, Chrysomelidae, Galerucinae, Luperini)
Palavras-chave em inglês
Morphology
Systematics
Type-species
Resumo em inglês
Diabroticites Chapuis, 1875 (Chrysomelidae, Galerucinae, Luperini, Diabroticina) is one of the largest assemblies of chrysomelids, currently with 826 species in 17 genera, restricted to the American continent. It comprises essentially the species described in genus Diabrotica prior to 1947, characterized by the presence of bifid tarsal claws and males with simple mesothoracic tibiae. Despite having over 150 years of taxonomic history, the species in this group are mostly supported by superficial morphological treatment, frequently based in single specimens, and often relying on male characteristics. There is no general revisionary study for the section to this date, and the systematic position of Diabroticites has never been investigated as a primary objective. A cladistic analysis for the section is hereby presented, based on a detailed morphological study for several diabroticites, in order to test the group's monophyly and investigate the phylogenetic position of the genera that are comprised in it. All genera and most infrageneric groups were sampled in the ingroup with at least one terminal (in a total of 49 terminals). The outgroup comprises seven terminals representing section Cerotomites (Luperini, Diabroticina), Phyllobroticites (Luperini, Luperina), and Exosomites (Luperini, Luperina), plus one species of Coelomerites (Galerucini), regarded as the root. The sensitivity analysis included heuristic searches carried with equal and differential weighting. The results indicate that section Diabroticites as currently defined is not monophyletic. Its natural group status can be recovered with the addition of one or more members of the outgroup. Genera that included more than one terminal were, as a rule, not supported as clades, and the traditional diagnostic characters (along with secondary sexual characteristics) for the most part did not correspond to synapomorphies. The sole exception was Gynandrobrotica, found as a subgroup of Cerotoma. Genital characters, used for the first time to support an evolutionary hypothesis for section Diabroticites, were found to have significant value in the definition of internal lineages
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Laura_Prado.pdf (38.32 Mbytes)
Data de Publicação
2015-09-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.