• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.41.2009.tde-26032009-151405
Documento
Autor
Nome completo
Lívia Cristina dos Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Santos, Selma Maria de Almeida (Presidente)
Antoniazzi, Marta Maria
Martins, Marcio Roberto Costa
Título em português
Biologia reprodutiva de Leposternon microcephalum (Squamata, Amphisbaenidae) do Sudeste do Brasil
Palavras-chave em português
Amphisbaenidae
Ciclo reprodutivo
Histologia
Reprodução
Resumo em português
Os Amphisbaenia (cobras de duas cabeças) têm sua biologia reprodutiva pouco conhecida, em parte devido à dificuldade de observações em campo e de coleta desses animais, que possuem hábitos fossórios. Leposternon microcephalum, da família Amphisbaenidae, é uma espécie amplamente distribuída no Brasil. Este trabalho teve como objetivo estudar aspectos da biologia reprodutiva de L. microcephalum do Sudeste do Brasil, tais como fecundidade, época de recrutamento, a ocorrência de oviposturas em formigueiros, tamanho de maturidade sexual, sintopia das gônadas, e dimorfismo sexual de comprimento e diâmetro do corpo, bem como analisar os ciclos folicular e espermatogênico e caracterizar a morfologia das gônadas e vias genitais. Para tanto, foram utilizados espécimes de coleção coletados em diferentes meses do ano para análise e medidas dos testículos, ductos deferentes, folículos ovarianos e ovidutos. Tais órgãos foram ainda analisados sob microscopia de luz, visando à descrição de sua estrutura e um estudo mais aprofundado do ciclo reprodutivo. Foram ainda escavados formigueiros para procura de ovos. Observou-se que o ciclo reprodutivo da fêmea dura pelo menos dois anos, sendo que o depósito mais substancial de vitelo é do tipo vernal (pré-nupcial), concentrado nos três meses que precedem a ovulação. Essa se dá provavelmente na mesma época da cópula, entre Novembro e Dezembro. A espermatogênese é do tipo misto, e o pico de produção de espermatozóides ocorre cerca de dois meses antes da cópula, havendo pequena fase de estocagem de esperma nos ductos deferentes. Nessa época, o epitélio desses ductos torna-se secretor. Após a fase espermatogênica, há uma acentuada involução dos testículos. O número de ovos produzido por fêmea provavelmente varia entre dois e seis. Os ovidutos dividem-se, segundo sua estrutura observada sob microscópio de luz, em vagina, útero, infundíbulo posterior e infundíbulo anterior. A maturidade sexual dos espécimes pode ser inferida com base na opacidade dos ductos genitais, e é atingida provavelmente aos três anos de idade. A gônada direita é normalmente mais cranial em relação à esquerda, e há uma região de sobreposição, na qual ambas se dispõem lado a lado. Não foi observado dimorfismo sexual, e a ovipostura em formigueiros não parece ser obrigatória.
Título em inglês
Reproductive biology of Leposternon microcephalum (Squamata, Amphisbaenia) from Southeastern Brazil
Palavras-chave em inglês
Amphisbaenidae
Histology
Reproduction
Reproductive cycle
Resumo em inglês
The reproductive biology of the Amphisbaenia (worm lizards) is poorly known, in part because of their fossorial habits, which make difficult studies on the field and their capture. Leposternon microcephalum is a species widespread in Brazil, and accommodates in the family Amphisbaenidae. This work aimed to study features of the reproductive biology of L. microcephalum from Southeastern Brazil, such as fecundity, time of hatching, occurrence of oviposition in ant nests, size of sexual maturity, gonadal sintopy and sexual dimorphism on body length and width. It also aimed to analyze follicular and testicular cycles and to characterize the morphology of gonads and genital ducts. For that, museum specimens collected on different months of the year were used for analyses and measurements of testes, vas deferens, ovarian follicles and oviducts. Those organs were also analyzed histologically by light microscopy, to describe theirs structure and to better characterize the sexual cycle. Ant nests were excavated to look for eggs. The female reproductive cycle were estimated to take at least two years. The most part of yolk deposition occurs during the last three months before ovulation, and it is of the vernal type (pre-nuptial). Ovulation takes place approximately at the same time as mating, between November and December. Spermatogenesis is of the mixed type (type II B), and the peak of spermatozoa production occurs approximately two months before mating. There is a short phase of sperm storage in vas deferens. By that time, vas deferens epithelium becomes secretory. After the spermatogenesis, there is a great involution of testes. The number of eggs produced by each female probably varies between two and six. According to the structure seen under light microscope, the oviducts are divided in four regions: vagina, uterus, anterior infundibulum and posterior infundibulum. Sexual maturity can be inferred from the opacity of genital ducts, and it is probably attained in three years. The right gonad is usually anterior to the left one, and there is an overlapping region, in which the two gonads are arranged side by side. Sexual dimorphism was not observed, and oviposition in ant nests does not seem to be obligatory.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
livia_completo.pdf (9.73 Mbytes)
Data de Publicação
2009-05-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.