• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Rachel Montesinos Martins Pereira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Grant, Taran (Presidente)
Silva, Hélio Ricardo da
Grazziotin, Felipe Gobbi
Haddad, Célio Fernando Baptista
Rodrigues, Miguel Trefaut Urbano
Título em inglês
Phylogenetic systematics of Hylodidae (Amphibia: Anura)
Palavras-chave em inglês
Hylodidae
Parsimony
Phylogeny
Total evidence
Resumo em inglês
Hylodidae is composed of 46 species distributed in three genera: Crossodactylus (14 spp), Hylodes (25 spp), and Megaelosia (7 spp). These torrent-frogs are diurnal and associated with riverine habitats throughout the Atlantic Rain Forest. The high degree of habitat specificity observed in this group seems to be associated with an extremely conservative external morphology; however, other sources of evidence have been proved useful to distinguish species. My study was designed to review the status of the current hylodid systematics, performing a total evidence analysis that represents as many species (and populations) as possible; confirm the monophyly of currently valid nominal taxa; investigate the evolutionary history of some morphological characters; and reconstruct biogeographical changes in the distribution of hylodids. My total evidence analysis included morphological (293 characters) and molecular data (four mitochondrial and five nuclear genes) for up to 371 hylodid terminals plus 45 outgroups, and resulted in 713 most parsimonious trees. I recovered Hylodidae and its compounding genera as monophyletic, and recognized 58 lineages within this family. Three synapomorphies were identified for Hylodidae based on vocal sac morphology (external double vocal sac, internal double vocal sac, and opening of the m. interhyoideus through which the diverticulum passes). Analysis of the distribution of hylodids revealed the origin of this frog family in the East Atlantic river basin, with subsequent allopatric speciation in adjacent basins
Título em português
Sistemática filogenética de Hylodidae (Amphibia: Anura)
Palavras-chave em português
Evidência total
Filogenia
Hylodidae
Parcimônia
Resumo em português
Hylodidae é composta por 46 espécies distribuídas em três gêneros: Crossodactylus (14 spp), Hylodes (25 spp) e Megaelosia (7 spp). Essas rãs-de-corredeiras são diurnas e associadas à ambientes encachoeiradas ao longo da Mata Atlântica. O alto nível de especificacidade à esses habitats observado nesse grupo parece estar relacionado com a morfologia externa extremamente conservada; entretanto, outras fontes de evidências tem provado ser úteis para distinção de espécies. Meu estudo foi designado para revisar o status atual da sistemática dos hilodídeos através de uma análise de evidência total que representa o máximo de espécies (e populações) possíveis; confirmar o monofiletismo dos taxa válidos atualmente; avaliar a história evolutiva de alguns caracteres; e reconstruir mudanças biogeográficas na distribuição de Hylodidae. Minha análise de evidência total incluiu dados morfológicos (293 caracteres) e moleculares (quatro genes mitocondriais e cinco genes nucleares) para 34371 terminais de hilodídeos mais 45 terminais de grupo externo, resultando em 713 árvores mais parcimoniosas com 32.405 passos. Eu recuperei Hylodidae e todos os seus gêneros como monofiléticos e reconheci 59 linhagens dentro da família. Três sinapomorfias putativas foram identificadas para Hylodidae baseadas na morfologia do saco vocal (saco vocal externo duplo, saco vocal interno duplo e abertura no m. interhyoideus por onde o divertículo passa). Análises da distribuição dos hilodídeos revelaram a origem de Hylodidae na bacia Atlântico Leste com subsequentes especiações alopátricas em bacias subjacentes
 
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Liberação
2021-08-15
Data de Publicação
2017-08-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.