• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.41.2014.tde-09032015-082748
Documento
Autor
Nome completo
Filipe Macedo Gudin
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Nihei, Silvio Shigueo (Presidente)
Almeida, Eduardo Andrade Botelho de
Lamas, Carlos José Einicker
Título em português
Revisão taxonômica e análise cladística, baseada em dados morfológicos, do gênero Ormiophasia Townsend, 1919 (Diptera, Tachinidae, Ormiini)
Palavras-chave em português
Filogenia
Neotropical
Ormiini
Ormiophasia
Tachinidae
Taxonomia
Resumo em português
A família Tachinidae é uma das maiores famílias de Diptera, totalizando mais de dez mil espécies descritas, grande parte da Região Neotropical, cuja classificação é extremamente confusa. Além disso, todos os taquinídeos com bionomia registrada possuem larvas endoparasitoides de outros artrópodes. Os taquinídeos da tribo Ormiini são notáveis por possuírem uma adaptação extrema para localização de seus hospedeiros (Orthoptera, Ensifera). Seus representantes apresentam o prosterno muito desenvolvido e inflado, formando uma membrana acústica. Essa estrutura é mais desenvolvida nas fêmeas, as quais localizam o hospedeiro fonotaticamente. A tribo é composta por sete gêneros, distribuídos mundialmente, com Ormiophasia Townsend, 1919, sendo o único endêmico da Região Neotropical, com nove espécies válidas. Porém, tradicionalmente sua validade tem sido questionada, sendo considerado sinônimo de Ormia Robineau-Desvoidy, distribuído em toda a América. O objetivo deste trabalho é revisar a taxonomia de Ormiophasia, redescrever as espécies atuais, descrever as espécies novas, fornecer uma chave de identificação das espécies e mapas de distribuição atualizados. Além disso, foi realizada uma análise cladística com a finalidade de testar a monofilia de Ormiophasia, verificar seu posicionamento filogenético na tribo e os relacionamentos de suas espécies. Para a revisão taxonômica, foram estudados espécimes de Ormiophasia emprestados de diversas coleções nacionais e internacionais. Para a análise cladística, foram construídos 58 caracteres morfológicos com 32 terminais (15 no grupo interno e 17 no grupo externo), submetidos a análise de parcimônia no software TNT. Caracteres foram tratados como não ordenados e não aditivos. Diferentes esquemas de pesagem implícita foram realizados para verificar o fitness dos caracteres homoplásticos. Glaurocara flava Thomson foi utilizada para enraizar o diagrama. Como resultado, Ormiophasia é reconhecido como um gênero válido e distinto dos demais Ormiini por possuir coloração amarelo-acastanhada, castanho ou castanho-escura, ausência de calosidades na veia costal, ocelos grandes e desenvolvidos, somente um par de acrosticais pré-suturais e os cercos masculinos com extremidade completamente fundida e larga. Oito espécies válidas são reconhecidas aqui, com a proposta de uma sinonímia, O. travassosi syn. jr. de O. inflata. Além disso, oito espécies novas foram descritas. Ormiophasia possui uma distribuição endêmica à Região Neotropical, extendendo-se do sul do México ao norte da Argentina. Na análise cladística, Ormiini foi recuperado com dois grandes clados: Velho Mundo e Novo Mundo, no qual Ormiophasia e Ormia se encontram. Ormiophasia foi recuperado como um gênero monofilético, com pelo menos três sinapomorfias, sendo grupo-irmão de Ormia. Caracteres da terminália feminina e do primeiro ínstar larval contribuíram fortemente para a resolução das topologias de Ormiini e Ormiophasia
Título em inglês
Taxonomic revision and cladistic analysis of the genus Ormiophasia Townsend, 1919 (Diptera, Tachinidae, Ormiini)
Palavras-chave em inglês
Neotropical Region
Ormiini
Ormiophasia
Phylogeny
Tachinidae
Taxonomy
Resumo em inglês
Tachinidae is a large family of Diptera and all species are parasitoids of arthropods. Their classification is complex and confused, though, especially in Neotropical Region. Tachinidae is classified into Dexiinae, Phasiinae, Exoristinae and Tachininae, the latter including the tribe Ormiini. Ormiine flies occur worldwide and locate hosts (Orthoptera, Ensifera) phonotactically. They have an inflated prosternum with an acoustic membrane. Ormiophasia Townsend includes nine species and it is endemic to the Neotropical Region. Its validity have been questioned by many authors, and even considered a junior synonym of Ormia Robineau-Desvoidy. This study aims to revise the genus, to test the monophyly of Ormiophasia and to reconstruct the phylogenetic relationships among the recognized species. A total of 319 specimens were examined from six Brazilian and five international institutions. Cladistic analysis was carried out with TNT. Characters were initially treated with equal weights and unordered. Analysis under implied weighting of the characters was made to assess the fitness and information of homoplastic characters. Data matrix was made in Mesquite 2.75, with 15 species of Ormiophasia and 17 outgroup taxa, and 27 morphological characters. Glaurocara flava (Glaurocarini) was used as root. It was recognized 8 valid species of Ormiophasia, with one sinonimy proposed: O. travassosi jr. syn. of O. inflate. Eight new species of Ormiophasia are described. As results of the cladisic analysis, Ormiini is divided into two distinct clades: the Old World clade and the New World clade, which includes Ormia and Ormiophasia. Ormiophasia is a monophyletic genus, with at least three synapomorfies and high support values. Female terminalia and first instar larvae characters were very important to give resolution to Ormiini and Ormiophasia topologies
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Filipe_Gudin.pdf (9.33 Mbytes)
Filipe_Gudin_SIMPL.pdf (262.89 Kbytes)
Data de Liberação
2017-03-08
Data de Publicação
2015-04-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.