• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.41.2007.tde-04102007-173856
Documento
Autor
Nome completo
José Paulo Leite Guadanucci
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Rocha, Ricardo Pinto da (Presidente)
Bertani, Rogério
Marques, Fernando Portella de Luna
Miles, Fernando Pérez
Santos, Adalberto José dos
Título em português
Relações filogenéticas dos gêneros de Ischnocolinae (Araneae, Mygalomorphae, Theraphosidae)
Palavras-chave em português
Araneae
Ischnocolinae
Theraphosidae
Resumo em português
Os gêneros atualmente pertencentes à Ischnocolinae foram incluídos em uma análise cladística juntamente com representantes das outras 9 subfamílias de Theraphosidae. Representantes de Barychelidae e paratropididae também foram incluídos na análise. Os isquinocolíNeos estão representados pelos seguintes gêneros: Ischnocolus, Heterothele, Chaetopelma, Nesiergus e Plesiophrictus, do Velho Mundo, e Acanthopelma, Holothele, Schismatothele, Hemiercus, Oligoxystre e Catumiri do Novo Mundo. Os resultados da análise cladística forneceram infomações importantes, as quais foram utilizadas para elaboração de novas diagnoses para os gêneros citados acima e para propostas de mudanças taxonômicas para a composição de gêneros monofiléticos. A matriz composta por 71 táxons terminais e 65 caracteres morfológicos foi analizada das seguintes formas: caracteres com pesos iguais, pesagem implícita e sucessiva. Os programas de computador TNT e PAUP* foram utilizados para a análise de parcimônia e WinClada e MacClade para a otimização dos caracteres. O consenso dos cladogramas resultantes de 8 análises distintas foram comparados. Optou-se pela topologia resultante das análises com pesagem implícita (K <- 4) como a hipótese de relacionamento filogenético a ser discutida. Theraphosidae é considerada monofilética e sustentada pela presença de tricobótrios engrossados na tíbia e tricobótrios clavados tarsais dispostos em fileira. Os representantes de Ischnocolinae não formaram um grupo monofilético. Os gêneros Holothele, Paraholothele gen.n. e Acanthopelma formaram um grupo monofilético com Trichopelma e Reichlingia. Todos esse gêneros são incluídos em Trichopelmatinae, a qual deve ser transferida de Barychelidae para Theraphosidae. O clado Trichopelmatinae+ Ischnocolus spp égrupo-irmão do restante dos terafosídeos. Os gêneros Sickius, Neoholothele gen.n., Guyruita gen.n., Schismatothele e Hemiercoides gen.n. formaram o grupo monofilético denominado "Ischnocolinae" Novo Mundo. Os gêneros Nesiergus e Chaetopelma, representantes do Velho Mundo, também formaram um grupo monofilético. O restante dos Ischnocolinae (Heterothele, Plesiophrictus e Oligoxystre) formaram um grande grupo monofilético com representantes das outras subfamílias de Theraphosidae (Harpactirinae, Theraphosinae, Eumenophorinae, Thrigmopoeinae, Ornithoctoninae, Aviculariinae e Selenocosminae). Com base nos resultados da análise cladística, a composição da subfamília Ischnocolinae descrita no primeiro parágrafo deve passar a ser: Ischnocolus, Heterothele, Chaetopelma, Nesiergus e Plesiophrictus e Heterophrictus do Velho Mundo e Acanthopelma, Holothele, Paraholothele, Neoholothele, Schismatothele, Hemiercoides, Guyruita, Oligoxystre e Catumiri da Região Neotropical. Adicionalmente, a investigação comparativa acerca dos tricobótrios clavados na tíbia e tarso de representantes da família Theraphosidae forneceu dados que são apresentados e discutidos no manuscrito incluído como apêndice da presente tese e intitulado "Comparative study of the clavate trichobothria of Theraphosidae spiders (Araneae, Mygalomorphae)".
Título em inglês
Phylogenetic relationships of Ischnocolinae genera (Araneae, Mygalomorphae, Theraphosidae)
Palavras-chave em inglês
Araneae
Ischnocolinae
Theraphosidae
Resumo em inglês
The genera presently comprised within the Ischnocolinae subfamiliy were included in a cladistic analysis along with representatives of the other 9 Theraphosidae subfamilies. Representatives of Barychelidae and paratropididae were also included in the analysis. The Ischnocolinae subfamily comprises the following genera: Ischnocolus, Heterothele, Chaetopelma, Nesiergus and Plesiophrictus, from the Old World, and Acanthopelma, Holothele, Schismatothele, Hemiercus, Oligoxystre and Catumiri from the New World. The cladistic analysis results provided important data, which were used as new diagnostic features for the genera and proposals for taxonomic changes. The data matrix composed by 71 terminal taxa and 65 morphological characters was analyzed with different criteria: equal weighted characters, implied weighting and successive weighting. The computer programs TNT and PAUP* were used to run the parcimony analysis and WinClada and MacClade for characters optimization. The strict consensus from 8 different analysis were compared. The topology resulted from the analysis with implied weighting (K <- 4) was chosen as the working filogenetic relationship hipothesis. The Theraphosidae family is monophyletic supported by two sinapomorphic characters: presence of thickened trichobothria on the lateral surface of tibia and clavate tarsal trichobothria disposed in a row. The genera Holothele, Paraholothele n.gen. and Acanthopelma formed a monophiletic group with Trichopelma and Reichlingia. All genera above are included within the Trichopelmatinae, which should be transferred from Barychelidae to Theraphosidae. The Trichopelmatinae subfamily, and its sister-group Ischnocolus spp, are the sister-group of the remaining theraphosids. The genera Sickius, Neoholothele n.gen., Guyruita n.gen., Schismatothele e Hemiercoides n.gen. comprise a monophiletic group named herein as "Ischnocolinae" New World. The genera Nesiergus and Chaetopelma, from the Old World, also comprise a monophiletic assemblage. The remaining Ischnocolinae genera, Heterothele, Plesiophrictus and Oligoxystre are closer related to the other Theraphosidae subfamlilies (Harpactirinae, Theraphosinae, Eumenophorinae, Thrigmopoeinae, Ornithoctoninae, Aviculariinae e Selenocosminae). Based on cladistic analysis results, the composition of the subfamily dscribed in the first paragraph should be, henceforth: Ischnocolus, Heterothele, Chaetopelma, Nesiergus e Plesiophrictus and Heterophrictus from Old World and Acanthopelma, Holothele, Paraholothele, Neoholothele, Schismatothele, Hemiercoides, Guyruita, Oligoxystre and Catumiri from the Neotropical region. Furthermore, the comparative study of the tibial and tarsal clavate trichobothria are presented and discussed in the manuscript included as apendix of this thesis, entitled "Comparative study of the clavate trichobothria of Theraphosidae spiders (Araneae, Mygalomorphae)".
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Jose_Guadanucci.pdf (214.61 Mbytes)
Data de Publicação
2008-02-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.