• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.41.2013.tde-31032014-093554
Documento
Autor
Nome completo
Naomi Towata
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Ursi, Suzana (Presidente)
Lopes, Natalia Pirani Ghilardi
Motokane, Marcelo Tadeu
Título em português
Análise da atividade de extensão 'Mergulho Fora d'Água': implicações nas concepções de estudantes do ensino fundamental sobre o ambiente marinho
Palavras-chave em português
Ambiente marinho
Educação ambiental
Ensino-aprendizagem de biologia
Exposição
Extensão universitária
Meio ambiente
Resumo em português
O ambiente marinho muitas vezes é negligenciado nas discussões ambientais devido ao aparente distanciamento entre esse e nosso cotidiano, tendo sofrido um acentuado processo de transformação e degradação. Assim, fica evidente a necessidade de atividades de Educação Ambiental que abordem tal ambiente. A Exposição interativa Mergulho Fora d'Água (MFA) insere-se nesse contexto. O presente trabalho visa contribuir para a ampliação do conhecimento sobre concepções de estudantes do Ensino Fundamental acerca do ambiente marinho, bem como para a avaliação e aprimoramento da exposição interativa MFA. A pesquisa apresenta como objetivos específicos investigar concepções iniciais e verificar se e como a atividade MFA influência tais concepções dos alunos do Ensino Fundamental de uma escola da cidade de São Paulo sobre: (1) meio ambiente; (2) ambiente marinho, sua conservação e relação com o cotidiano desses alunos. Para isso, foram aplicados questionários estruturados compostos por questões fechadas e abertas, antes e após os estudantes participarem da exposição MFA. Para a análise dos dados, as respostas de questões abertas foram submetidas a um processo de categorização aberta e as categorias foram comparadas por meio de quantificações simples (cálculo de médias de ocorrência). Respostas provenientes de questões fechadas foram diretamente quantificadas e comparadas. Os dados foram coletados em turmas de sétimo, oitavo e nono ano do Ensino Fundamental de uma Escola Estadual da Cidade de São Paulo, localizada nas proximidades da USP. Um total de 476 estudantes participou da pesquisa. Nossos resultados evidenciaram que os estudantes sujeitos da pesquisa podem apresentar diversas concepções de meio ambiente, aplicando-as dependendo das várias situações as quais são expostos. Por exemplo, como concepções iniciais, ao pensarem no meio ambiente em geral, foram predominantemente Naturalistas e excluíram o homem do meio ambiente. Já quando pensam no ambiente marinho propriamente dito, justificam a necessidade de sua conservação também com base em concepções Naturalistas, mas estabelecem relação entre tal ambiente e seu cotidiano com base em uma concepção Antropocêntrica, justificada principalmente por uso de substâncias e alimentos derivados do mar. Vale ainda ressaltar que uma porcentagem bastante reduzida dos estudantes (20%) conseguiu estabelecer tal relação ambiente marinho-cotidiano. A principal palavra associada a esse ambiente foi “curiosidade” e, ao serem questionados sobre organismos marinhos, os cordados foram os mais citados (baleias, peixes e tubarões). Apesar da persistência de muitas dessas concepções iniciais, pudemos verificar algumas mudanças após a realização da exposição MFA, como uma maior inclusão do homem como elemento do meio ambiente. Além disso, concepções Antropocêntricas e Problema de meio ambiente sofreram redução. Quanto às concepções sobre ambiente marinho, a porcentagem absoluta de estudantes que conseguiu estabelecer a relação desse ambiente com seu cotidiano aumentando discretamente (para 30%). Quanto às palavras associadas ao ambiente marinho, “curiosidade” aumentou para estudantes de todos os anos. Já para os mais jovens alguns aspectos negativos também sofreram aumento (como poluição, doença e medo). No caso do nono ano, a situação foi diferente, ocorrendo maior citação de aspectos positivos, como beleza e diversão. Para todos os anos escolares, as citações de animais não cordados (ex. estrelas e ouriços), vegetais (algas) e plâncton foram maiores e organismos não marinhos (ex. girinos) foram menos citados. Nossa percepção geral é que a exposição MFA alcançou objetivos mais efetivos para os alunos de nono ano. Pautamos essa percepção em dados como o aumento de interesse após a exposição por parte dos alunos e do aumento da associação do ambiente marinho à beleza e diversão, além de curiosidade. Assim, o presente trabalho representou um esforço inicial para a melhor compreensão sobre as concepções de meio ambiente e, especialmente sobre o ambiente marinho. Esperamos que os dados obtidos possam ser subsídios para a avaliação à atividade MFA por parte de seus idealizadores em um processo continua de aprimoramento
Título em inglês
Analisys of extension’s activity 'Out of Water Diving': implications on concepts of elementary school students about the marine environment
Palavras-chave em inglês
Biology teaching and learning
Environment
Environmental education
Exhibition
Marine environment
University extension
Resumo em inglês
The marine environment is often neglected in environmental discussions due to the apparent detachment between this and our daily lives, having undergone a marked transformation and degradation processes. Based on this, it is evident the need for environmental education activities about this environment. The interactive exhibition Out of Water Diving (OWD) is inserted in this context. The present work aims to contribute to the expansion of knowledge about the concepts of elementary school students about the marine environment, as well as for the evaluation and improvement of the interactive exhibition OWD. The specific objectives are to investigate the initial conceptions and check whether and how the OWD activity influence conceptions of students from a São Paulo school about: (1) the environment, (2) marine environment, its conservation and relation with the daily lives of students. We used structured questionnaires consisting of open and closed questions, before and after OWD exhibition. For data analysis, responses to open questions were subjected to a process of open categorization and categories were compared. Answers from closed questions were directly quantified and compared. Data were collected in classes of seventh, eighth and ninth year of elementary school in a public School of São Paulo city, located near at USP. A total of 476 students participated in the survey. Our results showed that students may have different environment conceptions, applying them depending on various situations which are exposed. For example, as initial conceptions about the environment, the students showed predominantly Naturalist concepts and excluded the man of environment. However, when they think about marine environment, they justify the need for its conservation also based on conceptions Naturalists, but establish relationship between such an environment and their daily based on an anthropocentric concepts, mainly explained by substance use and food derived from the sea. In addition, a small percentage of students (20 %) was able to establish a relation between marine environment and everyday life. The key word associated with this environment was “curiosity”, and when questioned about marine organisms, the chordates were the most frequent cited (whales , fishes and sharks ). Despite the persistence of many of these initial conceptions, we could detect some changes after the exposure OWD, as an increase on inclusion of man as an element of the environment. In addition, Anthropocentric and Problem concepts of environmental were reduced. Regarding conceptions of the marine environment, the absolute percentage of students who were able to establish the relationship of this environment with their everyday life slightly increasing (to 30 %). About the words associated with the marine environment, “ curiosity” increased for students of all years. However, for the youngest students, some negative aspects also increase (pollution, disease and fear). For the ninth year, the situation was different, occurring most citations of positive aspects, such as beauty and fun. For all school years, the citations of animals not chordates (eg. stars and sea urchins), vegetables (seaweed) and plankton were higher and non-marine organisms (eg, tadpoles) were lower cited. Our general perception is that OWD exposure achieved goals more effective for students of ninth year. We base this perception on data such as the increase after exposure of interest by students and increased of the association among marine environment and beauty and fun, as well as curiosity. Thus, this study represented an initial effort to better understanding of environment concepts as well as marine environment concepts. We hope that the data can be subsidy for the evaluation OWD exposition by its creators in a continuous improvement process
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Naomi_Towata.pdf (7.88 Mbytes)
Data de Publicação
2014-04-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.